• Últimas Notícias

    domingo, 28 de julho de 2019

    Mais de 50 mulheres já foram mortas neste ano no Rio Grande do Norte

    Resultado de imagem para feminicidioA violência letal contra a mulher no Rio Grande do Norte continua fazendo novas vítimas. Somente nestes sete meses incompletos de 2019, mais de 50 mulheres já foram assassinadas em todo o estado. O número assustador revela um cenário cada vez mais preocupante.

    O quadro apontado pelo Observatório da Violência (OBVIO) mostra que pelo menos 53 mulheres já foram mortas no território potiguar apenas entre o início deste ano e o começo da manhã da última sexta-feira (26). Desse total de femicídios, 17 foram caracterizados como feminicídios, que é o crime motivado por violência doméstica ou de gênero.

    O levantamento aponta que, apesar de a situação atual ser considerada preocupante, a quantidade de casos de assassinato de mulheres em geral ainda é menor do que no mesmo período dos últimos quatro anos. Segundo o Obvio, entre 1° de janeiro e 26 de julho de 2018, foram 61 femicídios no estado, destaca o Jornal DeFato.com

    Ainda de acordo com a entidade, no mesmo período de 2017, esse número registrou um crescimento considerável, passando para 77 crimes. Já no ano anterior, o levantamento dá conta de uma notável redução. Foram 55 mulheres assassinadas entre 1° de janeiro e 26 de julho de 2016. E no mesmo período de 2015, foram notificados 60 casos.

    Totalizando os crimes contra as mulheres ocorridos entre os dias 1° de janeiro e 26 de julho dos últimos cinco anos, foram 306 femicídios no estado, segundo o Obvio.

    Fábio Vale - JORNAL DE FATO

    Emprego com carteira assinada tem o melhor junho em 7 anos

    O Governo do Estado comemorou o resultado do mercado de emprego formal no Rio Grande do Norte no último mês de junho. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram criadas em junho deste ano 1.237 novas vagas. O número é o melhor mês de junho desde 2012.

    O saldo registrado pelo Ministério da Economia é 53% a mais do que em junho de 2018. O dado indica uma recuperação no ambiente de negócios no RN, que ficou na 4ª posição no ranking de geração de empregos no Nordeste em junho.

    Os negócios agropecuários geraram 750 novos empregos para o povo potiguar, com uma variação positiva de 5,76% em relação a maio. Já no setor de serviços foram 365 vagas abertas em junho. O saldo positivo de junho foi puxado também pelos 212 empregos na construção civil, 77 nos serviços industriais de utilidade pública e 59 na área extrativa mineral.

    Fonte: Caged/ME

    Veja quanto o seu deputado gastou da cota parlamentar no 1º semestre de 2019

    A bancada Federal do Rio Grande do Norte está na 15ª colocação no Ranking dos Gastos por Estado. Os dados são referentes ao uso destes recursos no primeiro semestre e foram compilados recentemente pelo Site da Câmara dos Deputados. Com total de gastos dos 8 parlamentares ficou na casa dos 2 milhões de reais. A média de gastos para cada deputado ficou em R$149.992,48, superando até a média de cada parlamentar do estado mais rico do país. Os deputados paulistanos ficaram na média de R$ 120.505,44.

    As despesas que podem ser pagas com a cota são passagens aéreas e serviços de telefonia, correio, manutenção de escritórios de apoio, alimentação, hospedagem (exceto do parlamentar no Distrito Federal), locomoção, segurança, consultorias, divulgação, participação em eventos como palestras e complementação do auxílio-moradia (com um limite).

    A cota não pode ser usada com bens e serviços prestados por empresa ou entidade que o deputado (ou um parente seu até o terceiro grau) seja proprietário ou tenha participação, ou gastos eleitorais.

