• Últimas Notícias

    sábado, 29 de junho de 2019

    WhatsApp deixará de funcionar em alguns aparelhos a partir de 2020; confira se o seu está entre eles

    Aplicativo não funcionará mais nos Windows Phone e em versões mais antigas do Android e iOS
    Atualmente são poucas as pessoas que conseguem viver sem o aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp. Entretanto, a plataforma anunciou que a partir de 2020 não será possível mais atualizar o aplicativo em alguns sistemas operacionais e, consequentemente, o "zap" poderá deixar de funcionar em modelos mais antigos de telefones. 

    Em sua página de perguntas e respostas (FAQ), o WhatsApp anunciou que será oferecido suporte apenas para os seguintes sistemas operacionais: Android 4.0.3 e posteriores; Iphone iOS 8 e posteriores; KaiOS 2.5.1 e posteriores (incluindo JioPhone e JioPhone 2). 

    Entretanto, se você tiver algum sistema operacional anterior a estes em seu aparelho (Android 2.3.7 e anteriores e iOS 7 e mais antigos), não será possível mais criar novas contas ou verificar contas já existentes a partir de 1º de fevereiro de 2020. 

    "Como não iremos mais desenvolver o WhatsApp para essas plataformas, alguns recursos poderão parar de funcionar a qualquer momento", completou a empresa.

    Portanto, se você já verificou a sua conta até esta data, você poderá continuar utilizando o aplicativo, mas em caso de algum problema, não será possível verificar a conta novamente após este período. 

    Já se você possui algum celular do Windows Phone, a situação é um pouco mais crítica. A partir do dia 31 de dezembro de 2019 não será possível mais usar o WhatsApp em nenhum aparelho da marca, sendo que o aplicativo sequer será encontrado para download na Microsoft Store já a partir de julho deste ano. 

    Como descobrir o sistema operacional do seu telefone 

    Se você tem um telefone com mais de quatro anos de uso e não sabe se o sistema operacional dele foi atualizado para as versões que terão o suporte do WhatsApp, não se desespere. Basta seguir alguns passos para chegar até essa informação. Confira:
    Android: Acesse as "Configurações" do telefone (símbolo de uma engrenagem) > Clique em "Sistema" > Clique em "Sobre o Dispositivo" > Confira o sistema operacional em "Versão do Android"

    Se for uma versão superior a 2.3.7, você não precisa se preocupar. 
    Iphone: Acesse os "Ajustes" do aparelho (símbolo de uma engrenagem) > Clique em "Geral" > Clique em "Sobre" > Confira o número do iOS em "Versão"

    Se ela for superior ao iOS 7, o aplicativo continuará funcionando normalmente em seu aparelho 

    Hoje em Dia

    sexta-feira, 28 de junho de 2019

    Novo texto da reforma reduz espera de professores pela aposentadoria

    O novo texto da reforma da Previdência, o relatório da comissão especial da Câmara divulgado no último dia 13, reduz o tempo que os atuais professores teriam que esperar para obter sua aposentadoria.

    Isso ocorre por causa da criação de uma nova transição —regras que permitem que quem já está no mercado de trabalho consiga se aposentar antes do que será exigido para os novos trabalhadores.

    O relatório também alterou as idades de aposentadoria da professora mulher, tanto nas regras definitivas quanto as de transição.

    Na proposta original enviada pelo governo Bolsonaro, professores homens e mulheres se aposentariam com a mesma idade, aos 60. No novo texto, a idade mínima para mulheres passou a ser 57.

    Pela regra vigente hoje, professores do setor privado se aposentam sem idade mínima, ao cumprir o tempo mínimo de contribuição: 25 anos para mulheres e 30 para homens.

    No setor público, o tempo de contribuição é o mesmo, mas é preciso atingir 50 anos (mulheres) ou 55 anos de idade (homens).

    Nas calculadoras da Previdência da Folha é possível simular a idade a partir da qual será possível se aposentar se o texto atualmente em discussão no Congresso for aprovado sem alterações —ele precisa ter três quintos de votos favoráveis (308 deputados de 49 senadores), em duas votações em cada Casa.

