• Últimas Notícias

    domingo, 28 de julho de 2019

    Mais de 50 mulheres já foram mortas neste ano no Rio Grande do Norte

    Resultado de imagem para feminicidioA violência letal contra a mulher no Rio Grande do Norte continua fazendo novas vítimas. Somente nestes sete meses incompletos de 2019, mais de 50 mulheres já foram assassinadas em todo o estado. O número assustador revela um cenário cada vez mais preocupante.

    O quadro apontado pelo Observatório da Violência (OBVIO) mostra que pelo menos 53 mulheres já foram mortas no território potiguar apenas entre o início deste ano e o começo da manhã da última sexta-feira (26). Desse total de femicídios, 17 foram caracterizados como feminicídios, que é o crime motivado por violência doméstica ou de gênero.

    O levantamento aponta que, apesar de a situação atual ser considerada preocupante, a quantidade de casos de assassinato de mulheres em geral ainda é menor do que no mesmo período dos últimos quatro anos. Segundo o Obvio, entre 1° de janeiro e 26 de julho de 2018, foram 61 femicídios no estado, destaca o Jornal DeFato.com

    Ainda de acordo com a entidade, no mesmo período de 2017, esse número registrou um crescimento considerável, passando para 77 crimes. Já no ano anterior, o levantamento dá conta de uma notável redução. Foram 55 mulheres assassinadas entre 1° de janeiro e 26 de julho de 2016. E no mesmo período de 2015, foram notificados 60 casos.

    Totalizando os crimes contra as mulheres ocorridos entre os dias 1° de janeiro e 26 de julho dos últimos cinco anos, foram 306 femicídios no estado, segundo o Obvio.

    Fábio Vale - JORNAL DE FATO

    Emprego com carteira assinada tem o melhor junho em 7 anos

    O Governo do Estado comemorou o resultado do mercado de emprego formal no Rio Grande do Norte no último mês de junho. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram criadas em junho deste ano 1.237 novas vagas. O número é o melhor mês de junho desde 2012.

    O saldo registrado pelo Ministério da Economia é 53% a mais do que em junho de 2018. O dado indica uma recuperação no ambiente de negócios no RN, que ficou na 4ª posição no ranking de geração de empregos no Nordeste em junho.

    Os negócios agropecuários geraram 750 novos empregos para o povo potiguar, com uma variação positiva de 5,76% em relação a maio. Já no setor de serviços foram 365 vagas abertas em junho. O saldo positivo de junho foi puxado também pelos 212 empregos na construção civil, 77 nos serviços industriais de utilidade pública e 59 na área extrativa mineral.

    Fonte: Caged/ME

    Veja quanto o seu deputado gastou da cota parlamentar no 1º semestre de 2019

    A bancada Federal do Rio Grande do Norte está na 15ª colocação no Ranking dos Gastos por Estado. Os dados são referentes ao uso destes recursos no primeiro semestre e foram compilados recentemente pelo Site da Câmara dos Deputados. Com total de gastos dos 8 parlamentares ficou na casa dos 2 milhões de reais. A média de gastos para cada deputado ficou em R$149.992,48, superando até a média de cada parlamentar do estado mais rico do país. Os deputados paulistanos ficaram na média de R$ 120.505,44.

    As despesas que podem ser pagas com a cota são passagens aéreas e serviços de telefonia, correio, manutenção de escritórios de apoio, alimentação, hospedagem (exceto do parlamentar no Distrito Federal), locomoção, segurança, consultorias, divulgação, participação em eventos como palestras e complementação do auxílio-moradia (com um limite).

    A cota não pode ser usada com bens e serviços prestados por empresa ou entidade que o deputado (ou um parente seu até o terceiro grau) seja proprietário ou tenha participação, ou gastos eleitorais.

    Veja quanto cada parlamentar do RN gastou nesse primeiro semestre;

    RN – Ranking de gastos dos deputados
    PosiçãoNomePartidoValor (R$)Quanto gastou
    do disponível
    1JOÃO MAIAPL   188.612,6577,4%
    2BETO ROSADOPP   183.489,4875,3%
    3RAFAEL MOTTAPSB   174.440,6371,6%
    4WALTER ALVESMDB   159.197,8165,4%
    5NATÁLIA BONAVIDESPT   158.965,8465,3%
    6FÁBIO FARIAPSD   138.578,6156,9%
    7BENES LEOCÁDIOPRB   112.106,5946,0%
    8GENERAL GIRÃOPSL     84.578,4634,7%

    Fonte: Câmara Federal e Ranking dos Políticos

    Marinha emite novo alerta e litoral do RN poderá ter ondas de até 3,5 metros

    Resultado de imagem para Mar GrossoA Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, renovou alerta de mar alto e agitado, no fenômeno conhecido por “Mar Grosso”, desde Salvador(BA) até Natal(RN), com ondas de 3 a 3,5 metros.