    Veja quanto cada parlamentar do RN gastou nesse primeiro semestre;

    RN – Ranking de gastos dos deputados
    PosiçãoNomePartidoValor (R$)Quanto gastou
    do disponível
    1JOÃO MAIAPL   188.612,6577,4%
    2BETO ROSADOPP   183.489,4875,3%
    3RAFAEL MOTTAPSB   174.440,6371,6%
    4WALTER ALVESMDB   159.197,8165,4%
    5NATÁLIA BONAVIDESPT   158.965,8465,3%
    6FÁBIO FARIAPSD   138.578,6156,9%
    7BENES LEOCÁDIOPRB   112.106,5946,0%
    8GENERAL GIRÃOPSL     84.578,4634,7%

    Fonte: Câmara Federal e Ranking dos Políticos

    Marinha emite novo alerta e litoral do RN poderá ter ondas de até 3,5 metros

    Resultado de imagem para Mar GrossoA Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, renovou alerta de mar alto e agitado, no fenômeno conhecido por “Mar Grosso”, desde Salvador(BA) até Natal(RN), com ondas de 3 a 3,5 metros.

    A previsão está válida a partir deste domingo (28) até esta segunda (29) até 21h.

    A Marinha recomenda que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

    Moro diz na Crusoé que “Objetivo [de vazamentos] era anular condenações”

     
    Crusoé

    Por anos, desde que a Lava Jato começou a ganhar corpo, Sergio Moro ouviu incontáveis vezes, por onde andava, uma pergunta que soava incômoda a seus ouvidos de juiz: “Quando Lula vai ser preso?”. Demorou o tempo necessário para a operação reunir provas de que o ex-presidente, preso há um ano e três meses em Curitiba, havia se beneficiado do esquema bilionário de desvio de dinheiro da Petrobras. Moro largou a toga, virou ministro do governo de Jair Bolsonaro e viu seus detratores escalarem o tom dos ataques com os quais já havia se acostumado desde suas primeiras sentenças no escândalo do petrolão. Do outro lado, entre os apoiadores, a pergunta de antes virou uma espécie de pedido, igualmente repetido à exaustão: “Não desista”. Entre risos, ele conta que o apelo, manifestado no mundo real e nas redes, se intensificou há pouco mais de um mês, quando passou de estilingue a vidraça com o vazamento de mensagens trocadas com procuradores da força-tarefa. “Eu não posso desistir por algo que não tem nada de ilícito”, diz o ex-juiz, que nesta semana recebeu Crusoé para uma entrevista em seu gabinete, a primeira após a prisão dos suspeitos de executar a invasão hacker que pôs em praça pública suas mensagens com Deltan Dallagnol e companhia.

    Moro acredita que a investigação da Polícia Federal vai responder, em tempo hábil, se por trás do grupo há outros interesses – e se a ação foi patrocinada por gente disposta a minar a Lava Jato. De uma coisa ele tem certeza: a maneira como as mensagens foram exploradas, diz, tinha por objetivo anular as condenações da operação. O agora ministro da Justiça e Segurança Pública parece cada vez mais à vontade no figurino de político, embora resista a assumir a nova condição. Horas antes, ele havia recebido a visita de um deputado que, quebrando o protocolo, lhe fez um convite para se filiar ao Podemos e sair candidato a presidente da República nas próximas eleições. Algo que diz não considerar, embora admita tratar-se de mais um assunto da predileção de muitos daqueles que se aproximam para conversar. “Não faz sentido pensar nisso no presente momento”, afirma.

    A versão política do ex-juiz da Lava Jato, que completa 47 anos no próximo mês, ressurge com força em outro tema delicado para ele: a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de suspender investigações que contenham dados do Coaf, o órgão do governo encarregado de monitorar transações suspeitas de lavagem de dinheiro. Até então, Moro não havia falado publicamente sobre o assunto. A decisão, que amarrou policiais e procuradores e todo o país e representa um nó nas diretrizes do ministério sob seu comando, foi expedida em um recurso apresentado pelos advogados do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente. Com jeito, para não melindrar o chefe, Moro defendeu que o despacho de Toffoli seja apreciado o quanto antes pelo plenário do Supremo. A seguir, os principais trechos da longa conversa.

    R$ 280 milhões são liberados para obras hídricas na região Nordeste

    Resultado de imagem para O Projeto de Integração do Rio São Francisco
    O Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) e outros empreendimentos que reforçam a oferta de água para moradores de AL, CE, PB e PE serão reforçados com R$ 280 milhões.

    As águas do Velho Chico avançam rumo a PE e PB. Ao todo, R$ 45 milhões vão ser destinados para pagar a energia elétrica garantindo o funcionamento das bombas da pré-operação do Eixo Leste.

