• Últimas Notícias

    sexta-feira, 26 de outubro de 2018

    Modelo tira umbigo, dá a namorado, mas se arrepende

    Paulina sem o umbigo: presente para o namoradoA modelo mexicana Paulina Landeros, de 23 anos, é amante da modificação corporal e de práticas sadomasô (gosta de ficar com o corpo erguido por meio de ganchos cravados na pele). A última incursão dela por esse universo terminou de uma forma surpreendente: Paulina retirou o umbigo e o deu de presente ao namorado, Daniel Ramírez.

    Moradora de Guadalajara (México), Paulina, que também é estudante de Turismo, livrou-se do umbigo "porque é o que nos faz humanos".

    "Os clones não têm umbigo, os anjos não têm umbigo. Sentia raiva, quis cortar todas as minhas ligações com as pessoas. Eu quis me desumanizar de uma forma simbólica, quis fazer algo controverso. Meu umbigo virou um presente de amor. Ficou preto, como um feijão esmagado", declarou.

    Isso aconteceu em 2015. Só que, agora, a mexicana se diz arrependida. Paulina descreveu aatitude como "impulsiva" e "imprudente", de acordo com reportagem do site "Infobae".

    "Foi a pior experiência da vida", lamentou a mexicana, que também modificou a língua, ganhando uma fenda, e que tem piercings na pele ao longo das costelas, dos dois lados do corpo.

    EXTRA

    Pesquisa Ibope/InterTV: Fátima Bezerra tem 55% e Carlos Eduardo, 45%

    Resultado de imagem para FATIMA E CARLOS EDUARDOO Ibope divulgou nesta sexta-feira (26) o resultado da pesquisa sobre o segundo turno da eleição para o governo do Rio Grande do Norte. O levantamento foi realizado entre quarta (24) e sexta-feira (26) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos.

    Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

    Fátima Bezerra (PT) - 55%

    Carlos Eduardo (PDT) - 45%

    Na pesquisa anterior, Fátima tinha 54% e Carlos Eduardo, 46%

    Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

    Sesed/RN divulga plano de segurança pública para o 2º turno eleitoral no RN

    A Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do RN (Sesed/RN) realizou, na manhã desta sexta-feira (26), em sua sede, na capital do estado, a apresentação do plano de segurança para o segundo turno das eleições que acontece neste próximo domingo (28).

    Desde o comunicado da demanda do Tribunal Regional Eleitoral do RN (TRE/RN) as forças de segurança pública vêm traçando e planejando a disponibilidade de pessoal para a ação, ficando todo o custo a cargo do Governo do Estado, no valor de R$ 2 milhões.

    O TRE apresentou todas as informações necessárias e solicitou o quantitativo de policiais que irá participar das eleições, no sentido de guarnecer as urnas das 15h do sábado (27) até o termino da contagem dos votos neste domingo, garantindo assim, a segurança dos eleitores que por ventura estejam acompanhando o resultado das votações em locais públicos.

    Além do quadro ordinário, ou seja, os agentes que já estariam nas ruas no próximo domingo, as eleições deste ano contarão com mais 480 homens da Polícia Civil, 2.400 das Forças Armadas (que atuarão nos 73 municípios), 4182 Policias Militares (sendo 2.885 homens do Comando de Policiamento do Interior, 1.297 do Comando de Policiamento do Metropolitano), 221 do Comando de Polícia Rodoviária Estadual, 100 Bombeiros Militares, 172 da Força Nacional, 60 Gabinete de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça, 60 do ITEP/RN e 300 Guardas Municipais.

    Dólar encerra semana em queda cotado a R$ 3,65

    O dólar fechou a semana em queda de 1,39% cotado a R$ 3,6518 para venda. A moeda norte-americana manteve a mesma tendência de baixa registrada ontem, quando encerrou o pregão em queda de 1,15% após dois dias seguidos em alta.

    O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou esta sexta-feira em alta de 1,95%, com 86.719 pontos. O último pregão da semana fechou com valorização das ações das empresas de grande porte, chamadas de blue chips. 

    Petrobras encerrou com alta de 4,76%, Vale teve crescimento de 1,54%, Itaú se valorizou 1,33% e Bradesco, alta de 1,19%. O índice B3 segue positivo no acumulado de outubro, com valorização até hoje de 8%.

    Ministro do STF concede domiciliar para mães e grávidas envolvidas com tráfico

    O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta quinta-feira (25) prisão domiciliar a presas por tráfico de drogas que tiverem filhos de até 12 anos ou estiverem grávidas. Lewandowski também autorizou prisão domiciliar para as presas que forem mães e tiverem sido condenadas em segunda instância, mas ainda sem condenação definitiva – ou seja, que ainda podem recorrer.

