• Últimas Notícias

    quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

    Marinha alerta para movimento de ondas de longo período no litoral do RN e do MA

    Resultado de imagem para Marinha alerta para movimento de ondas de longo período no litoral do RNA Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), participa que o avanço de um sistema de ondas de longo período (marulhos), vindo do Oceano Atlântico Norte, poderá provocar agitação marítima com condições favoráveis à ocorrência de ressaca, com ondas de direção Nordeste a Norte e altura significativa de até 2,5 metros, na faixa litorânea entre os estados do RN, a oeste de Touros, e do MA, a leste de São Luís, entre esta quarta (18) à noite e o dia 20, próxima sexta-feira pela manhã.

    A Marinha do Brasil mantém todos os avisos de mau tempo em vigor no endereço eletrônico https://www.marinha.mil.br/chm/dados-do-smm-avisos-de-mau-tempo/avisos-de-mau-tempo.

    Adicionalmente, as informações meteorológicas podem ser visualizadas na página do Serviço Meteorológico Marinho no Facebook, por intermédio do link https://www.facebook.com/servicometeorologicomb/, e por meio do aplicativo "Boletim ao Mar", disponível para download na internet

    Governo brasileiro notifica Facebook por usar dados de usuários do WhatsApp

    O Facebook foi notificado nesta terça-feira (17) pela Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e Segurança Pública ( Senacon /MJSP) a prestar esclarecimentos sobre o compartilhamento de dados de usuários . Investigações apontam que depois que o WhatsApp foi integrado ao Facebook, o mensageiro passou a compartilhar informações dos usuários com a rede social.

    A empresa tem dez dias para responder à notificação, e deve esclarecer se o compartilhamento de dados realmente acontece, quais informações são passadas e se os consumidores têm conhecimento e consentimento desta ação.

    Caso o Facebook não responda aos questionamentos da Senacon no prazo estabelecido ou caso realmente haja indícios de violação dos direitos dos consumidores, o órgão pode processar a empresa, acarretando em multa.

    Por enquanto, o Facebook afirma que “ainda não foi formalmente notificado, mas está à disposição para prestar os esclarecimentos necessários”.

    Mais processos

    Essa não é a primeira vez que a Senacon notifica o Facebook . Em agosto deste ano, o governo brasileiro pediu esclarecimentos à empresa sobre a transcrição de áudios de usuários em serviços como o Messenger .

    Tecnologia IG

    Facebook acelera processo para combater conteúdos falsos

    O Facebook afirmou na última terça-feira (17) que está contratando revisores para ajudar a reduzir o tempo de identificação de uma postagem falsa. A ação faz parte do novo programa piloto que pode ajudar a rede social a reprimir informações enganosas.

    O anúncio mostra que a empresa está respondendo às críticas de que não faz o suficiente para combater as postagens falsas no site. O fato de que políticos podem mentir em anúncios na rede social tem alimentado mais a ideia de que o Facebook não faz o suficiente.

    A rede social também recebeu críticas por não verificar as postagens rapidamente. Em maio, um vídeo adulterado da presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, foi visto por milhões de pessoas antes de ser classificado como falso e ter sua propagação reduzida. Até mesmo Mark Zuckerberg reconheceu que a empresa poderia ter agido mais rapidamente. Na época, um porta-voz afirmou que o tempo de verificação varia dependendo da postagem.

    O Facebook disse que o novo processo será testado nos EUA nos próximos meses. O novo método de verificação vai contar com a tecnologia para ajudar a identificar as possíveis desinformações. Uma inteligência artificial vai verificar se o usuário já compartilhou postagens do tipo no passado, entre outros sinais. Depois, a postagem vai ser enviada aos revisores que vão procurar evidências para apoiar ou refutar o que a postagem diz. Depois, os verificadores vão usar as informações fornecidas pelos revisores para tomar a decisão.

    Por Olhar Digital

    Prefeito é preso por roubar água de rio no Sertão de Pernambuco

    Bomba foi encontrada desviando água de rio para terreno do prefeito
    O prefeito da cidade de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, foi preso pela Polícia Federal na terça-feira (17) por desviar água da transposição do Rio São Francisco para dentro do sítio dele, localizado no município.