    Desde 2017, o trecho tem assegurado o abastecimento regular de mais de um milhão de pessoas nos dois estados. Mais R$ 115 milhões serão aplicados pelo MDR no Ramal do Agreste, no interior de PE. Em pleno andamento e com 2.600 profissionais contratados, o ramal permitirá que água do Eixo Leste chegue até mais de 2,2 milhões de pessoas.

    O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, declarou que a obra vai beneficiar 68 municípios com uma vazão de oito mil litros por segundo, muitos abastecidos, ainda hoje, por carros-pipa.

    Neste ano, o Governo Federal já destinou R$ 290 milhões à obra. A expectativa é que o Ramal do Agreste seja finalizado em fevereiro de 2021. A integração do Velho Chico compreende dois eixos de transferência de água.

    A construção do eixo Norte já está na fase final com 97% das obras concluídas e deve estar totalmente pronta ainda este ano, chegando aos estados do CE, PB e RN.

    Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR)

    CREF/RN: Fiscalização encontra irregularidades em mais de 200 academias e 32 são fechadas

    Nos seis primeiros meses do ano, 232 academias foram identificadas com algum tipo de irregularidade - desde a falta de documentação até a presença de pessoas não credenciadas na função de professores, segundo a fiscalização do Conselho Regional de Educação Física no RN (CREF/RN).

    Do total, 32 estabelecimentos foram fechados e 108 pessoas foram flagradas em exercício ilegal da profissão no estado. De acordo com o órgão de fiscalização, os responsáveis pelas academias encontradas em situação irregular assinaram termos de ajustamento de conduta se comprometendo a solucionar os problemas.

    As que não cumpriram não firmaram ou não cumpriram o acordo foram denunciadas à justiça e 32 acabaram sendo fechadas definitivamente.

    Para funcionar de forma regular, a academia e qualquer lugar que ofereça o serviço de atividade física precisa ser devidamente registrado no Conselho, além de ter autorização de órgãos reguladores como Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros e apresentar o quadro de profissionais de Educação Física habilitados para exercer a função de prescrição e acompanhamento dos exercícios.

    Também no primeiro semestre do ano, 108 pessoas foram flagradas em exercício ilegal da profissão, o que coloca diretamente a saúde de outras pessoas em risco.

    Com informações do Portal G1RN

    Mais Médicos vai mudar de nome e governo estuda bônus de desempenho

    O Ministério da Saúde deve anunciar nesta semana um programa de reformulação do Mais Médicos, que passará a se chamar Médicos pelo Brasil. O governo federal também estuda incluir o pagamento de bônus de desempenho.

    “A Casa Civil e a Presidência da República deram o ok. Na semana que vem, a gente lança o Médicos pelo Brasil, que é o novo programa que vai rever o programa Mais Médicos”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no Rio.

    Segundo o ministro, o dia do anúncio na próxima semana depende da agenda do presidente Jair Bolsonaro (PSL). “Isso também é reforçar a atenção primária. É basicamente direcionado para a atenção primária, praticamente voltado para o que a gente chama de Brasil profundo, as cidades mais vulneráveis.”

    Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o novo programa fará a seleção dos médicos por meio de uma prova objetiva e a contratação será por vínculo CLT – com bônus de acordo com indicadores de desempenho, que pode chegar a um valor maior do que o pago atualmente (R$ 11,8 mil).

    Além disso, a reportagem aponta que será adotado um novo critério de distribuição de vagas, que classificará os municípios em rural, rural remoto, intermediário e urbano. A adoção do novo programa seria gradual, conforme o encerramentos dos atuais contratos do Mais Médicos.

    Estadão Conteúdo

    Lula acredita que chances de sair da prisão são pequenas, dizem aliados

    Resultado de imagem para lula presoAliados do ex-presidente Lula revelaram que, nos últimos dias, ele tem parecido ansioso e demonstrado ceticismo em relação à sua possível saída da cadeia. O grupo mais próximo do petista acredita que apenas o Supremo Tribunal Federal (STF) poderia promover mudanças substanciais na situação de Lula, mas – mesmo com as últimas revelações dos bastidores da Operação Lava Jato e o iminente julgamento de suspeição do juiz Sergio Moro – avalia que as chances são pequenas.