    Folhapress

    PM/RN: Promotoria de Justiça recomenda alterações no concurso público da instituição

    A 70ª Promotoria de Justiça de Natal, com atribuição no Controle Externo da Atividade Policial, publicou no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (28) recomendação para que o presidente da Comissão Especial do Concurso Público para Provimento de Vagas do Quadro de Praças da Polícia Militar do RN (PM/RN) e o comandante geral da corporação ratifiquem o item e anexo que tratam do teste de aptidão física do concurso público.

    A recomendação partiu da verificação no Edital de Concurso Público nº 003/2018-SEARH/PMRN, na parte que versa sobre o teste de aptidão física, que não foi observado o disposto em Portaria que estabelece novo Padrão de Aptidão Física Inicial (PAFI) para o Exame de Avaliação do Condicionamento Físico (EACF), além das normas para sua aplicação e os índices mínimos a serem exigidos nos concursos públicos para ingresso na PM potiguar.

    De acordo com o órgão ministerial, esta Portaria, por buscar fundamento em dispositivo de Lei e de Decreto Estaduais, prevalece sobre o edital do concurso, que lhe é hierarquicamente inferior.

    Contas de luz voltam a ter taxa extra das bandeiras tarifárias em julho

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (28) que a bandeira tarifária de julho será amarela, o que significa uma cobrança extra de R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora consumidos.

    Ao longo do mês de junho, vigorou a bandeira verde. Nesta cor, não há cobrança extra nas contas de luz.

    O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo de geração de energia. O objetivo é informar aos consumidores quando esse custo aumenta e permitir que eles reduzam o uso para evitar pagar uma conta de luz mais cara.

    A justificativa da Aneel para a mudança na cor da bandeira, e retomada da cobrança da taxa extra, é que as previsões são de chuvas abaixo da média na região onde estão as principais hidrelétricas do país, em julho, mês que já é tipicamente mais seco.
    Reajuste

    Os valores das taxas das bandeiras tarifárias foram reajustados no dia 1º de junho.
    Amarela: passou de R$ 1,00 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos;
    Vermelha patamar 1: passou de R$ 3,00 para R$ 4,00 a cada 100 kWh consumidos;
    Vermelha patamar 2: passou de R$ 5,00 para R$ 6,00 a cada 100 kWh consumidos.

    Portal G1

    Placa do Mercosul é adiada para 2020 para carros novos ou mudança de cidade

    Resultado de imagem para Placa do Mercosul é adiada para 2020O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou nesta sexta-feira (28), um novo adiamento para que as placas do Mercosul sejam adoradas em todos os estados do país.

    Agora, os estados têm até o dia 31 de janeiro de 2020 para se adequarem ao novo padrão, que não será mais obrigatório para transferências de propriedade do veículo, como era exigido anteriormente. Outra novidade está no visual, mais simples.

    Quem precisará trocar:

    Veículos novos: Primeiro emplacamento

    Veículos em circulação: Troca de município e/ou estado, se as placas forem furtadas e se as placas forem danificadas

    De acordo com o Ministério da Infraestrutura, o adiamento traz consigo regras simplificadas que prometem reduzir os custos das novas placas, como novas normas para credenciamento de estampadores que aumentam a concorrência.

    Visual simplificado:

    É a segunda vez que as placas passam por alterações na aparência – na primeira, o brasão da cidade e a bandeira do estado foram retirados.

    O que muda:

    Não há mais lacre

    Não há mais as ondas sinuosas que cortavam os caracteres

    A palavra “Mercosul” estampada nos caracteres deixa de ter acabamento brilhante.

    BNB: Programa Crediamigo amplia para R$ 21 mil o limite total de empréstimo

    A partir de 1º de julho, próxima segunda-feira, clientes do Crediamigo já podem tomar empréstimo com limite total de até R$ 21 mil.

    O programa de microcrédito produtivo e orientado do Banco do Nordeste do Brasil |(BNB) também passa a atender clientes com faturamento anual de até R$ 200 mil.

    Antes o limite de endividamento era de R$ 15 mil e o de faturamento era de R$ 120 mil por ano, salienta informação da assessoria de imprensa da superintendência estadual do BNB, na capital potiguar.

