• Últimas Notícias

    quarta-feira, 18 de março de 2020

    Ministro Augusto Heleno diz que seu exame deu positivo para coronavírus

    Resultado de imagem para Ministro Augusto HelenoDeu positivo o teste de coronavírus do general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República.

    O resultado ficou confirmado no início da manhã desta quarta-feira (18). Heleno tem 72 anos de idade e seu estado de saúde é bom. Neste momento, ele não apresenta sintomas da doença.

    Por precaução, o ministro será submetido a isolamento domiciliar pelo período de 14 dias, até que a contaminação desapareça.Deu positivo o teste de coronavírus do general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República.

    O resultado ficou confirmado no início da manhã desta quarta-feira (18). Heleno tem 72 anos de idade e seu estado de saúde é bom. Neste momento, ele não apresenta sintomas da doença.

    Por precaução, o ministro será submetido a isolamento domiciliar pelo período de 14 dias, até que a contaminação desapareça.

    O general Augusto Heleno é mais um integrante da comitiva do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos que testa positivo para coronavíirus. Submetido a novo exame nesta terça (17), Bolsonaro testou negativo.

    Cláudio Humberto

    Ambev vai fabricar álcool em gel a partir de produção de cerveja

    Ambev álcool em gelA Ambev (ABEV3) anunciou nesta terça-feira (17) que usará linhas de produção de sua fábrica de cervejas em Piraí (RJ) para produzir 500 mil unidades de álcool em gel para distribuir em hospitais públicos.

    Segundo a companhia, todos os hospitais públicos em nos municípios de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília receberão 5 mil unidades cada do álcool em gel da Ambev. As localidades foram escolhidas pelo número de casos confirmados da Covid-19 no país.

    O envase, em garrafas pet, e a logística de distribuição também ficam por conta da empresa.

    O álcool utilizado será uma soma do retirado da produção da versão não alcoólica da cerveja Brahma, a Brahma 0.0 e o restante da produção cervejeira, de acordo com a Ambev.

    Ao redor do país, há relatos de supermercados e farmácias com falta de álcool em gel nas prateleiras. É o produto mais buscado desde o início da pandemia de coronavírus no país, junto com papel higiênico e itens de higiene.

    “Considerando que uma das restrições para a sua reposição é a embalagem para envase, a Ambev disponibilizará o álcool em gel em garrafas PET como as utilizadas para suas bebidas, que hoje não estão em falta”, disse a companhia em nota.

    A ideia repete o que foi feito pela LVMH, dona da Louis Vouitton, na França. A companhia de artigos de luxo vem utilizando sua produção de perfumes para fornecer álcool em gel para o governo francês em meio à pandemia.

    Infomoney