• Últimas Notícias

    sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

    Padre se assume gay e diz que isso o torna um “sacerdote melhor”

    Quando o sacerdote Gregory Greiten admitiu ser homossexual durante sua homilia no último domingo, uma fiel levantou-se do banco e gritou: “Deus te abençoe, padre!”. Ele conta que, dentro de minutos toda a congregação da paróquia de Santa Bernadete, no estado americano do Milwaukee, o estava aplaudindo, muitos de pé.

    Após o apoio que diz ter recebido dos fiéis, Greiten escreveu um longo texto sobre o assunto para a revista National Catholic Reporter, uma das mais influentes dos EUA.