    O Crediamigo atua com microempreendedores urbanos dos setores informal ou formal (microempresas, enquadradas como microempreendedor individual, empresário individual, autônomo ou sociedade empresária).

    O programa tem mais de dois milhões de clientes ativos e já desembolsou R$ 4,6 bilhões em 2019, realizando 2,1 milhões de operações de crédito.

    Para mais informações, os clientes podem entrar em contato com a Central de Relacionamento do BNB, pelo contato telefônico 0800 728 3030

    Controladoria do Estado constata irregularidades no Programa Transporte Cidadão

    Uma ação de controle implantada pela Controladoria Geral do Estado, em conjunto com a Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), constatou uma série de irregularidades no Programa Transporte Cidadão, criado em 2016 e responsável pelo transporte intermunicipal gratuito de pessoas em estado de vulnerabilidade dentro da Região Metropolitana de Natal. O trabalho realizado se soma às auditorias realizadas no âmbito interno do Executivo Estadual desde o início desta gestão e que já economizaram em torno de R$ 154 milhões na receita líquida do Estado, com a revisão ou cancelamento de contratos.

    O relatório final, apresentado na tarde desta quinta-feira (27) na Sethas, foi montado após três meses de análise documental dos processos licitatórios e contratos firmados, pesquisas, entrevistas com responsáveis e visitas in loco realizadas entre março e abril deste ano. Ausência de regulamentação legal do Programa e de documentos nos contratos e autorizações de empenho, indícios de direcionamento na licitação e de ilegalidade ao incluir a cidade de Macau no itinerário, falta de controle e fiscalização, além dos veículos sem acessibilidade ou licença para trafegar são algumas das irregularidades constatadas.

    “A fonte de recursos para o Transporte Cidadão é receita própria oriunda de outros programas de Governo (o Restaurante Popular, com cobrança de 1 real, o Café Cidadão e Sopa Cidadã, por 0,50 centavos, cada). É dinheiro público, pago pelo contribuinte e até então mal empregado. Esta foi apenas mais uma ação de controle de gestão realizada pela Control, desta vez em parceria com a Sethas, para melhor eficiência e economia da máquina do Governo, mostrando a responsabilidade desta gestão com o patrimônio e o bem público”, comentou o controlador geral do Estado, Pedro Lopes.

    O Programa custa R$ 275.119,18 mensais ao Estado, sendo R$ 212.657,60 de transporte (à empresa Transporte Genipabu) e R$ 62.461,58 para monitoramento (à empresa Montecom Segurança). Segundo o contrato, são dez ônibus com capacidade para transportar 420 pessoas ao dia – passageiros com doenças crônicas, com demência e seus acompanhantes, desempregados, gestantes, idosos e beneficiários de programas de transferência de renda. No entanto, a Control constatou que menos de 10 pessoas, em média, utilizam o serviço ao dia e com apenas cinco ônibus disponíveis que não realizam o trajeto firmado em contrato.

    Diante do quadro, a auditoria recomendou, entre outras ações, a imediata regulamentação do Programa à Lei Estadual nº 10.092/2016, o cadastramento contínuo dos usuários, proibição ou restrição ao transporte de usuários não cadastrados, mecanismos de controle diário das viagens e números de usuários transportados, cumprimento rigoroso das rotas, horários e pontos de saída e paradas, parcerias com municípios para ampliar os acessos e controles, além da reestruturação das equipes de execução (Sethas) e fiscalização (DER), no caso de continuidade do Programa.

    Fonte: ASCOM/SEPLAN

    quinta-feira, 27 de junho de 2019

    ANP prepara resolução para elevar qualidade da gasolina

    A ANP (Agência Nacional d e Petróleo, Gás e Biocombustíveis) prepara resolução para elevar a qualidade da gasolina vendida no país. O objetivo é preencher lacunas na legislação atual que permitem a importação e a venda de produto de baixa qualidade. A proposta será debatida em reunião da diretoria da agência nesta quinta-feira (27).

    A resolução vai especificar limites para indicadores de densidade e octanagem que hoje não constam da regulamentação brasileira. Para especialistas, não há impactos significativos sobre a Petrobras, que já produz gasolina com padrão de qualidade considerado satisfatório.

