• Últimas Notícias

    domingo, 14 de julho de 2019

    Sonda japonesa pousa em asteroide a 300 milhões de km da Terra

     (ISAS/JAXA/Divulgação)
    Em um desolado corpo rochoso a 300 milhões de quilômetros da Terra, praticamente duas vezes a distância de nosso planeta até o Sol, uma sonda japonesa acaba de fazer história. Pela segunda vez em sua produtiva missão, que já dura quase cinco anos, a Hayabusa2 realizou um pouso na superfície do asteroide Ryugu. Seu objetivo era coletar material subterrâneo — oficiais japoneses afirmam que a arriscada manobra foi concluída com êxito.

    É um feito notável para a ciência: pode ensinar sobre as origens do Sistema Solar e até da vida na Terra. Mas também vale muito para a exploração espacial. “Nós nunca havíamos coletado material do subsolo de um corpo celeste mais distante que a Lua”, disse Yuichi Tsuda, gerente do projeto, em uma conferência de imprensa na última quinta (11). A sonda, que tem as dimensões de uma geladeira, pousou no asteroide Ryugu, às 20:30 no horário de Brasília.

    Em japonês, Ryugu significa “Palácio do Dragão”. O nome faz referência a um antigo mito sobre um castelo no fundo do oceano. Antes deste pouso, a Hayabusa2 já havia visitado a superfície do asteroide em fevereiro, quando atirou um projétil para levantar poeira e coletá-la. Pouco depois, em abril, a sonda “bombardeou” o corpo rochoso com o intuito de trazer à tona materiais subterrâneos, preservados do contato com a atmosfera e a radiação.

    Desta vez, ela desceu para coletar justamente esses detritos das profundezas. São amostras extremamente puras e intocadas, que devem fornecer informações valiosas sobre como era o Sistema Solar pouco após seu nascimento, há cerca de 4,6 bilhões de anos. A sonda permaneceu pouco tempo na superfície e logo retornou à sua posição habitual, na órbita do Ryugu. Havia muita coisa em jogo.

    Dicas: A tinta do cartucho secou? Saiba o que fazer!


    Tire suas dúvidas aqui!

    Imagine a seguinte situação: a fatura do seu cartão de crédito já fechou e você deixou para imprimir e pagar o boleto bem no dia do vencimento. Como você não está com muito tempo, resolve ligar a impressora de casa e imprimir o boleto para ir correndo a uma agência lotérica ou banco para efetuar o pagamento. Depois que você verificou se tinha folha sulfite o suficiente e clicou na opção “imprimir”, a impressão não sai. E agora? O que fazer?

    Xingar e chutar a impressora são duas opções fora de questão, afinal, a impressora não tem culpa alguma do que pode estar acontecendo. As causas pela impressão não ter sido finalizada podem ser o ressecamento da tinta do cartucho ou até algum tipo de entupimento.
    É isso mesmo que você leu, a tinta do cartucho pode secar

    A tinta que fica dentro dos cartuchos pode secar assim como qualquer outro tipo de tinta. Isso pode acontecer quando a impressora fica muito tempo sem uso. Se a impressora que você tem em casa é usada só em situações de emergência como a situação citada no começo desse artigo, é provável que a tinta resseque sim. Mas isso não é motivo para desespero. Vamos dar algumas dicas importantes e simples que ajudarão a resolver esse problema, acompanhe!

    Utilize um secador de cabelos

    Vídeo: Mulher empurra Padre Marcelo Rossi de altar durante missa

    Mulher empurrou padre durante missa na Canção Nova — Foto: Reprodução
    Mulher empurrou padre durante missa na Canção Nova — Foto: Reprodução
    Uma mulher invadiu o altar e empurrou o padre Marcelo Rossi durante uma missa em Cachoeira Paulista neste domingo (14). A mulher furou a segurança, invadiu o palco durante a celebração que acontecia na Canção Nova e empurrou o padre de cima da estrutura. Apesar da queda, ele não ficou ferido e a mulher foi contida pela Polícia Militar.

    O padre estava no local para a missa de encerramento do acampamento ‘Por Hoje Não’ (PHN). Por volta das 14h50 a mulher, que participava do evento, conseguiu furar a segurança, invadiu o palco por trás e empurrou o padre, que caiu da estrutura.