    Segundo a Polícia Federal, Clebel Cordeiro (MDB) tinha uma bomba elétrica instalada no Sítio Mulungu. O equipamento retirava água diretamente da barragem do canal do São Francisco. Além disso, a PF também autuou o político por invadir terras da União .

    Preso em flagrante, o prefeito foi encaminhado para exame de corpo de delito e passou por uma audiência de custódia, que ainda não teve resultado revelado pela polícia.

    Em interrogatório, o homem afirmou que não sabia que era proibido utilizar a água da barragem e disse que elas serviam para irrigar uma plantação de maracujá que ele tinha no local. Clebel disse, ainda, que não sabia que tinha invadido espaço da União.

    Bem Notícias

    Entidades classistas do RN manifestam-se contrários à proposta de reforma previdenciária do estado

    O Fórum dos Servidores Públicos do Estado do RN (FSP/RN), constituído por diversos sindicatos representativos das várias categorias de funcionários públicos estaduais, entregou nesta terça-feira (17) ao Gabinete Civil do Governo do Estado, o Ofício Conjunto nº 008/2019, encaminhamento que recebeu a concordância das 13 entidades classistas que o compõe.

    Segundo um trecho do ofício, cinco pontos básicos são suficientes para "assumir posição contrária a Reforma da Previdência do Estado por acreditar que a solução para o déficit não pode gerar perdas de direitos dos trabalhadores".

    MP faz busca e apreensão em endereços de Queiroz e parentes de Bolsonaro

    Resultado de imagem para Queiroz e parentes de BolsonaroO Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) cumpriu na manhã desta quarta-feira, 18, diversos mandados de busca e apreensão em endereços de ex-assessores do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) tanto na capital como em Resende, no Sul do Estado.

    Segundo O Globo, as medidas cautelares foram pedidas na investigação sobre lavagem de dinheiro e peculato (desvio de dinheiro público) no âmbito do antigo gabinete do senador quando era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio. São alvo das medidas cautelares os endereços de Fabrício Queiroz, ex-chefe da segurança de Flávio, seus familiares e ainda parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro.

    A operação se dá no âmbito da investigação que apura suposto esquema de lavagem de dinheiro e peculato no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) quando ele era deputado estadual. Além de Queiroz, são alvos da operação familiares do ex-assessor e de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro.

    Em Resende, são alvo os nove parentes de Ana Cristina Siqueira Valle que foram lotados no gabinete de Flávio durante algum período entre 2003 e o ano passado – tempo de seus quatro mandatos. José Procópio Valle, ex-sogro de Bolsonaro, Andrea Siqueira Valle, ex-cunhada de Bolsonaro, além dos primos Francisco Diniz, Daniela Gomes, Juliana Vargas e os tios Guilherme dos Santos Hudson, Ana Maria Siqueira Hudson, Maria José de Siqueira e Silva e Marina Siqueira Diniz. (O Globo)


    Inmetro: GNV passará a ser vendido por quilograma nos postos

    A mudança no padrão de comercialização de Gás Natural Veicular (GNV) foi tema publicado no jornal O Globo no último domingo (15/12). O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) submeterá a consulta pública proposta de regulamento com a mudança no padrão de comercialização de Gás Natural Veicular (GNV) em todo o Brasil para massa (quilograma), em substituição ao volume (metro cúbico - m3). De acordo com o Instituto, a mudança permitirá medições com maior confiabilidade e menos erros de abastecimento para o consumidor.

    Hoje, o gás vendido para uso automotivo é comercializado em pressões elevadas, sendo medido em massa no dispenser (bomba) de GNV. Para que possa chegar até o tanque de combustível dos automóveis, o gás passa por uma conversão por meio de um fator chamado densidade, para ser apresentado em volume. A densidade é um fator natural encontrado nos vários tipos de gás comercializados no País, com procedência de diversos poços, inclusive venezuelanos. Os valores de densidades são fornecidos pelas distribuidoras de combustível já com defasagem de um mês e, além disso, são inseridos manualmente nas bombas – duas etapas que favorecem os erros na medição.