    Porém, para importadores, o processo pode resultar em aumento de até 6% no preço da gasolina importada.

    O Ministério da Cidadania recuperou R$ 377,4 mil e reais de 299 beneficiários do Bolsa Família na região Nordeste, que estavam recebendo o dinheiro indevidamente.

    Essa é a primeira vez que a União consegue reaver recursos de beneficiários
    que estavam recebendo indevidamente
    O Ministério da Cidadania recuperou R$ 377 mil e R$ 400 reais de 299 beneficiários do Bolsa Família na região Nordeste, que estavam recebendo o dinheiro indevidamente. 

    É a primeira vez que o governo federal consegue reaver recursos que estavam sendo pagos a pessoas que não atendiam mais aos critérios do programa. 

    No Rio Grande do Norte, 14 beneficiários recebiam o dinheiro de forma indevida, o que representa cerca de 13 mil reais recuperados pelo Ministério da Cidadania. O montante voltará aos cofres públicos da União.

    A cobrança de ressarcimento de valores do Bolsa Família é fruto do cruzamento de dados realizado pelo Tribunal de Contas da União, iniciado em 2018. O levantamento mostrou que as famílias tinham renda maior do que a declarada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

    As famílias que não apresentaram defesa e não pagaram a Guia de Recolhimento da União, serão incluídas na Dívida Ativa e impedidas de ingressar no Bolsa Família, mesmo cumprindo os demais critérios de elegibilidade. Se ainda estiverem dentro do perfil, as famílias que quitaram o débito poderão ser selecionadas para retornar ao programa após um ano.

    Em todo o Brasil, foram instaurados 2.663 processos administrativos para a cobrança. Até o momento, 748 casos foram pagos, o que representa R$ 927,3 mil. (Fonte: Ministério da Cidadania)

    Sete em cada dez consumidores utilizam smartphone para compras online, aponta estudo

    Estudo realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que 86% dos consumidores conectados realizaram ao menos uma aquisição em lojas online nos últimos 12 meses e os smartphones foram o meio mais utilizado por praticamente sete em cada dez (67%) entrevistados. Em segundo lugar, aparecem os notebooks (39%), seguidos dos desktops ou PCs (39%).

    Segundo o levantamento feito em todas as capitais brasileiras, os produtos mais adquiridos pela internet são vestuário, calçados e acessórios (43%), eletrodomésticos (36%), smartphones e celulares (34%), entrega de comida por delivery (30%), artigos para casa (29%) e cosméticos ou perfumes (29%). Considerando os tipos de loja online preferidos para compras estão as cadeias de varejo nacionais (90%), os sites de compra e venda de produtos novos ou usados (50%), os varejistas internacionais (30%) e os portais de ofertas e descontos (23%).

    Uma tendência que chama atenção na pesquisa são as compras realizadas nas redes sociais. Um terço (33%) adquiriu algum produto ou serviço por meio do Facebook, Instagram, Youtube ou WhatsApp no último ano, sendo que desses 63% mencionaram ter comprado de varejistas nacionais na maioria das vezes. Outros 57% costumam escolher os portais de compra e venda de produtos novos ou usados. Já 38% são impactados por varejistas internacionais e 27% pelos sites de ofertas e descontos.

    Os fatores que mais pesam na escolha de um site de compras são frete grátis (48%), preço mais baixo (47%) e promoções (41%). Questionados sobre quais aspectos os fariam comprar mais pela internet, 62% destacaram o frete grátis. Para 34%, o maior diferencial é poder trocar ou devolver na loja física o produto adquirido na loja online. Outras vantagens destacadas são menor tempo de entrega (33%) e possibilidade de retirar os produtos na loja física (31%).

    A pesquisa ouviu 904 consumidores em um primeiro levantamento para identificar o percentual de pessoas que compraram pela internet nos últimos 12 meses. Em seguida, continuaram a responder o questionário 800 consumidores fizeram alguma compra ao longo deste período. A margem de erro é de 3,3 p.p no primeiro caso e 3,5 p.p no segundo, para um intervalo de confiança a 95%. Baixe a íntegra da pesquisa em https://www.spcbrasil.org.br/pesquisas.