    Lula também tem demonstrado apreensão com os rumos do Partido dos Trabalhadores. Há hoje, a legenda uma disputa interna em torno da presidência do partido, atualmente ocupada por Gleisi Hoffmann. O ex-presidente tenta construir um acordo para evitar desgastes. 

    As informações são da coluna Painel.

    quarta-feira, 24 de julho de 2019

    Polícia Militar consegue evitar que jovem cometesse suicídio pulando de uma ponte na cidade de Nova Cruz

    Resultado de imagem para ponte de nova cruz rnPoliciais Militares do 8° Batalhão de Nova Cruz, lotados no destacamento da cidade de São José do Campestre/RN, conseguiram evitar no início da tarde desta quarta-feira (25), que uma jovem desse fim a própria vida. Os policiais se deslocavam na viatura em direção a cidade de Campestre, quando se depararam com uma jovem debruçada sobre a ponte Régis Bittencourt, localizada na RN 120, saída de Nova Cruz para Santo Antônio/RN. 

    A jovem de 18 anos, que terá seu nome preservado, ameaçava a todo tempo se jogar, porém, após uma ação rápida e precisa dos Policiais Militares, foi possível imobilizar a vítima, que foi imediatamente conduzida ao Hospital Municipal Monsenhor Pedro Moura, para o devido atendimento médico, encerrando-se com êxito mais uma ocorrência policial.

    Está de parabéns a equipe de policiais formado pelos; Sgt Marcone, Sd Alexandrino e Sd Glauber

    Facebook pagará multa de US$ 5 bi por violar privacidade de usuários

    O Facebook pode receber uma multa de 3 a 5 bilhões de dólares pela violação de privacidade dos usuários da rede social. A empresa começou a ser monitorada pela Comissão Federal do Comércio após o escândalo do uso indevido de dados por parte da Cambridge Analytica.

    A investigação da agência ainda está em andamento, mas depois da sinalização desta quarta-feira (24), o fundador Mark Zuckerberg deve ser considerado responsável pela quebra de sigilo.

    Em 2011, a rede social assinou um acordo com o governo dos Estados Unidos garantindo que manteria em sigilo os dados dos usuários.

    Com o caso da Cambridge Analytica, as atenções se voltaram ao Facebook e às medidas de privacidade da empresa.

    Além do escândalo que levou Zuckerberg a prestar esclarecimentos ao Senado norte-americano, a empresa se envolveu em outras polêmicas de violação de privacidade e falhas de segurança.

    Jovem Pan

    domingo, 21 de julho de 2019

    Google escuta conversas privadas de usuários em espanhol e português

    Uma mulher trabalha remotamente para sua empresa.
    © CLAUDIO ÁLVAREZ Uma mulher trabalha remotamente para sua empresa.
    Em princípio, a escuta de áudios é feita para melhorar o funcionamento do Google Assistente. Ou seja, para que o assistente seja capaz de entender melhor o que os usuários falam. Este trabalho levanta algumas dúvidas principalmente pelo vazamento que pode ocorrer de dados sensíveis. Em especial quando se conhecem as condições de trabalho dos encarregados das transcrições, pelo menos de uma boa parte deles: são cerca de 5.000 gravações ouvidas por semana por revisor, não são funcionários do Google, mas de uma terceirizada, têm um contrato por trabalho e serviço ou até mesmo como freelance e, no caso da Espanha, dificilmente ganham o salário mínimo.

    Segundo os trabalhadores consultados, os projetos para rever o que o software entende ou para transcrever o áudio do usuário desde o início (ao falar com o Google Assistente) vão mudando: há aqueles de meras buscas no Google, do Google Maps, de mensagens e até pedidos ao Google Home. Esses especialistas em idiomas são funcionários de uma empresa de tecnologia subcontratada pelo Google, com a qual têm de assinar um contrato de confidencialidade. Entre eles há os que ainda trabalham neste tipo de escuta (até a semana passada, quando surgiu o escândalo e todos os projetos foram suspensos) e antigos transcritores que se dedicaram a esse trabalho por anos.

    Juristas consultados por EL PAÍS explicam que, em princípio, essa prática é legal, já que o Google a declara em seus termos e condições. Apesar disso, o procedimento desperta algumas dúvidas. "Na ausência de uma investigação oficial, o que parece existir é um problema de transparência, no sentido de que o usuário não está ciente do que está sendo feito ou do que poderia ser feito a partir de suas interações com o assistente virtual", diz Moisés Barrio, advogado membro do Conselho de Estado e especialista em direito digital.

