• Últimas Notícias

    quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

    Marinha decide comprar porta-helicópteros de ataque por R$ 350 milhões

    Resultado de imagem para Marinha decide comprar navio de ataque por R$ 350 milhões
    O próximo navio-líder da força naval do Brasil será um porta-helicópteros e também um navio de combate anfíbio, o HMS Ocean-L2, da Marinha Real inglesa. Em operação há 20 anos, o gigante de 203 metros e 21,5 mil toneladas terá a compra negociada por um bom preço, coisa de 84,6 milhões de libras esterlinas, pouco mais de R$ 350 milhões, a serem pagos em parcelas. Com essa aquisição, fica afastada a possibilidade de um eventual programa de recuperação do porta-aviões NAe A-12 São Paulo, desativado há 10 meses. A revitalização e modernização custariam mais de R$ 1,2 bilhão.

    O Ocean ainda está ativo no Reino Unido. Só será recolhido à base de Devonport a partir de março de 2018, quando o contrato bilateral já estará concluído. A autorização para que a Marinha dê início aos entendimentos foi comunicada pelo Ministério da Defesa ao almirantado há cinco dias, segundo o site Forças de Defesa, que revelou a decisão.

    O navio leva 18 helicópteros de vários tipos, entre os quais os preparados para missões antissubmarino, de ataque e apoio à tropa. Na Marinha inglesa, o L2 é empregado em ações expedicionárias. Pode ser rapidamente modificado para realizar missões humanitárias, por exemplo, em casos de catástrofes naturais. 

    Agência Estado

    Indústria suíça se prepara para ter produção de armas em Pernambuco

    A multinacional Ruag, de origem suíça, é a primeira empresa estrangeira a receber aval para se estabelecer no Brasil, numa abertura do mercado armamentista feita pelo governo Temer. Outras indústrias, como a austríaca Glock e a checa CZ, estão em processo de negociação para aportarem no país. O aval foi dado pela Casa Civil da Presidência, que recebeu a atribuição de aprovar a vinda de empresas do setor para o Brasil. A tarefa, até o ano passado, era do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. A instalação é deferida pela Casa Civil após parecer do Exército, elaborado em conjunto com a Defesa.

    Com autorização do governo desde setembro passado, a Ruag se prepara para instalar uma fábrica de munições possivelmente em Pernambuco, estado do atual ministro da Defesa, Raul Jungmann. Segundo o Exército, a abertura do mercado ocorreu por uma necessidade de ter competitividade e mais qualidade para as forças de segurança, que se queixam de poucas opções no mercado interno. A Glock é fornecedora antiga, por exemplo, da Polícia Federal.

    Cantor Naldo é preso por porte ilegal de arma e agredir Mulher Moranguinho

    Resultado de imagem para cantor naldo é preso
    O cantor Naldo Benny foi solto após pagamento de fiança, nesta quarta-feira. O valor da fiança não foi informado. Naldo havia sido preso em flagrante por porte ilegal de arma após denúncia de agressão pela mulher, a ex-dançarina Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho. A agressão aconteceu no último sábado e Naldo foi preso em casa, nesta quarta-feira, após uma busca realizada na residência do cantor, na Freguesia, Zona Oeste do Rio. De acordo com a ex-dançarina, Naldo a teria agredido com socos, tapas e puxões de cabelo após uma discussão por ciúmes. Ellen já passou por exame de corpo de delito. Ainda segundo a ex-dançarina, Naldo tinha uma casa uma arma não registrada.

    "Não estou preso, não. Tem um equívoco aí", disse Naldo ao EXTRA, assim que deixou a delegacia.

    Em busca realizada pela Delegacia de Atendimento a Mulher (DEAM) Jacarepaguá foi até a casa do cantor e realizou buscas no local. Uma pistola calibre 7,65 sem registro e munição foram encontradas na residência e Naldo foi levado à delegacia autuado em flagrante. Ele acompanhou as buscas e informou que só falaria em juízo.

    Partido de Bolsonaro bate recorde de filiados

    Resultado de imagem para bolsonaroO Patriota, antigo PEN, atingiu em outubro seu número recorde de filiados: 75.369, segundo registro da coluna Expresso, da Época.

    Esse número ainda vai crescer até as eleições do ano que vem, inclusive com a adesão de parlamentares.

    Maiara, dupla de Maraisa, é atropelada em Goiânia e sofre fratura no tornozelo

    Maiara & Maraísa no Festeja Belo Horizonte (Foto: Reprodução/TV Globo)
    Maiara, dupla sertaneja e irmã de Maraisa, fará show com a perna imobilizada por cerca de um mês. Segundo a assessoria da cantora, ela está de bota de gesso após ser atropelada em Goiânia na última semana.

    “Ela estava atravessando a rua para ir ao escritório. Um cara mexendo no celular a atropelou. Ele estava em baixa velocidade”, explicou a assessoria, garantindo que está tudo bem com a cantora.

    Embora a recomendação médica seja para Maiara fazer o máximo de repouso, os shows agendados da dupla seguem como programados. Maiara e Maraisa tem 17 apresentações programadas para o mês de dezembro. Com informações do portal G1

    TRT passa a emitir gratuitamente certidão pela internet no RN

    O Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte (TRT/RN) emitirá sem custo certidões sobre ações trabalhistas que tramitam nas Varas do Trabalho e na sede do órgão.

    A novidade foi apresentada nesta terça-feira (5) pela presidente do TRT-RN, desembargadora Auxiliadora Rodrigues e pelo diretor do fórum trabalhista de Natal, juiz Dilner Nogueira.

    O sistema de emissão de certidões já entrou em funcionamento e está disponível no endereço eletrônico http://www.trt21.jus.br/html/certidaotrabalhista.asp.

    Antes, a emissão desse documento só era feita mediante a presença física do interessado que, além de recolher uma taxa de R$ 5,53 por certidão ao Tesouro Nacional, era obrigado a esperar pelo menos dois dias para receber o documento.

    Agora, esse tipo de certidão é liberada em minutos, sem qualquer custo para o interessado.

    Após absolver Lula, TSE também rejeita multar Bolsonaro por campanha antecipada

    Resultado de imagem para lula e bolsonaroO Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nessa terça-feira (5) rejeitar representação do Ministério Público Eleitoral (MPE) para multar o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) por suposta propaganda eleitoral antecipada.

    Pouco antes, o TSE também negou pedido para multar o ex-presidente Luiz Inácio da Silva por suposta propaganda eleitoral antecipada, em outra representação do MPE, desta vez por um vídeo, publicado em junho, que mostra o ex-presidente fazendo exercícios físicos e uma música ao fundo chamada “estou voltando”.

    Na representação contra Bolsonaro, o MPE pediu a aplicação de multa pela veiculação de um vídeo na internet no qual o deputado é recepcionado por apoiadores ao chegar em aeroportos, fazendo menção à sua candidatura às eleições presidenciais de 2018.

    Por maioria, a Corte seguiu voto proferido pelo relator, ministro Admar Gonzaga. O ministro entendeu que não há ilegalidade na veiculação de um vídeo. Para o ministro, a propaganda eleitoral antecipada estaria caracterizada somente com pedido explícito de voto, fato que não ocorreu nas imagens.

    O voto do relator foi acompanhado pelos ministros Tarcísio Veira, Jorge Mussi, Luiz Fux e Napoleão Maia. Gilmar Mendes e Rosa Weber votaram pela aplicação de multa por entenderem que houve a propagada antecipada.

    Agência Brasil