    CNH Popular: Procedimento tem por fim averiguar se programa está regulamentado e implementado

    Titular da 10ª Defensoria Cível da capital do estado, a defensora pública Cláudia Carvalho Queiroz é autora do Procedimento Preparatório para Demanda Coletiva nº 043/2019, que teve publicação no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (27).

    A medida tem por objetivo finalidade de averiguar se, no RN, o programa público CNH popular, criado pela Lei Complementar Estadual nº 459/2011, se encontra regulamentado e devidamente implementado.

    A citada Lei Complementar de nº 459/2011 criou o programa público CNH popular, “com objetivo de possibilitar a obtenção gratuita da Carteira Nacional de Habilitação [CNH]”,prevendo, para candidatos inscritos no programa do Bolsa Família, a isenção das taxas relativas a “exames clínico-médicos de aptidão física e mental, exame psicológico, licença de aprendizagem e direção veicular, custos de confecção da primeira CNH ou, em caso de mudança, para a categoria C, D e E”.

    Em 25 de junho, terça-feira última, a 10ª Defensoria Cível recebeu o ofício de nº 95/2019 da Assembleia Legislativa do RN (ALRN) pedindo para que possam ser adotadas as “medidas necessárias em face da mora do Poder Executivo Estadual, uma vez que estamos diante de um benefício que incide sobre o direito à cidadania, ao direito social ao trabalho e à assistência social da população potiguar”.

    Em 16 de maio passado, foi expedido o Ofício Requisitório nº 183/2019 à direção geral do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran/RN), solicitando informações sobre a implementação do programa e que, até a presente data, o expediente não foi respondido.

    Além disso, na página virtual do Detran/RN não constam informações sobre o referido programa público e, ainda, não foi localizado, em pesquisa realizada na rede mundial de computadores, ato normativo estadual regulamentando a implementação deste programa público.
    A íntegra do Procedimento Preparatório pode ser visualizada AQUI. (Pauta Aberta)

    Assessor do ministro do Turismo é preso em operação sobre candidaturas laranjas do PSL

    Resultado de imagem para Um assessor especial do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio,
    Um assessor especial do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, foi preso na manhã desta quinta-feira (27) na investigação da Polícia Federal sobre supostas candidaturas de laranjas do PSL em Minas Gerais. Mateus Von Rondon foi detido em Brasília.

    Além Rondon, foram presos em Ipatinga um dos coordenadores da campanha de Álvaro Antônio à Câmara dos Deputados em 2018, Roberto Silva Soares, e um ex-assessor do ministro na Câmara dos Deputados, Haissander Souza de Paula.

    Desde fevereiro, a PF e o Ministério Público Eleitoral investigam o PSL, o partido do presidente Jair Bolsonaro, pelo uso de candidatas de fachada para desvio de recursos do fundo eleitoral. Promotores veem indícios de fraude em caso de mulheres que receberam volume considerável de dinheiro, mas tiveram poucos votos. A suspeita é que elas não fizeram campanha e combinaram a devolução de recursos ao partido.

    Portal G1

    quarta-feira, 26 de junho de 2019

    Comissão do Senado aprova projeto contra abuso de autoridade praticado por juízes e procuradores

    Resultado de imagem para Comissão do SenadoA Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (26) o projeto contra abuso de autoridade cometido por juízes ou procuradores. O texto pode ser votado ainda hoje pelo plenário da Casa.

    O crime ocorrerá, de acordo com o texto, quando o juiz ou procurador beneficiar a si mesmo ou outra pessoa, prejudicar alguém, e por “capricho” ou “satisfação pessoal” direcionar um processo.

    terça-feira, 25 de junho de 2019

    TRF multa WhatsApp e Facebook por descumprimento de decisões judiciais

    Resultado de imagem para WhatsApp e FacebookO Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) multou o Facebook e o WhatsApp em R$ 23 milhões por descumprimento de decisões judiciais. As representações no Brasil de ambas as plataformas, controladas pelo conglomerado Facebook, desrespeitaram uma ordem da 1a Vara Federal de Umuarama (PR), que impôs sanção de R$ 2 bilhões às empresas.