    A previsão está válida a partir deste domingo (28) até esta segunda (29) até 21h.

    A Marinha recomenda que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

    Moro diz na Crusoé que “Objetivo [de vazamentos] era anular condenações”

     
    Crusoé

    Por anos, desde que a Lava Jato começou a ganhar corpo, Sergio Moro ouviu incontáveis vezes, por onde andava, uma pergunta que soava incômoda a seus ouvidos de juiz: “Quando Lula vai ser preso?”. Demorou o tempo necessário para a operação reunir provas de que o ex-presidente, preso há um ano e três meses em Curitiba, havia se beneficiado do esquema bilionário de desvio de dinheiro da Petrobras. Moro largou a toga, virou ministro do governo de Jair Bolsonaro e viu seus detratores escalarem o tom dos ataques com os quais já havia se acostumado desde suas primeiras sentenças no escândalo do petrolão. Do outro lado, entre os apoiadores, a pergunta de antes virou uma espécie de pedido, igualmente repetido à exaustão: “Não desista”. Entre risos, ele conta que o apelo, manifestado no mundo real e nas redes, se intensificou há pouco mais de um mês, quando passou de estilingue a vidraça com o vazamento de mensagens trocadas com procuradores da força-tarefa. “Eu não posso desistir por algo que não tem nada de ilícito”, diz o ex-juiz, que nesta semana recebeu Crusoé para uma entrevista em seu gabinete, a primeira após a prisão dos suspeitos de executar a invasão hacker que pôs em praça pública suas mensagens com Deltan Dallagnol e companhia.

    Moro acredita que a investigação da Polícia Federal vai responder, em tempo hábil, se por trás do grupo há outros interesses – e se a ação foi patrocinada por gente disposta a minar a Lava Jato. De uma coisa ele tem certeza: a maneira como as mensagens foram exploradas, diz, tinha por objetivo anular as condenações da operação. O agora ministro da Justiça e Segurança Pública parece cada vez mais à vontade no figurino de político, embora resista a assumir a nova condição. Horas antes, ele havia recebido a visita de um deputado que, quebrando o protocolo, lhe fez um convite para se filiar ao Podemos e sair candidato a presidente da República nas próximas eleições. Algo que diz não considerar, embora admita tratar-se de mais um assunto da predileção de muitos daqueles que se aproximam para conversar. “Não faz sentido pensar nisso no presente momento”, afirma.

    A versão política do ex-juiz da Lava Jato, que completa 47 anos no próximo mês, ressurge com força em outro tema delicado para ele: a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de suspender investigações que contenham dados do Coaf, o órgão do governo encarregado de monitorar transações suspeitas de lavagem de dinheiro. Até então, Moro não havia falado publicamente sobre o assunto. A decisão, que amarrou policiais e procuradores e todo o país e representa um nó nas diretrizes do ministério sob seu comando, foi expedida em um recurso apresentado pelos advogados do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente. Com jeito, para não melindrar o chefe, Moro defendeu que o despacho de Toffoli seja apreciado o quanto antes pelo plenário do Supremo. A seguir, os principais trechos da longa conversa.

    R$ 280 milhões são liberados para obras hídricas na região Nordeste

    Resultado de imagem para O Projeto de Integração do Rio São Francisco
    O Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) e outros empreendimentos que reforçam a oferta de água para moradores de AL, CE, PB e PE serão reforçados com R$ 280 milhões.

    As águas do Velho Chico avançam rumo a PE e PB. Ao todo, R$ 45 milhões vão ser destinados para pagar a energia elétrica garantindo o funcionamento das bombas da pré-operação do Eixo Leste.

    Desde 2017, o trecho tem assegurado o abastecimento regular de mais de um milhão de pessoas nos dois estados. Mais R$ 115 milhões serão aplicados pelo MDR no Ramal do Agreste, no interior de PE. Em pleno andamento e com 2.600 profissionais contratados, o ramal permitirá que água do Eixo Leste chegue até mais de 2,2 milhões de pessoas.

