• Últimas Notícias

    terça-feira, 31 de dezembro de 2019

    Rio Grande do Norte ganha Divisões de Combate à Corrupção e Inteligência Policial

    O trabalho de criação da Unidade de Combate à corrupção e Lavagem de Dinheiro e da Divisão de Inteligência Policial deu um importante passo na tarde desta segunda-feira, 30, quando a governadora Fátima Bezerra sancionou a Lei Complementar que institui esses dois departamentos dentro da estrutura da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, projeto aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa no último dia 19 deste mês. As novas unidades prestarão assessoria direta à Delegacia-Geral da Polícia Civil.

    “Essa iniciativa é muito importante para o desenvolvimento de uma política de segurança em sintonia com o nosso programa de governo, que é pautado pela transparência e pelos princípios básicos constitucionais. Essas duas divisões serão mais um instrumento na direção da ética e da honestidade, e pela preservação do patrimônio público que é responsabilidade de todos nós”, declarou a governadora.

    Será investido um total de R$ 1,7 milhão para estruturar as duas divisões. Os recursos são provenientes de um convênio com a Secretaria Nacional da Segurança Pública do Ministério da Justiça e de emendas parlamentares.

    As divisões ficarão vinculadas às outras ações de segurança que o Governo vem desenvolvendo - ações estratégicas e integradoras entre as polícias que devem trabalhar de forma conjunta, focadas na segurança e dignidade da população potiguar.

    Juiz federal do RN integra grupo de estudo sobre implantação do juiz de garantia

    O juiz federal Walter Nunes da Silva Júnior (foto) titular da 2ª Vara Federal e corregedor da Penitenciária Federal de Mossoró, integra o grupo de trabalho responsável por desenvolver estudos e propor a regulamentação do instituto do juiz de garantias.

    A portaria do Conselho da Justiça Federal (CJF) foi assinada pelo presidente do órgão, ministro João Otávio de Noronha.

    Além do magistrado potiguar, outros 11 integram o grupo, que terá até o dia 25 de janeiro de 2020 para apresentar a conclusão do trabalho.

    Cantor sertanejo morre após ter infarto fulminante durante show

    Juliano Cezar passou mal na madrugada desta terça-feira (31)
    O cantor sertanejo Juliano Cezar, 58 anos, morreu após sofrer um infarto fulminante enquanto se apresentava na cidade de Uniflor, no Paraná, na madrugada desta terça-feira (31). Ele chegou a ser socorrido para um posto de saúde, mas não resistiu à parada cardíaca.

    Segundo o produtor do artista, Mauro Vasconcelos, Juliano recebeu massagem cardíaca e injeções de adrenalina por mais de uma hora e meia, mas não foi possível reanimar o artista. Juliano era casado e não tinha filhos. 

    Juliano tinha mais de 30 anos de carreira, com 10 CDs e 3 DVDs lançados. Com “Não Aprendi Dizer Adeus”, chegou a ser indicado ao Grammy Latino como Melhor Álbum Romântico.

    Correio*