• Últimas Notícias

    segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

    Farmacêuticos orientam sobre temas importantes no período do Verão

    No próximo dia 20 de janeiro é comemorado o Dia Nacional do Farmacêutico, e o Conselho Regional de Farmácia do RN (CRF-RN) propõe algumas pautas, aproveitando o período de verão. A ideia é que a matéria pudesse ouvir um farmacêutico especialista no tema, de forma a divulgar as várias áreas de atuação deste profissional, por meio da ajuda à população com informações seguras e de qualidade sobre temas relevantes. 

    Tema 1
    Riscos da Automedicação em doenças transmitidas pelo Aedes aegypti 

    Os casos de Dengue, Zika e Chikungunya aumentam no período do Verão, pois, nesta estação, as temperaturas são favoráveis ao desenvolvimento do Aedes aegypti. Nesse período também há uma maior escassez no abastecimento de água, o que estimula o estoque em recipientes e depósitos, algumas vezes sem tampas. Além disso, as chamadas chuvas de verão podem formar criadouros em plantas, vasos e objetos que podem acumular água. 

    Muitas pessoas ao perceberemsintomas como febre, dores, manchas etcfazem uso de medicação por conta própria, não considerando os riscos dessa prática. O perigo aumenta potencialmente quando o paciente, já diagnosticado com dengue, zika ou chikungunya, decide se automedicar. 

    Ø O farmacêutico poderá alertar sobre estes riscos e orientar sobre o uso de medicamentos nestes casos. 

    Tema 2: 
    Fotoproteção: como escolher o protetor solar mais adequado? 

    Natal está entre as cidades com maior incidência de raios ultravioletas, causadores do câncer de pele. A melhor forma de se prevenir é o uso do protetor solar, aliado ao uso de chapéus, roupas protetoras, óculos e a não exposição direta ao sol sempre que possível. 

    Muitos têm dúvidas sobre como utilizar o protetor solar, sua quantidade, o tipo, o Fator de Proteção e o tempo de permanência na pele. 

    Ø Para ajudar a entender todas essas questões, o Farmacêutico irá explicar cada um desses pontos. 

    Tema 3: 
    Riscos do Uso de Medicamentos associado à Bebidas Alcoólicas 

    Verão é sinônimo de férias e descanso para muita gente. Neste período, alguns aproveitam para se reunir com familiares e amigos e fazem uso de bebida alcóolica nas comemorações. O problema é quando não se atenta para as possíveis interações do álcool com os medicamentos. 

    Ø O Farmacêutico falará sobre os riscos dessa prática, a diminuição ou potencialização dos efeitos dos medicamentos e as reações adversas ao se ingerir bebida alcóolica associada ao medicamento. 

    Tema 4: 
    Uso de medicamentos por Atletas e amadores praticantes de esportes 

    O Verão é período em que os esportes estão em alta! 

    Sejam nos esportes aquáticos como Surf e suas variações, Natação e Canoagem, ou nos esportes tradicionais como futebol Vôlei e artes marciais é preciso que os atletas, treinadores e amadores, que praticam esportes com regularidade,estejam atentos as interações, reações adversas e outros efeitos colaterais que o uso de medicamentos pode gerar no desempenho e saúde do atleta. 

    Ø Para tratar desse tema, o Farmacêutico irá explicar quais os cuidados que a serem tomados para evitar surpresas desagradáveis decorrentes de efeito colateral de medicamentos e quais os riscos específicos da automedicação nos atletas.

    Assessoria de Comunicação do CRF-RN

    Polícia Militar realiza Operações barreiras e saturação em São José do Campestre

    Foto cedida pela Polícia Militar
    Policiais militares do DPM de São José do Campestre, realizaram no dia 13 de janeiro de 2019, Operações Barreiras e saturação no referido Município, pra inibir o tráfico de drogas e assaltos.

    Foram vistoriados 16 carros, 12 motos e respectivos condutores além de 37 pessoas abordadas.

    JK Cartuchos: Dicas e cuidados importantes para com as impressoras Epson e Canon

    Resultado de imagem para impressoras epsonSe você comprou uma impressora Epson L120, L200, L355, L365, L375, L395, ou outras marcas como; Brother, HP, Canon G3100 e quer aproveitar ao máximo o seu novo produto? Ok! Você está no blog certo, vamos passar todas as dicas e as informações que os vendedores não passam, por que? Simples, quanto menos nós conhecermos o equipamento, mais fácil de ser danificado e logo em seguida ser trocado, isso vale para tudo que a gente compra, então vamos lá.

    Resultado de imagem para impressoras epsonDica nº 1
    A primeira coisa que todos que adquirem uma impressora a jato de tinta deveriam saber é que essas impressoras não podem ficar “paradas” por muitos tempo, quando eu digo muito tempo, quero dizer dias mesmo. 

    Ficar sem utilizar a sua impressora por mais de 15 dias, já pode ser considerado um risco. Não adianta imprimir somente um texto em preto, pois as outras cores devem ser utilizadas também

    O que acontece quando não se utiliza a impressora por muito tempo? Bom, as impressoras a jato de tinta, como o nome sugere, trabalham com tinta liquida internamente ou até mesmo externamente como é o caso das que utilizam Bulk Ink, então, quando deixada sem utilizar por longo tempo, essa tinta acaba secando e entupindo a cabeça de impressão. 

