• Últimas Notícias

    domingo, 27 de outubro de 2019

    Governo cria site para divulgar informações sobre óleo em praias

    Resultado de imagem para manchas de oleo nordesteO Governo Federal lançou o site ‘Mancha no Litoral‘ para que a população acompanhe as ações que estão sendo promovidas para combater as manchas de óleo encontradas nas praias do Litoral do Nordeste desde o fim de agosto. Até agora, os nove estados da região foram afetados, em menor ou maior escala, pelo óleo.

    Conforme o site, para conter os danos causados pelas manchas, órgãos como a Marinha, Defesa Civil, Polícia Federal, ANA, ICMBio, Ibama, ANP, Petrobras, Exército Brasileiro, Força Aérea, Universidades Federais e órgãos estaduais e municipais trabalham com objetivo de devolver ao Brasil uma costa marítima limpa e sem nenhum resíduo.

    O governo alega que 1.027 toneladas de resíduos foram coletadas em uma faixa de 2.5 mil quilômetros da costa brasileira. O trabalha vem sendo feito com ajuda de 48 organizações militares, dez navios, sete aviões e seis helicópteros, que atuam diariamente no monitoramento, limpeza e análises das manchas.

    A contenção do óleo também vem sendo feita por voluntários. Para auxiliá-los, o governo afirmou que irá disponibilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

    Preso em Curitiba, ex-presidente Lula completa 74 anos à espera de sua libertação no início de Novembro

    Resultado de imagem para ex presidente lula
    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva completa nesse domingo (27) mais um aniversário dentro da prisão em Curitiba. Completando 74 anos, o ex-presidente preso desde o dia 7 de abril de 2018, ouviu de dentro da prisão uma manifestação promovida pelas lideranças de esquerda.

    Há relatos de manifestações dentro e fora do País. Nas redes sociais, políticos e artistas publicaram mensagens de apoio ao ex-presidente como também confiantes de caminharem com Lula nas ruas nos próximos dias.

    Em entrevista recente, Lula disse que estaria com as malar prontas para morar no Nordeste.



    Polícia apreende diário em que menina de 11 anos que morreu castigada com jejum relata rotina de exercícios e oração

    Polícia apreende diário em que menina que morreu castigada com jejum relata rotina de exercícios e oração
    Com informações do Portal G1
    A Polícia Civil apreendeu um diário no qual a menina de 11 anos que morreu por desnutrição decorrente de um jejum relatava a rotina de orações e exercícios físicos. O caderno com as anotações foi apreendido no apartamento em que ela morava com a mãe, o padrasto e o irmão de 8 anos no Centro de Ubatuba (SP). O conteúdo em detalhes não foi revelado pela polícia e será usado durante a investigação.

    Ela morreu na quinta-feira (24). O casal foi preso na sexta-feira (25) e vai responder por tortura com morte, cárcere privado e abandono intelectual.

    De acordo com o delegado Ricardo Mamede, a prática de jejum era uma imposição do padrasto como um castigo por ela ter mentido, segundo a polícia. A menina chegou a pedir para comer e a mãe negou, segundo a Polícia Civil. A punição durou dois dias e causou a morte dela por desnutrição proteica calórica.

    “Com as buscas, encontramos o diário relatando a rotina, que era jejuar, orar e fazer exercícios frequentes. Flexão, abdominal e mesmo sem alimento, ela era obrigada a fazer exercícios”, disse o delegado.

    Segundo a polícia, em um outro caderno também apreendido no apartamento, o casal escreveu a justificativa que daria às autoridades.

    A mãe e o padrasto pretendiam mentir, segundo a polícia, que a menina tinha anemia e teria morrido por falha dos médicos no hospital. A polícia trabalha com a informação de que a menina chegou ao hospital já morta e que os médicos atestaram desnutrição e palidez.

    “[em depoimento] O padrasto continuou afirmando que ela teria falecido em virtude de anemia e não se culpava por aquilo e afirma até hoje que faria de novo. Que ele acredita que a purificação só venha através de jejum. Mas a mãe, após ser confrontada com todas essas provas, ela decidiu revelar a verdade e contou detalhadamente tudo”, disse o delegado.

    O casal foi preso no Instituto Médico Legal.