• Últimas Notícias

    sexta-feira, 26 de junho de 2020

    PF deflagra operação de combate a usurpação de minério e lavagem de dinheiro no RN

    A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (26) a Operação Siroco, com o objetivo de apurar usurpação de minério, lavagem de capitais e crimes ambientais.

    As investigações apuram a extração ilegal de minério, que estaria sendo utilizado em construção civil, principalmente na construção de parques eólicos no Rio Grande do Norte. A conduta, em tese, importas nos delitos previstos no art. 55 da Lei 9.605/98 e art. 2º da Lei 8.176/91, além de lavagem de capitais (art. 1º da Lei 9.613/1998) ante a possível dissimulação da origem criminosa da matéria-prima extraída irregularmente, informou a Polícia Federal.

    Na operação, os policiais cumprem três mandados de busca e apreensão expedidos pela 15ª Vara Federal do RN, em Natal e em Fortaleza (CE). A operação do RN foi deflagrada em coordenação com a Operação Anemoi, deflagrada também nesta sexta-feira, que investiga fatos similares praticados pelos mesmos supeitos no estado do Ceará.

    “A investigação realizada no RN, utilizando-se de modernas técnicas e diligências de campo, logrou vincular empresas de grande porte a treze áreas em que houve exploração mineral indevida nos anos de 2012 a 2016”, acrescentou a PF.

    Os alvos foram separados por modelagem em sistema de informação geográfica, com utilização de bandas espectrais de imagens de satélite da NASA. Uma vez que a modelagem indicou locais suspeitos de extração ilegal de minério, os dados foram encaminhados ao Setor de Inteligência Geoespacial da Diretoria de Inteligência Policial da PF para análise.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.