• Últimas Notícias

    domingo, 3 de março de 2019

    Projeto quer incluir ensino sobre Lei Maria da Penha nas escolas públicas do RN

    Resultado de imagem para lei maria da penhaO conteúdo da Lei Maria da Penha poderá entrar na grade de ensino das escolas públicas do Rio Grande do Norte. A deputada estadual Isolda Dantas (PT) apresentou projeto de lei com o objetivo de obrigar a inclusão de aulas sobre noções básicas acerca da lei de proteção às mulheres na rotina das escolas. A proposta vai tramitar nas comissões temáticas do Poder Legislativo.

    No entendimento da deputada, há a necessidade de criação de formas eficazes de combate à violência contra a mulher. Posteriormente à criação da Lei Maria da Penha, segundo Isolda Dantas, foram criados mecanismos eficazes de proteção às mulheres, o que têm facilitado a tramitação das ocorrências de violência doméstica.

    "Segundo pesquisa da Fundação Perseu Abramo, 43% das mulheres brasileiras declararam ter sofrido alguma forma de violência e, a cada 15 segundos, um ato de violência contra elas é praticado. Assim, premente a necessidade de que os temas afetos à violência contra a mulher sejam tratados junto à comunidade escolar", justificou a deputada no projeto.

    Dormir mais durante o fim de semana faz mal, diz a ciência que faz alerta

    Resultado de imagem para Dormir mais durante o fim de semana faz mal, diz a ciência que faz alertaNão é só o efeito sanfona que é prejudicial para o organismo. O mesmo método quando aplicado aos padrões do sono pode afetar o relógio biológico interno e até o que come.

    Os especialistas alertam que as horas extras de descanso não ajudam a revitalizar o corpo e a mente após uma semana de pouco descanso.

    Oito horas diárias é o padrão de ouro

    Não dormir horas suficientes tem consequências para a saúde, afirma o Sistema Nacional de Saúde Britânico (NHS), sendo oito horas de sono por noite o ideal.

    Menos do que isso fragiliza o sistema imunológico, deixando as pessoas com risco maior de contraírem doenças, como gripes e resfriados, desenvolverem obesidade, diabetes tipo 2 e transtornos psicológicos, como depressão e ansiedade.

    Sono ‘ioiô’ faz mal à saúde

    Pode ser tentador dormir até mais tarde no final de semana, na esperança de compensar o tempo perdido. Porém, uma pesquisa recente da Universidade de Colorado, nos Estados Unidos, revela que a prática não funciona.

    Ninguém acerta as seis dezenas e prêmio da Mega-Sena vai a R$ 80 milhões

    Ninguém acertou as seis dezenas do concurso nº 2.130 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (02) em Videira (SC).

    Veja as dezenas sorteadas: 13 - 16 - 36 - 53 - 54 - 55.

    A quina teve 101 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 42.283,94. Outras 7.900 apostas acertaram a quadra; cada uma receberá R$ 772,27.  

    O próximo concurso (nº 2.131) será na quinta-feira (07), em razão do feriado de carnaval.

    TCE/RN publica portaria que regulamenta cadastro de usuários no Portal do Gestor

    O Tribunal de Contas do Estado do RN (TCE/RN) publicou sexta-feira última (1º) a portaria nº 70/2019-GP/TCE, que regulamenta um novo fluxo de cadastro de usuários no Portal do Gestor.

    A partir da vigência da Portaria, cujo período se inicia no dia 11 de março, segunda-feira vindoura, os gestores que desejam se cadastrar no Portal poderão ser habilitados pela internet, sem a necessidade de comparecer pessoalmente ao TCE.

    A portaria elenca os passos necessários para que as unidades jurisdicionadas cadastrem um usuário gerenciador do sistema. O novo fluxo de cadastro será obrigatório para novos usuários.

    Aqueles que já tenham sido habilitados junto ao sistema não precisam submeter as informações novamente.

    O Portal do Gestor consiste em ambiente disponibilizado pelo Tribunal com a finalidade de, via Internet, possibilitar a interação com as suas unidades jurisdicionadas.

    Dúvidas sobre o processo de habilitação podem ser sanadas a partir do número telefônico (84) 3642-7275.

    Candidaturas de laranjas levam Congresso a propor fim de cota para mulheres

    A revelação do esquema de candidaturas femininas de fachada simplesmente para que partidos atingissem o percentual mínimo de candidatas trouxe de volta ao Congresso a discussão sobre a cota de vagas para mulheres nas eleições.

    No primeiro mês de trabalho do Legislativo foram apresentados dois projetos que levam em consideração o desvio de recursos a partir de candidaturas de laranjas.

    O primeiro acaba com o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, o chamado fundo eleitoral. O outro, da semana passada, extingue o percentual mínimo de candidatas.

    Se aprovados até outubro, podem já valer para as eleições municipais de 2020.

    Desde 2009, mulheres precisam ser 30% das candidaturas registradas por um partido.