    Entre os transcritores consultados, todos dizem que a maioria das gravações se inicia pelo comando "Ok Google". "Nos casos em que o microfone pula de forma errada, não podíamos transcrever o que se diz. Às vezes, se escuta: 'Google, isso não é para você'. Mas em outras não se dão conta e continuam a conversa, que se ouve no áudio, embora não a escrevamos. Nós também não podíamos escrever quando se mencionam documentos pessoais [de identidade, bancários ...]. O que tínhamos de transcrever eram os números do celular e endereços", explicam vários ex-funcionários da empresa que preferem permanecer anônimos.

    O Google argumenta que "os fragmentos de áudio não estão associados a contas de usuários como parte do processo de revisão", segundo afirmou em um comunicado oficial após o vazamento de áudios na Bélgica. E isso é confirmado pelos transcritores. "O sistema só mostra o áudio, sua duração e uma seção onde você pode escrever ou revisar o que já foi escrito. Não temos acesso a nenhum dado pessoal além do que é ouvido", dizem os especialistas em idiomas. No entanto, isso não significa que a empresa não possa relacionar os dados a usuários específicos. Porta-vozes do Google na Espanha não quiseram dar declarações a EL PAÍS sobre essas práticas e apenas se remetem à nota oficial.
    Mensagens íntimas

    Caminhoneiro implora de joelhos ao ver caminhão pegando fogo e chuva inesperada chega

    Em um vídeo que circula nas redes sociais, o caminhoneiro identificado como Luciano Damásio, consegue receber chuva ao suplicar várias vezes por seu caminhão pegando fogo do nada, entenda.

    “Ele não vai me desamparar nesse momento de angústia, vendo a minha ferramenta de trabalho queimar do nada… Só peço meu Deus que mande água, que mande água senhor, que apague esse fogo!“, suplica Luciano.

    Alguns minutos depois, como podemos perceber no vídeo, em pleno céu claro e com sol, a chuva começa a cair e apagar o fogo que estava se alastrando pelo caminhão.

    Em prantos, Luciano faz um desabafo “Nós temos que ser humildes, sabe porque? Não parou nenhum caminhoneiro aqui, eles passam direto. Não perguntam se você esta precisando de um extintor, de um facão, de um machado… Não pergunta nada. É falta de união do caminhoneiro com um motorista, um pai de família desesperado como eu que estou aqui agora vendo queimar minha ferramenta de trabalho, do sustento da minha família.” completa.

    Veja o vídeo abaixo e deixe o seu comentário sobre este fato:

    Apenas 67 municípios aderiram a sistema contra desigualdade racial; no RN só uma cidade



    Foto: Tânia Rêgo

    Criado para organizar e articular políticas e serviços do poder público federal para vencer as desigualdades raciais no Brasil, o Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir) conta com a adesão de apenas 67 municípios e 18 estados, além do Distrito Federal, de acordo com balanço do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.


    Por meio da adesão ao Sinapir, os entes federados têm a preferência no repasse de recursos financeiros federais, o que é feito por meio de edital. O objetivo é criar ou fortalecer órgãos e conselhos de promoção da igualdade racial e garantir à população negra a equivalência de oportunidades, a defesa de direitos e o combate à discriminação e às demais formas de intolerância.


    O Sinapir é uma das medidas previstas no Estatuto da Igualdade Racial (Lei 12.288/2010), que hoje (20) completa nove anos. A adesão ao sistema é voluntária. A partir do momento em que o ente federado adere ao Sinapir, ele tem cinco anos para criar um plano municipal ou estadual de promoção da igualdade racial e destacar um orçamento para executá-lo.

    Além do volume baixo de adesões em relação aos 5.570 municípios e 26 estados, o programa enfrenta outro desafio. A maioria dos governos locais que integram o Sinapir ainda não adotaram um plano municipal ou estadual de promoção da igualdade racial nem destinaram verbas no orçamento para a área. Entre as modalidades de gestão, eles estão classificados na categoria básica.

    Apenas o Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba e nove municípios têm gestão intermediária, com plano elaborado e dotação no Orçamento. A Bahia e seis municípios têm gestão plena. Além de plano, têm recursos e maior liberdade para usá-los.