    A decisão foi dada efetivamente para uma mulher condenada em segunda instância e nove presas por tráfico. Mas, no entendimento do ministro, todas as mulheres presas por tráfico e condenadas em segunda instância também têm direito ao benefício.

    Central do Cidadão de Santa Cruz completa 12 anos

    A Central do Cidadão de Santa Cruz completou 12 anos de funcionamento nesta sexta-feira (26). Veja algumas imagens de confraternização entre os funcionários.

    Eleitor que faltar à votação poderá justificar ausência pela internet; saiba como fazer

    O eleitor que faltar à votação de segundo turno, no próximo dia 28, ou que não tenha comparecido às urnas no primeiro turno, no último dia 7, poderá justificar a ausência pela internet, no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    No sistema, ele deverá informar número do título eleitoral, nome completo, data de nascimento, e-mail e o motivo da abstenção, anexando cópia digital de ao menos um documento que comprove por que não foi votar.

    Entre os documentos aceitos, estão:
    • atestado médico;
    • bilhete de viagem;
    • declaração do empregador comprovando trabalho em regime de plantão no dia da votação.
    Caberá ao juiz eleitoral analisar o motivo e o comprovante para aprovar a justificativa.

    Tribunal de Justiça declara inconstitucional lei de 2013 que criava cargos comissionados sem especificações em São José do Campestre

    O Tribunal de Justiça, reunido em sessão plenária dessa quarta-feira, 24, à unanimidade de votos de seus membros, declarou inconstitucional a Lei nº 693/2013, do Município de São José do Campestre, que criou diversos cargos comissionados sem especificações das atribuições e competências, bem como, de vários órgãos, com aumento de despesa, sem constar regras de organização e funcionamento.

    Os desembargadores atribuíram efeitos retroativos à declaração de inconstitucionalidade e sem modulação dos seus efeitos, nos termos do voto da relatora, desembargadora Zeneide Bezerra. Eles observaram que o ato que criou os diversos órgãos na administração municipal acarretou aumento de despesa, o que é vedado pelas Constituições Estadual e Federal.

    A Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 2016.010602-6 foi proposta pelo procurador-geral de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte contra o Município de São José do Campestre e a Câmara Municipal de São José do Campestre. Nela, foi alterada a estrutura administrativa do Poder Executivo local, inserindo o anexo I à Lei Municipal nº 442/1997.

    Ou seja, a lei em questão dispôs sobre a criação de órgãos e de diversos cargos públicos de provimento em comissão, sem especificar, contudo, as atribuições e competências deles, em patente violação do arts. 37, incisos VI e XV, e art. 46, §1º, inciso II, todos da Constituição do Estado do Rio Grande do Norte.

    Não observância às regras legais

    O MP argumentou que a Lei instituiu uma gratificação a ser paga aos servidores efetivos que estivessem acumulando o exercício de suas funções com as de um cargo comissionado que eventualmente viessem a ocupar, sem determinar a devida observância às regras constitucionais que regem a acumulação de cargos e/ou funções na Administração Pública.

    O PGJ do RN denunciou também que a Lei reserva ao Chefe do Poder Executivo, diante de cada caso concreto, a fixação do valor a ser pago a título da referida gratificação, atribuição que viola o princípio da legalidade.

    Por isso, requereu fosse julgado procedente o pedido, com a declaração de inconstitucionalidade da Lei nº 693, de 25 de fevereiro de 2013, do Município de São José do Campestre. As autoridades responsáveis pelo ato foram notificadas para prestarem informações, mas mantiveram-se inertes.

    Sem referência às atribuições

    Para a relatora, uma lei que nomina um cargo e lhe confere remuneração, sem, todavia, atribuir-lhe um plexo de competências, nada fez ou criou, por que entende que criar um cargo público é, na verdade, originar o menor centro de atribuições cometidas a um servidor na estrutura administrativa.

    Desembargadora Zeneide Bezerra entende que a norma em questão não tem o condão de criar cargos públicos, eis não haver relacionado as devidas atribuições e/ou competências; no máximo, é indicativo da intenção de fazê-lo.

    Ela também considerou que, apesar do texto constitucional não fazer referência expressa à especificação das atribuições, esta circunstância é primordial à criação de cargos públicos, porque lhes é inerente. “Assim, resta evidente que o dispositivo legal questionado padece de inconstitucionalidade, por violar a norma supra”, decidiu.