    A decisão veio após as duas redes sociais se negarem a fornecer dados sigilosos e a interceptar comunicações em contas investigadas na Operação Malote, da Polícia Federal (PF). A turma do TRF4 que avaliou o caso considerou o valor alto e fixou novo montante.
    Entenda

    A operação foi deflagrada em 2017 e investigou uma rede de narcotraficantes sediada na cidade paranaense. Como parte das investigações, a PF solicitou ao Judiciário a quebra do sigilo de dados e a interceptação das comunicações realizada por meio do WhatsApp dos suspeitos de integrarem a organização criminosa.

    Como as empresas não cumpriram as ordens judiciais, a PF requereu que fossem impostas multas, com o bloqueio de valores pelo sistema do Banco Central do Brasil (Bacenjud).

    A 1a Vara da Justiça Federal de Umuarama condenou o Facebook e o WhatsApp aplicando multa de R$ 2 bilhões. O Whatsapp argumentou que não teria condições técnicas de cumprir a decisão e apontou o valor definido como desproporcional.

    O relator do caso, desembargador João Paulo Gebran Neto, considerou correta a penalização do não atendimento à decisão judicial. Contudo, o magistrado apontou o valor como desproporcional. 

    A Agência Brasil procurou o Facebook solicitando a posição da empresa sobre a decisão, mas não recebeu resposta.

    Agência Brasil

    Programa Trilhas Potiguares acontece de 29 de junho a 7 de julho em 25 municípios

    Resultado de imagem para 23ª edição do programa de extensão Trilhas Potiguares,A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza a partir deste sábado, 29, a 23ª edição do programa de extensão Trilhas Potiguares, que acontece até 7 de julho em 25 municípios do Rio Grande do Norte, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das populações. As equipes são compostas por 20 estudantes e dois coordenadores em cada localidade, onde serão executadas iniciativas de acordo com as demandas levantadas previamente pelas comunidades. O Trilhas Potiguares 2019 aborda a temática “Desenvolvimento Sustentável” e tem as atividades balizadas pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

    Entre os principais objetivos do programa está a identificação da realidade dos municípios para a execução de ações que contribuam para o desenvolvimento sustentável das comunidades, além da contribuição para o processo de qualificação social dos membros da comunidade acadêmica e da capacitação de lideranças locais para que se tornem agentes multiplicadores das ações desenvolvidas nas diversas áreas do Trilhas Potiguares. Em 2018, foram realizadas 743 ações e atendidas quase 30 mil pessoas de 20 cidades potiguares, por meio do trabalho de alunos, professores e técnico-administrativos da UFRN.

    Confira a lista de cidades que receberão o Trilhas Potiguares 2019:

    Caiçara do Norte

    Campo Redondo

    Carnaúba dos Dantas

    Cruzeta

    Florânia

    Ielmo Marinho

    Jandaíra

    Japi

    José da Penha

    Lagoa Danta

    Luiz Gomes

    Marcelino Vieira

    Maxaranguape

    Messias Targino

    Montanhas

    Monte das Gameleiras

    Passagem

    Patu

    São Fernando

    São Francisco do Oeste

    São João do Sabugi

    São Vicente Serra Negra do Norte

    Serrinha dos Pintos

    Viçosa

    Marina Gadelha de ASCOM - Reitoria/UFRN

    Função que permite colocar música nos stories do Instagram chega ao Brasil

    Resultado de imagem para colocar música nos stories do InstagramJá viu aquele amigo que está no exterior colocar músicas nas stories do Instagram e não conseguiu ouvir porque a função não estava disponível por aqui? Esse problema ficou no passado. A partir desta terça-feira (25) o Facebook, que é dono do Instagram, traz para o Brasil todos os produtos musicais das plataformas da rede social.

    Agora será possível adicionar músicas aos stories de Facebook e Instagram, além de colocar uma nova seção só com músicas no perfil do Facebook. Para adicionar uma música a um story, um novo sticker será adicionado como opção aos usuários brasileiros no Facebook e no Instagram. Quando uma canção for escolhida, é possível escolher o trecho que vai tocar para os seguidores e, se a música tiver letras disponíveis no Instagram, elas aparecerão na tela.