    O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, declarou que a obra vai beneficiar 68 municípios com uma vazão de oito mil litros por segundo, muitos abastecidos, ainda hoje, por carros-pipa.

    Neste ano, o Governo Federal já destinou R$ 290 milhões à obra. A expectativa é que o Ramal do Agreste seja finalizado em fevereiro de 2021. A integração do Velho Chico compreende dois eixos de transferência de água.

    A construção do eixo Norte já está na fase final com 97% das obras concluídas e deve estar totalmente pronta ainda este ano, chegando aos estados do CE, PB e RN.

    Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR)

    CREF/RN: Fiscalização encontra irregularidades em mais de 200 academias e 32 são fechadas

    Nos seis primeiros meses do ano, 232 academias foram identificadas com algum tipo de irregularidade - desde a falta de documentação até a presença de pessoas não credenciadas na função de professores, segundo a fiscalização do Conselho Regional de Educação Física no RN (CREF/RN).

    Do total, 32 estabelecimentos foram fechados e 108 pessoas foram flagradas em exercício ilegal da profissão no estado. De acordo com o órgão de fiscalização, os responsáveis pelas academias encontradas em situação irregular assinaram termos de ajustamento de conduta se comprometendo a solucionar os problemas.

    As que não cumpriram não firmaram ou não cumpriram o acordo foram denunciadas à justiça e 32 acabaram sendo fechadas definitivamente.

    Para funcionar de forma regular, a academia e qualquer lugar que ofereça o serviço de atividade física precisa ser devidamente registrado no Conselho, além de ter autorização de órgãos reguladores como Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros e apresentar o quadro de profissionais de Educação Física habilitados para exercer a função de prescrição e acompanhamento dos exercícios.

    Também no primeiro semestre do ano, 108 pessoas foram flagradas em exercício ilegal da profissão, o que coloca diretamente a saúde de outras pessoas em risco.

    Com informações do Portal G1RN

    Mais Médicos vai mudar de nome e governo estuda bônus de desempenho

    O Ministério da Saúde deve anunciar nesta semana um programa de reformulação do Mais Médicos, que passará a se chamar Médicos pelo Brasil. O governo federal também estuda incluir o pagamento de bônus de desempenho.

    “A Casa Civil e a Presidência da República deram o ok. Na semana que vem, a gente lança o Médicos pelo Brasil, que é o novo programa que vai rever o programa Mais Médicos”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no Rio.

    Segundo o ministro, o dia do anúncio na próxima semana depende da agenda do presidente Jair Bolsonaro (PSL). “Isso também é reforçar a atenção primária. É basicamente direcionado para a atenção primária, praticamente voltado para o que a gente chama de Brasil profundo, as cidades mais vulneráveis.”

    Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o novo programa fará a seleção dos médicos por meio de uma prova objetiva e a contratação será por vínculo CLT – com bônus de acordo com indicadores de desempenho, que pode chegar a um valor maior do que o pago atualmente (R$ 11,8 mil).

    Além disso, a reportagem aponta que será adotado um novo critério de distribuição de vagas, que classificará os municípios em rural, rural remoto, intermediário e urbano. A adoção do novo programa seria gradual, conforme o encerramentos dos atuais contratos do Mais Médicos.

    Estadão Conteúdo

    Lula acredita que chances de sair da prisão são pequenas, dizem aliados

    Resultado de imagem para lula presoAliados do ex-presidente Lula revelaram que, nos últimos dias, ele tem parecido ansioso e demonstrado ceticismo em relação à sua possível saída da cadeia. O grupo mais próximo do petista acredita que apenas o Supremo Tribunal Federal (STF) poderia promover mudanças substanciais na situação de Lula, mas – mesmo com as últimas revelações dos bastidores da Operação Lava Jato e o iminente julgamento de suspeição do juiz Sergio Moro – avalia que as chances são pequenas.

    Lula também tem demonstrado apreensão com os rumos do Partido dos Trabalhadores. Há hoje, a legenda uma disputa interna em torno da presidência do partido, atualmente ocupada por Gleisi Hoffmann. O ex-presidente tenta construir um acordo para evitar desgastes. 

    As informações são da coluna Painel.