    No momento, pelo menos 50 mil pessoas participavam da celebração. Apesar da queda, o padre voltou ao palco minutos depois e continuou a celebração.

    De acordo com a Polícia Militar, a mulher está sendo encaminhada para a delegacia de Lorena para o registro do caso. A PM informou que a ocorrência está sendo feita pela Canção Nova porque o Padre Marcelo Rossi decidiu não registrar a agressão.

    A polícia informou que a mulher tem 40 anos e que fazia parte de um grupo que veio do Rio de Janeiro para o evento. Os acompanhantes informaram à PM que ela sofre de transtornos mentais.

    Veja o vídeo

    Portal G1

    Saúde: 10 sinais que podem indicar Câncer de Próstata

    10 sinais que podem indicar Câncer de PróstataAlterações na urina e dificuldade para manter a ereção são sinais que podem indicar câncer de próstata, uma doença comum após os 50 anos. No entanto esses mesmos sintomas também podem ocorrer devido a alterações benignas, como na próstata aumentada, por exemplo.

    Por isso, é importante ir ao urologista pelo menos 1 vez por ano após os 45 anos de idade, para fazer exames de rotina, para identificar qualquer alteração prostática o quanto antes.

    A próstata é uma glândula que se localiza perto do ânus e por isso o exame de toque retal é a melhor forma de avaliar sua saúde. É a próstata que produz o líquido que forma o esperma que é importante para conduzir os espermatozoides até o óvulo durante o contato sexual. 
    Sintomas iniciais do câncer de próstata

    Os sintomas iniciais do câncer na próstata são pouco específicos e muito semelhantes a qualquer outro problema nessa região. Assim, para saber se existe risco de estar com um problema na próstata, assinale o que está sentindo:

    Sintomas do câncer de próstata avançado

    Senado deve incluir estados e municípios na reforma da Previdência

    O Senado deverá incluir os servidores públicos estaduais e municipais na reforma da Previdência Social por meio de uma segunda proposta de emenda à Constituição (PEC). Com isso, o texto principal da reforma (PEC 6/2019) poderá ser aprovado pelos senadores no próximo semestre sem alterações.

    A nova PEC caminhará ao mesmo tempo que a PEC 6, mas permitirá que o grosso da reforma da Previdência seja promulgado mais cedo. O Senado deve analisar o texto da reforma principal em agosto e, se não efetuar mudanças sobre ele, a conclusão dependerá apenas dos prazos regimentais.

    A informação foi confirmada pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), relator da comissão especial que acompanha a reforma da Previdência

    Golpe virtual promete pagamento do 13º salário do Bolsa Família para beneficiários

    Resultado de imagem para golpe virtualUm novo golpe, veiculado por meio de mensagens no aplicativo WhatsApp, promete a liberação instantânea do 13º salário do Bolsa Família para beneficiários do programa. A mensagem contém um link que redireciona o usuário para uma página onde são solicitados os dados pessoais, como nome completo, CPF e endereço. Além disso, o site exige que a vítima compartilhe o link com todos os seus contatos para que o pagamento seja efetuado.

    O Ministério da Cidadania alerta que não solicita dados pessoais via WhatsApp ou por qualquer outro aplicativo, muito menos o compartilhamento de links como condição para concessão de benefícios do Programa Bolsa Família. A diretora do Departamento de Benefícios, Caroline Paranayba, ressalta que o recebimento do repasse não necessita de fornecimento de nenhuma informação adicional das famílias.

    “O desenho que o governo federal fez para o 13º não requer nenhuma providencia da família beneficiária do programa. Todos os procedimentos que estão sendo feitos partem das informações já existentes do governo federal. Desse modo, não é necessário o fornecimento de nenhuma informação nova”, destaca.

    O governo federal não faz nenhum tipo de coleta de dados por meio das redes sociais. Atualização de informações de famílias beneficiarias de programas sociais deve ser feita exclusivamente no órgão responsável do município.

    Mais informações sobre o Programa Bolsa Família estão disponíveis no site mds.gov.br.