    Dica nº 2
    Outra dica muito importante, não deixe a impressora configurada para o modo “rascunho”, modo em que ela imprime muito mais rápido e com uma qualidade inferior. O problema não é a baixa qualidade final da impressão, mas sim, o dano causado a cabeça de impressão. 

    Quando trabalhando com pouca tinta, (deixando os reservatórios com as tintas abaixo do limite ou até sem tinta) a cabeça de impressão tende a esquentar e com isso a sua vida útil fica bastante comprometida, ou seja, poderá queimar. Uma cabeça de impressão danificada pode significar até mesmo a troca da impressora, pois custam quase o preço da impressora completa, vale lembrar que a garantia, se detectar que foi mau uso do cliente, não vai cobrir reparo.

    Dica nº 3
    Impressoras a jato de tinta tem um gasto muito alto de tintas, então é interessante que se confira muito bem o material que será impresso, caso contrário, a tinta logo se acaba e nesse momento vem a maior surpresa para o cliente, o preço, o preço cobrado por cada Ml de tinta é quase o valor do ouro. No entanto, o cliente pode optar pela alternativa de adquirir tintas genéricas de boa qualidade depois do término da garantia de seu equipamento.

    Para maiores informações e dúvidas sobre manutenção, limpeza de almofadas ou outros problemas ligue para um dos nossos números; 
    (84) 9-9994-3327 ou (84) 9-8892-1572
    Whatsapp (84) 9994-3327

    Bandidos clonam contas de WhatsApp para aplicar golpes

    Bandidos clonam contas de WhatsApp para aplicar golpes; veja dicas
    Criminosos estão clonando contas de WhatsApp para se passar por parentes ou amigos das vítimas e pedir a transferência de dinheiro para conta de laranjas.

    Uma professora de 51 anos que preferiu não se identificar levou um susto. "Temos um grupo de amigas, de mais de duas décadas. Nos falamos muito em grupo. No começo do mês passado [6 de dezembro] uma delas que é 'super certinha' me chamou no privado para pedir dinheiro emprestado".

    Segundo a vítima, o perfil da amiga afirmou que precisava de R$ 2.270 para pagar uma conta com urgência. "Ela me garantiu que depositaria o valor no dia seguinte. Como a conheço e sei que é uma pessoa correta, fiz a transferência", relata.

    A professora não desconfiou que a conta passada pela "amiga" estivesse no nome de um homem. A polícia conseguiu identificar o responsável pela conta: um adolescente de 17 anos.

    Quando pensava que havia ajudado a amiga, o perfil falso pediu mais R$ 2.000. "Ai fiquei desconfiada. Entrei no Facebook da minha amiga e nele havia uma mensagem afirmando que o Whatsapp dela havia sido clonado e estavam pedindo dinheiro em nome dela", conta.

    Violência doméstica: guias de orientação sobre medidas protetivas estão disponíveis no site da CE-Mulher

    Estão disponíveis para consulta e download na página da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CE-Mulher) os folders relativos aos Guias de Orientação de Medidas Protetivas. Além de disponíveis ao público na internet, os folders também são distribuídos nos Juizados de Violência Doméstica.

    São três materiais de orientação distintos, direcionados para as mulheres vítimas de violência; para os homens alvo das medidas protetivas; e ainda um guia para explicar aos filhos o que são essas medidas e suas consequências. Em cada um, além de orientações, os panfletos contêm endereços e números da rede de apoio e de serviços para procurar em caso de violência.

    O material foi lançado durante a 12ª edição da Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa, realizada no último mês de novembro. O coordenador da CE-Mulher, juiz Deyvis Marques, exaltou o trabalho de desenvolvimento dos Guias de Orientação. “Esse trabalho foi desenvolvido coletivamente, coordenado pela CE-Mulher, contando com o trabalho das equipes multidisciplinares e assistentes dos Juizados e da Secretaria de Comunicação Social do TJRN”.

    Veja abaixo o material:



    Mantida sentença contra advogada no RN acusada de estelionato

    A Câmara Criminal do TJRN mantiveram a condenação imposta a uma advogada, a qual, nos autos nº 0135580-79.2014.8.20.0001, terá que cumprir a pena de quatro anos e seis meses de reclusão e 360 dias-multa, a ser cumprida em regime inicialmente semiaberto, em razão da prática de dez crimes de estelionato, em continuidade delitiva, tipificado no artigo 171, combinado ao artigo 71, ambos do Código Penal.

    A decisão esta relacionada ao recurso, Apelação Criminal n.° 2016.014945-9, movida pela defesa da representante da OAB/RN, mas negada, à unanimidade, pelos desembargadores que integram o órgão.

    A defesa de Brenda Luanna Martins de Mendonça alegou, dentre outros pontos, que não existiu meio fraudulento e que, em última análise, o que teria ocorrido seriam ilícitos civis e não o tipo penal do “estelionato” e que houve a comprovação de sociedade estabelecida.

    Os advogados também argumentaram que se tratou, apenas, de inadimplemento do contrato advocatício e que, a suposta vítima, Oscar Citron, não forneceu toda a documentação necessária, o que ocasionou o impedimento do ajuizamento das ações judiciais objeto de contrato.