    No âmbito do estado do RN só o município de São Tomé, na região Agreste, oficializou sua adesão – veja AQUI.

    Com informações da Agência Brasil

    Aposta única de São Paulo acerta as seis dezenas da mega-sena e fatura R$ 21,9 milhões

    Uma aposta de São Paulo (SP) levou, sozinha, o prêmio de R$ 21,9 milhões no concurso nº 2.171 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (20) na capital paulista.

    Veja as dezenas sorteadas: 12 - 13 - 19 - 36 - 44 - 55.

    A quina teve 118 acertadores; cada um receberá R$ 23.023,47.
    Já a quadra teve 7.127 apostas ganhadoras; cada um levará R$ 544,56. (Portal G1)

    Quase 2 mil caminhoneiros se mobilizam em grupos de WhatsApp por paralisação

    Quase 2 mil caminhoneiros estão em, no mínimo, 15 novos grupos do WhatsApp recém-criados para discutir uma possível paralisação da categoria na segunda (22).

    Eles estão contrariados com a resolução da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) que estipulou a nova tabela de preços mínimos do frete rodoviário, divulgada na quinta (18), com valores abaixo dos esperados. A realização da paralisação não é consenso entre os participantes. Parte dos grupos é refratária à ideia por conta da dificuldade financeira que teriam com os dias sem trabalhar.

    Os administradores dos novos grupos negam ser articuladores do movimento, ao mesmo tempo em que algumas lideranças que tomaram a dianteira durante a paralisação de 2018 não estão em nenhum deles. O nome dos grupos segue sempre o mesmo formato, com o título formado por paralisação, a data de 22/07 e a abreviação do nome de um estado.

    Apesar serem vinculados a um estado, a maior parte deles é formada por pessoas de regiões diferentes da indicada. Eles trazem em suas descrições o mesmo texto: “Publicações fora do contexto das pautas dos caminhoneiros não serão aceitas. FOCO NA MISSÃO!” Nesses grupos, há desde convocações para greve, com críticas ao presidente Jair Bolsonaro, por vezes chamado de traidor, até alguns vídeos cômicos e imagens eróticas. Os caminhoneiros emitem suas opiniões também em áudio ou vídeos nos quais discursam enquanto são filmados pela câmera frontal de seu telefone.

    Foram disparados avisos sobre o risco de uma ação de contra-inteligência estar sendo realizada dentro dos grupos, com membros do governo se passando por caminhoneiros. Parte dos trabalhadores se diz intervencionista, defendendo um regime militar. A rotatividade dos grupos é alta. São muitos os avisos de pessoas que entraram usando um link compartilhado por outra pessoa no WhatsApp e outros de pessoas que decidiram sair. Também circulam ali convites para entrar em grupos do gênero, de estados diferentes. A reportagem localizou queixas de caminhoneiros em relação à falta de liderança dos grupos, o que dificultaria a paralisação de segunda. Há administradores em comum entre eles. Porém, quando contatados, eles disseram não ser líderes e se negaram a dizer se havia uma liderança que articulasse a criação dos grupos.

    A reportagem foi expulsa de dois deles por um desses administradores após procurá-lo em particular pelo WhatsApp para pedir informações. Outra administradora que trocou mensagens com a reportagem disse que não poderia dizer nada, pois não falava em nome dos caminhoneiros. 

    sábado, 20 de julho de 2019

    Conselheiros do TCE reajustam próprios salários em 16,38%

    Tribuna do Norte

    Com assinaturas de seus sete membros, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) reajustou em 16,38%, conforme resolução nº 007/2019, os subsídios mensais dos conselheiros e dos representantes do Ministério Público de Contas.

    Dentre uma série de normas, o TCE justifica a revisão dos subsídios considerando liminar concedida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que determinou aos Tribunais estaduais o “reajustamento automático do valor do subsídio da magistratura estadual” e considerando o vínculo entre os subsídios dos desembargadores do Tribunal de Justiça e dos conselheiros do TCE, previstos constitucionalmente.

    De acordo com a resolução, o reajuste do subsídio mensal do conselheiro de Contas, bem como dos procuradores do Ministério Público equipara os vencimentos a 90,25% do subsídio do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). O conselheiro que ganhava R$ 30,47 mil passa a perceber R$ 35,46 mil, enquanto o conselheiro substituto passa de R$ 28,95 mil para R$ 33,69 mil.

