• Últimas Notícias

    sexta-feira, 19 de outubro de 2018

    Dólar volta a recuar ante real com exterior e vantagem de Bolsonaro

    SÃO PAULO (Reuters) - O dólar operava em queda ante o real nesta sexta-feira após sofrer correção na véspera, com o otimismo do mercado em torno da eleição presidencial voltando a prevalecer e acompanhando a trajetória no exterior ante divisas de países emergentes.

    Às 10:34, o dólar recuava 0,38 por cento, a 3,7107 reais na venda, depois de terminar a véspera em alta de 1,16 por cento, a 3,7250 reais, interrompendo sequência de três quedas.

    O dólar futuro tinha baixa de cerca de 0,30 por cento.

    "Quando a moeda recua abaixo de 3,70 reais, acaba atraindo comprador. Mas há potencial para ela cair mais e beliscar os 3,50 reais com as eleições, dependendo dos nomes da equipe técnica", disse o gerente de câmbio da Treviso Corretora, Reginaldo Galhardo.

    Na mínima da sessão, pouco depois da abertura, o dólar chegou a ultrapassar 1 por cento de retração, a 3,6878 reais, para pouco a pouco recuperar o nível de 3,70 reais.

    Levantamento Datafolha divulgado na véspera mostrou que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) tem 59 por cento dos votos válidos, contra 41 por cento do petista Fernando Haddad, ratificando resultado apontado por outras pesquisas desde o primeiro turno.

    Ainda segundo o instituto, Haddad apresenta uma taxa de rejeição de 54 por cento, enquanto Bolsonaro tem 41 por cento.

    Levantamento da XP Investimentos divulgado nesta sessão também confirmam a dianteira de Bolsonaro, com Bolsonaro 16 pontos à frente de Haddad.

    Sindifern diz que Governo do RN arrecadou R$ 518 milhões em setembro

    O Sindicato dos Auditores Fiscais do Rio Grande do Norte (SINDIFERN) anunciou nesta semana o resultado da arrecadação do mês de setembro. Foram R$ 518.268.970,00 em ICMS, IPVA e ITCD. Os números mostram evolução da arrecadação própria do Estado.

    No primeiro semestre, foram arrecadados mais de R$ 2,7 bilhões, superando em mais de R$ 200 milhões o mesmo período do ano anterior. Crescimento real de 4,8%. Em julho, novo recorde: passou de R$ 551 milhões e segue a arrecadação mensal superando meio bilhão.

    Governo do RN divulga resultado preliminar da prova objetiva do concurso da PM

    O Governo do Rio Grande do Norte, através da Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos (SEARH), divulgou nesta sexta-feira, 18, o resultado preliminar da prova objetiva do concurso público para o provimento de vagas do quadro de praças da Polícia Militar. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE).

    Segundo o governo, os candidatos poderão interpor recurso contra o resultado preliminar da Prova Objetiva, a partir das 8h desta segunda-feira, 22, até às 18h da terça-feira, 23, considerando-se o Horário do Estado do Rio Grande do Norte, em link disponível no site www.ibade.org.br.

    O certame teve 12.841 candidatos inscritos. Foram disponibilizadas mil vagas, sendo 938 para o sexo masculino e 62 para o feminino. O salário inicial, após formação, é de R$ 2.904,00.

    Confira aqui o resultado.

    Cremern aplica pena disciplina de Censura Pública a profissional médico do estado

    O médico Glauber Bezerra Carvalho é alvo de uma Censura Pública aplicada formalmente pelo Conselho Regional de Medicina do Estado do RN (Cremern).

    O Edital oficializando tal sanção é veiculado nesta sexta-feira (19) por intermédio do Diário Oficial do Estado.
    O Edital tratando da pena disciplinar é assinado pelo presidente do colegiado, Marcos Lima de Freitas.

    A redação é a seguinte:

    O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte - CREMERN, em conformidade com o disposto na Lei nº 3.268/1957, regulamentada pelo Decreto nº 44.045/58, tendo em vista a decisão prolatada nos autos do Processo Ético-Profissional nº 007/2013, julgado pelo Pleno do Tribunal Regional de Ética Médica do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte, torna pública a penalidade de “CENSURA PÚBLICA EM PUBLICAÇÃO OFICIAL”, prevista na alínea “c” do artigo 22 do aludido diploma legal, ao médico GLAUBER BEZERRA CARVALHO, inscrito neste Conselho sob o nº 5.150, por infração aos artigos 19 (dezenove) e 52 (cinquenta e dois) do Código de Ética Médica (Resolução CFM nº 1.931/2009).

    Estrategista digital de Bolsonaro critica narrativa do PT

    Estrategista digital de Bolsonaro critica narrativa do PT
    Marcos Carvalho, dono da agência AM4, garantiu que a campanha de Jair Bolsonaro por WhatsApp não usa recursos privados.

    Segundo o estrategista digital, o PSL já tem 300 mil filiados, que atuam voluntariamente na replicação do conteúdo digital.

    “Quem tem o apoio de milhões de brasileiros não precisa pagar”, diz Marcos Carvalho.

    Ele acrescentou:

    Não temos necessidade de gastar um centavo com impulsionamento.

    A campanha do PSL também rejeita a acusação da Folha de que “uma das ferramentas usadas pela campanha de Bolsonaro é a geração de números estrangeiros automaticamente por sites como TextNow, e que funcionários e voluntários dispõem de dezenas de números assim, que usam para administrar grupos ou participar deles”.

    O estrategista digital da campanha de Jair Bolsonaro (PSL) concluiu:

    A informação é falsa. O engajamento do eleitorado de Jair Bolsonaro nas redes sociais não é recente, tampouco surpreendente. É diretamente proporcional ao seu desempenho nas urnas – em primeiro turno, foram mais de 49 milhões de votos.

    Adaptado da fonte Antagonista

    Governo encontra 1.246 trabalhadores em condições análogas às de escravo

    O Ministério do Trabalho informou nesta quinta-feira (18) que seus auditores-fiscais encontraram 1.246 pessoas em situações análogas às de escravo entre janeiro e a primeira quinzena de outubro de 2018. O número, segundo o governo, é 93% maior do que o registrado em todo o ano passado (645 casos).

    As informações sobre o combate ao trabalho análogo constam do Radar do Trabalho Escravo, da Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), uma ferramenta de consulta pública aos resultados consolidados da inspeção do trabalho no Brasil.

    De acordo com dados oficiais, Minas Gerais foi o estado em que foi encontrado o maior número de trabalhadores em situação análoga à de escravidão (754), seguido do Pará (129) e Mato Grosso (128).