• Últimas Notícias

    sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

    MEC exonera presidente interino do FNDE e mais nove servidores

    Foto:Agência Brasil
    Dez servidores do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNED), incluindo Rogério Fernando Lot, que respondia interinamente pela presidência do órgão, foram exonerados pelo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. As portarias foram publicadas na edição deste sexta-feira (11) do Diário Oficial da União.

    Em nota divulgada na tarde desta sexta, o Ministério da Educação informou que as exonerações não têm relação com o caso, mas tratam-se de uma "reorganização administrativa" promovida pela pasta devido à "chegada da nova gestão" - leia a íntegra abaixo. 

    Criado em 1968, o FNDE é responsável pela execução das políticas educacionais estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC). É informalmente chamado de banco do MEC, porque repassa os recursos federais para os sistemas de ensino dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

    Decreto da posse de armas será editado até o dia 15, diz Onyx Lorenzoni

    O presidente Jair Bolsonaro deve assinar, até a próxima terça-feira (15), o decreto que regulamenta a posse de armas de fogo no Brasil, informou o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O ministro fez a afirmação após a cerimônia de posse do novo comandante do Exército, general Edson Leal Pujol, em Brasília, na qual estavam o presidente Jair Bolsonaro e várias autoridades federais.

    Segundo o deputado Alberto Fraga (DEM-DF), que foi recebido há quatro dias pelo presidente Bolsonaro, o texto deve incluir anistia a portadores de armas irregulares, permitindo que o cidadão que tem arma em casa, sem registro ou com o documento vencido, faça o recadastramento.

    De acordo com Fraga, o decreto também deve acrescentar um dispositivo que vai tirar do delegado da Polícia Federal o poder de decidir se a pessoa poderá obter a posse, além de elevar o prazo do registro da arma de três para 10 anos.

    Fraga acrescentou que o decreto deverá ainda suprimir a necessidade comprovada para obtenção de posse de arma de fogo. Segundo o deputado, bastará o cidadão informar o motivo pelo qual deseja ter uma arma em casa. A justificativa não será mais um impeditivo.

    A legislação é clara ao distinguir posse e porte de arma. A posse de arma de fogo, tratada no futuro decreto, permite ao cidadão ter a arma em casa ou no local de trabalho. O porte, que não será contemplado nesse decreto, diz respeito à circulação com arma de fogo fora de casa ou do trabalho.

    Com informações da Agência Brasil

    Filho entra em túmulo do pai após perder o velório no Acre

    Após perder o velório do pai, há aproximadamente sete dias, o filho do homem entrou dentro do caixão para se despedir. O caso aconteceu em Tarauacá, no Acre, e chocou os moradores da região.

    Um vídeo do momento em que o homem é retirado de dentro do túmulo por policiais foi registrado em um cemitério central da cidade.

    Segundo ele, seu pai morreu há poucos dias no município, e por morar em Feijó, cerca de 49,3 quilômetros de Tarauacá, o rapaz decidiu ir a pé até a cidade.

    De carro, o trecho duraria cerca de 47 minutos, mas a única maneira de ir até o velório do pai era andar até Tarauacá, o que levou muitas horas.

    Jovem queria se despedir
    Ao chegar no local, o filho arrancou parte do concreto que guardava o corpo para entrar dentro do túmulo na tentativa de se despedir do pai. No vídeo é possível perceber a dificuldade que tiveram os agentes para retirá-lo da sepultura.

    Durante o resgate o jovem reclama de dor e conta aos policiais que veio a pé até a cidade. Após ser retirado do local, o homem grita de dor e reclama de muita dor nas pernas.
    Assista ao vídeo!
     Com informações RIC Mais