• Últimas Notícias

    terça-feira, 24 de abril de 2018

    Greve da Educação: desembargador homologa acordo entre Estado e o Sinte/RN

    O desembargador Glauber Rêgo, do Tribunal de Justiça do RN, homologou acordo entre o Estado do Rio Grande do Norte e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública do Rio Grande do Norte (Sinte/RN) para o fim da greve na rede estadual de Educação.

    O acordo foi construído durante audiência de conciliação presidida pelo magistrado no último dia 11 de abril. Em sua decisão, o desembargador Glauber Rêgo aponta que as partes manifestaram concordância com os termos da proposta por ele apresentada.

    “É de ressaltar a louvável postura conciliatória adotada por ambas as partes, que empreenderam relevantes esforços na busca por uma solução consensual do conflito, esta que, indubitavelmente, beneficia não apenas a categoria profissional interessada, mas também a sociedade potiguar como um todo”, anota Glauber Rêgo.

    Polícia Federal cumpre mandados no Congresso contra parlamentares do PP

    O presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), e o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) são os principais alvos de uma operação da PF (Polícia Federal) realizada nesta terça-feira (24) no Congresso Nacional. Os mandados de busca e apreensão contra os dois, que estão sob sigilo, foram autorizados pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin, responsável por ações da Operação Lava Jato na mais alta Corte do país.

    Também há um mandado de prisão contra um ex-deputado. Segundo o jornal “Folha de São Paulo”, o alvo seria Márcio Junqueira, que atuou na Câmara, como suplente, na última legislatura, em períodos entre 2013 e 2014.

    Advogados dão nota três para Justiça brasileira, aponta Fundace/USP

    Em um índice que varia de 0 a 100 pontos, os advogados brasileiros dão nota 31,7 para a confiança que possuem na Justiça brasileira.

    Este é o resultado apontado pelo indicador final do Índice de Confiança dos Advogados na Justiça (ICAJ), pesquisa elaborada desde 2010 pela Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia (Fundace), ligada aos professores da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP), da Universidade de SP (USP).

    A pesquisa é coordenada pelos professores Claudio de Souza Miranda e Marco Aurélio Gumieri Valério, da FEA-RP/USP, transmite informação da assessoria de imprensa.

    O resultado indica uma leve evolução em comparação com a sondagem anterior, realizada em 2014, quando o indicador atingiu 30,8 pontos.

    Já na comparação com a primeira pesquisa, divulgada em 2011, houve queda de um ponto, com o indicador reduzindo de 32,7 para 31,7.

    Empresário tem apoio rejeitado para eleição suplementar em São José do Campestre

    O ex-prefeito de São José do Campestre e empresário Junior Paiva não está conseguindo agregar seu apoio político em nenhuma das chapas que compõem situação e oposição para a eleição suplementar que elegerá o próximo prefeito no dia 03 de junho.

    A informação foi repassada a este blogueiro por fontes das duas pretensas chapas a serem chanceladas no próximo dia 30. A princípio a chapa de situação que possivelmente terá como candidatos, o atual prefeito interino Neném Borges (PMDB) e tendo como vice-prefeito o empresário na área de transportes, Eribaldo Lima (PHS), dispensaram qualquer possibilidade de receber apoio político de Junior Paiva.

    Já a oposição que apresentará em convenção, também no final do mês, a chapa encabeçada pelo vereador Luciano Xavier (PRB) e que terá como vice-prefeito, o empresário na área de transportes, Afrísio Neto (PSB), também enfrentam discordâncias quanto ao apoio oferecido pelo empresário e ex-prefeito.  Segundo uma fonte de dentro da coordenação, houveram intermediações para possível apoio mas, um não veio do líder supremo (Dr. Laércio) ao ver a revolta nas redes sociais e um racha dentro do próprio sistema oposicionista e brecou qualquer chance de receber o aval por parte do ex-prefeito.

    Sendo assim, nem adiantou o cupido do ex-prefeito andar divulgando nas ruas o apoio por hora rejeitado. O melhor é botar a viola no saco e esquecer Campestre.