• Últimas Notícias

    sexta-feira, 7 de junho de 2019

    Inscrições para o ProUni começam na próxima terça-feira

    Na próxima terça-feira (11) serão abertas as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2019. O programa oferta bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior.

    O prazo para participar da seleção vai até 14 de junho. A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do ProUni. É preciso informar o número de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 e a senha.

    Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que participaram do Enem 2018. É necessário ter obtido uma nota mínima de 450 pontos na média aritmética nas provas do Enem. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

    Cada estudante precisa ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral. Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

    Bolsas

    As bolsas de estudo ofertadas são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%, e são para o segundo semestre deste ano.

    As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

    Resultado

    A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho deste ano. Já a segunda chamada será no dia 2 de julho.

    O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada e de 2 a 8 de julho na segunda.

    A lista de espera, caso as vagas não sejam ocupadas, fica disponível no site para consulta pelas instituições de ensino no dia 18 de julho.

    Agência Brasil

    Dodge diz estar à disposição para eventual recondução ao cargo por Bolsonaro

    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse nesta sexta-feira (7) que está “à disposição” para uma eventual recondução ao cargo de procuradora-geral da República. Ela afirmou que não tem feito nenhuma articulação para se manter no posto, mas que a permanência seria bem-vinda. O mandato de Raquel Dodge na PGR (Procuradoria-Geral da República) termina em setembro.

    “Estou à disposição, tanto da minha instituição quanto do país, para uma eventual recondução. Não sei se isso vai acontecer”, declarou.

    Dodge afirmou que a consideração da lista tríplice enviada pela ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República) ao presidente é uma prerrogativa do chefe do Executivo. “É uma decisão do presidente, definida na Constituição”, disse.

    A procuradora-geral foi indicada para o cargo pelo então presidente Michel Temer, em 2017. Ela ficou em segundo lugar pelo voto dos pares naquela ocasião.

    A lista tríplice foi criada em 2001 e é defendida pelos procuradores como um dos principais instrumentos de autonomia da carreira. De acordo com a Constituição, o presidente da República pode escolher qualquer um dos procuradores em atividade para o comando da PGR. De 2003 a 2017, o nomeado foi o mais votado pelos membros da ANPR.
    Dez procuradores se apresentaram à sucessão na PGR neste ano. Até o dia 17 de junho, os candidatos seguem em campanha. A eleição ocorrerá em todas as unidades do Ministério Público Federal do país, por meio eletrônico, no dia 18 de junho. Podem votar os cerca de 1.150 membros ativos do MPF.

    EQUIDADE DE GÊNERO

    A procuradora-geral participou da abertura da 4ª Conferência Regional de Promotoras e Procuradoras de Justiça dos Ministérios Públicos Estaduais da Região Sudeste, na capital paulista. A iniciativa tem como objetivo colher diagnósticos e promover a troca de boas práticas e experiências referentes à equidade de gênero no sistema de Justiça brasileiro.

    Dodge explicou que a ideia da conferência é traçar um diagnóstico subjetivo da situação. “Como sentem as mulheres membro do Ministério Público? Como evoluem na carreira?”, exemplificou. Ela destacou o caso de Ediene Lousado, procuradora-geral de Justiça da Bahia. “O que explica o fato de a procuradora-geral de Justiça da Bahia ser a primeira mulher depois de 400 anos de história do Ministério Público na Bahia?”, questionou.

    Esta é a quarta de cinco conferências regionais que ocorrerão no primeiro semestre deste ano. A primeira foi em Manaus, em fevereiro, a segunda em Salvador, em março, e a terceira em Goiânia, em abril. Em São Paulo, o evento foi organizado pela presidência do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), em parceria com a Delegação da União Europeia no Brasil e com as Procuradorias-Gerais de Justiça dos estados da região Sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo).

    Agência Brasil

    Presidente, Diretoria e Executiva da CDL Santa Cruz Participa da 19ª Convenção do Comércio

    Nessa quinta-feira, 06 de junho, toda a Equipe da CDL Santa Cruz-RN participou da 19ª Convenção do Comércio, organizada pela FCDL e CDL Natal, no Hotel Holiday Inn, com o Tema: “Pense Fora da Caixa”.

    “Foi um dia intenso com 8 excelentes palestrantes de nível nacional onde podemos aprender e ficar antenados com as tendências de mercado que está por vim”, disse o Presidente da CDL Santa Cruz, o empresário Marcelino Dantas.


    Assecom via Diario Lajespintadense

    Sem outros testes de aferição, Justiça anula procedimento contra condutor que recusou bafômetro

    O juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal, determinou a nulidade de processo administrativo instaurado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RN) contra motorista que foi atuado por dirigir sob a influência de álcool tendo como fundamento a recusa do teste do bafômetro, sem outros elementos que demonstrassem o comprometimento da capacidade psicomotora do condutor.