    Quanto aos procuradores, o subsídio passa de R$ 29,65 mil para R$ 35,46 mil o de primeira classe. Já o de segunda classe que ganhava R$ 28,17 mil, vai perceber R$ 33,39 mil, enquanto o procurador de terceira e última classe, que tinha um subsídio de R$ 26,76 mil, vai a R$ 32 mil.


    Marinha renova alerta de ventos fortes e ressaca no litoral potiguar

    Resultado de imagem para ventos fortes no litoral do Nordeste do BrasilA Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, informou que devido ao longo período de ventos fortes no litoral do Nordeste do Brasil oriundos do oceano Atlântico, está prevista a ocorrência de ressaca com ondas até 3 metros entre as cidades de São Tomé (RJ) e Touros (RN).

    Além disso, há previsão de ventos fortes com velocidade aproximada de 60 km/h, com rajadas, do litoral da Bahia até o Maranhão e ainda o fenômeno conhecido como “mar grosso” com ondas de Sudoeste a Sudeste até 4 metros. As previsões meteorológicas descritas devem ocorrer entre esta sexta-feira (19) e a terça-feira (23).

    FNE injetou R$ 13,4 bilhões na economia do semiárido brasileiro no 1º semestre

    No 1º semestre deste ano, o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) viabilizou R$ 13,4 bilhões em operações de crédito para empreendedores e produtores do semiárido.

    O recurso é gerido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e a operacionalização do FNE é realizada pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB). Os financiamentos já asseguraram cerca de 590 mil empregos na região neste semestre.

    Até o final do ano, mais R$ 14 bilhões poderão ser injetados na economia dos nove estados nordestinos e no norte de MG e do ES. Os R$ 13,4 bilhões já contratados por meio de 250 mil operações financeiras representam um crescimento de 9% na comparação com o primeiro semestre do ano anterior, quando o volume alcançou R$ 12,3 bilhões.

    Policiais Civis do RN aprovam paralisação para quarta-feira e cobram diálogo com Governo

    Os Policiais Civis do Rio Grande do Norte decidiram por uma paralisação de 24 horas na próxima quarta-feira, 24. A decisão ocorreu na manhã desta sexta-feira, 19, após Assembleia Geral da categoria. Os policiais irão se concentrar em frente à Governadoria, no Centro Administrativo, ao invés de irem para as delegacias. Apenas as delegacias de Plantão estarão em funcionamento.

    De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Rio Grande do Norte (SINPOL-RN), Nilton Arruda, os Policiais Civis cobram diálogo com Governo do Estado e andamento da pauta de reivindicações. "Nós temos uma pauta e já protocolamos três ofícios solicitando reunião com a governadora Fátima Bezerra e, até agora, não tivemos resposta", explica.

    Além disso, a categoria quer que o Governo do RN implante as promoções e progressões dos Policias Civis que estão em atraso. "Para se ter uma ideia, alguns processos estão com mais de dois anos aguardando implantação", justifica Edilza Faustino, vice-presidente do Sindicato.

    .

    quinta-feira, 18 de julho de 2019

    Bolsa Família registra 11 mil desligamentos em 2019

    Resultado de imagem para Bolsa Família registra 11 mil desligamentos em 2019Em 2019, mais de 11 mil famílias já solicitaram desligamento voluntário do Bolsa Família. Segundo a diretora do Departamento de Benefícios do Ministério da Cidadania, Caroline Paranayba, se a família que solicitou o desligamento voluntário precisar novamente do benefício, o processo é simples. 

    “Se a família pediu o desligamento voluntário até 36 meses atrás, basta fazer a conta; se foi a menos de 3 anos, é só procurar o setor responsável pelo Bolsa Família na sua cidade, levar a documentação e solicitar a reversão do cancelamento.”

    Famílias consideradas abaixo da linha da pobreza, com renda per capta de até R$ 178 por mês, tem retorno garantido ao programa. Para solicitar a reinclusão, o beneficiário deve procurar o setor responsável pelo Bolsa Família de seu município. É necessário levar CPF ou título de eleitor e documento de identificação do responsável familiar. Além disso, é preciso apresentar a documentação de todos os integrantes da família, para atualizar o cadastro.