• Últimas Notícias

    sábado, 12 de janeiro de 2019

    Saúde alerta para picadas de escorpião, mais comuns no verão

    O ministério não recomenda o uso de produtos químicos como pesticidas para o controle de escorpiões
    O período do verão – entre dezembro e março – exige maior cuidado dos brasileiros em relação aos acidentes com escorpiões, já que o clima úmido e quente é considerado ideal para o aparecimento desse tipo de animal peçonhento, que se abriga em esgotos e entulhos. A limpeza do ambiente e a adoção de hábitos simples, de acordo com o Ministério da Saúde, são fundamentais para prevenir picadas.

    No ambiente urbano, a orientação para evitar a entrada de escorpiões em casas e apartamentos é usar telas em ralos de chão, pias e tanques, além de vedar frestas nas paredes e colocar soleiras nas portas. Os cuidados incluem ainda afastar camas e berços das paredes e vistoriar roupas e calçados antes de usá-los. Já em áreas externas, a principal dica é manter jardins e quintais livres de entulhos, folhas secas e lixo doméstico.

    Ataque derruba torre e deixa bairros de Fortaleza sem energia

    Resultado de imagem para Ataque derruba torre e deixa bairros de Fortaleza sem energiaCriminosos derrubaram uma torre de transmissão de energia e explodiram uma bomba em uma concessionária de veículos no 11º dia seguido da onda de violência no Ceará. 

    A ação contra a torre ocorreu na madrugada deste sábado (12), em Maracanaú, na Grande Fortaleza. Já o ataque à concessionária foi registrado nesta manhã, na capital.

    A onda de violência no estado chegou ao 11º dia seguido com 194 ataques confirmados em 43 municípios.

    Gleisi sobre posse do ditador Maduro: “Deixar de ir seria covardia”

    Resultado de imagem para gleise maduro
    A presidente do PT, senadora e deputada federal eleita Gleisi Hoffmann, rebateu nesta sexta-feira (11/1), por meio de sua conta no Twitter, as críticas que sofreu após participar da posse de Nicolás Maduro, para seu segundo mandato como presidente da Venezuela.

    “Nenhuma surpresa as críticas dos que ignoram as razões por eu ter aceitado o convite pra posse na Venezuela. Deixar de ir seria covardia, concessão a direita. A esquerda pode ter críticas ao governo Maduro, mas o destino da Venezuela está nas mãos do seu povo e de mais ninguém”, postou.