    A determinação atendeu a Mandado de Segurança impetrado pelo autor. A sentença também anulou os efeitos e penalidades decorrentes do processo administrativo, como a aplicação de multa, a suspensão do direito de dirigir, a anotação de pontuação e a entrega da CNH.

    O caso

    O autor alegou que, no dia 11 de fevereiro de 2012, foi indevidamente autuado pela Polícia Rodoviária Estadual por dirigir sob a influência de álcool, nos termos do artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro, em virtude de ter optado por não realizar o teste de alcoolemia, muito embora não apresentasse sinais de embriaguez, conforme se observa no auto de infração.

    Governadores do Nordeste unidos diante da reforma

    Apesar do nome de Paulo Câmara (PSB) aparecer entre os governadores que assinaram a carta apresentada ontem em defesa da manutenção de estados e municípios na proposta de reforma da Previdência, a assessoria do socialista assegurou que ele não subscreveu o documento. Ainda segundo a assessoria, Câmara afirmou não ter assinado o texto por entender “que o momento é de diálogo com o Congresso e não de acirramento”. Também não assinaram os governadores da Bahia, Rui Costa (PT), e do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

    Na verdade, segundo se comenta nos bastidores, os gestores do Nordeste avaliaram que a carta redigida pelo Fórum dos Governadores não contemplava as reivindicações necessárias e por isso, à noite, divulgaram uma nova carta, intitulada Há um só Brasil que é de todos os brasileiros. “Todos reconhecem a necessidade das reformas da Previdência, tributária e política, e também do Pacto Federativo. As energias devem ser canalizadas para o escrutínio das divergências e aperfeiçoamento das ações, de modo que todos sejam beneficiados”, destacam os gestores nordestinos.

    Bolsonaro sobre criação de moeda única: 'um sonho'

    O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta sexta-feira, 7, que foi dado na Argentina o primeiro passo em direção a uma moeda única no Mercosul. "É o primeiro passo para um sonho de uma moeda única. Como aconteceu o euro lá atrás, pode acontecer o peso real aqui", disse ao deixar o hotel onde estava hospedado em Buenos Aires. Bolsonaro volta nesta manhã para o Brasil.

    "Meu forte não é economia, mas acreditamos no feeling, na bagagem, no conhecimento e no patriotismo do Paulo Guedes, ministro da Economia, nessa questão também", afirmou.

    Questionado sobre a possibilidade de o anúncio do projeto ser uma manobra eleitoral do governo de Mauricio Macri, Bolsonaro mudou de assunto e voltou a falar que ninguém quer que a América do Sul "flerte com o comunismo, o socialismo". "Infelizmente isso aconteceu na nossa querida Venezuela", disse.

    Macri tentará a reeleição em outubro contra uma chapa formada por Cristina Kirchner, candidata à vice, e Alberto Fernández. Com a Argentina passando por mais uma crise econômica, a imagem de Macri está bastante abalada. O anúncio da moeda comum pode ser usado para melhorar sua popularidade.

    Bolsonaro disse ainda que deixava como mensagem final aos argentinos um pedido para que Deus os ilumine nas eleições de outubro, repetindo o que já havia dito em duas ocasiões na quinta-feira (6). Em discursos ao lado de Macri, o dirigente brasileiro havia mostrado seu apoio a Macri.


    STF
    Bolsonaro parabenizou o Supremo Tribunal Federal (STF) pela decisão tomada nesta quinta-feira em plenário que permite a venda de subsidiárias estatais sem a necessidade de aprovação no Congresso. 

    "As empresas mãe ainda terão de passar pelo Parlamento. Não deixou de ser um avanço. Parabéns. Meus cumprimentos ao Supremo Tribunal Federal, que agiu com patriotismo, contrário à política anterior que havia no Brasil nessas questões econômicas. O viés ideológico para se fazer negócio vai deixando de existir", afirmou.

    Por: AE

    ‘Tá doido?’, diz Najila a Neymar após jogador afirmar que ela também é culpada por marcas

    Resultado de imagem para Najila bate em Neymar
    A TV Record divulgou, na noite desta quinta-feira (6), a continuação da conversa entre Neymar e Najila Trindade Mendes de Souza, em 16 de maio, dia seguinte ao suposto estupro.

    Em um primeiro trecho do diálogo na rede social, divulgado por Neymar no dia 2, Najila convida o jogador para um segundo encontro e, sem obter resposta, ela diz: "Eu vou dormir, tá? Você não vem e está dando mancada, me deixando esperando".

    No novo trecho divulgado, logo depois de ela dizer que vai dormir, Neymar diz que chegará ao hotel em 15 minutos. A conversa é interrompida e retomada aparentemente depois do encontro no hotel em que Najila bate em Neymar. A conversa tem alguns trechos amenos, mas acaba nervosa.

    Na conversa, Neymar diz que ela foi culpada pelas marcas também "porque pedia mais". Najila responde com uma pergunta: "Tá doido?".

    Veja a transcrição da conversa (sem correção ortográfica), na íntegra: