• Últimas Notícias

    terça-feira, 28 de novembro de 2017

    Cortes de investimentos podem deixar o Brasil sem previsão do tempo

    Todos eventos climáticos e meteorológico do Brasil hoje em dia passam pelo poderoso, porém já velho, Tupã. Mas calma, ainda não substituímos a ciência pela cosmovisão indígena: o Tupã em questão é o supercomputador instalado no Centro de Previsão de Tempo e Meteorologia (Cptec), na cidade de Cachoeira Paulista, interior de São Paulo. O único voltado à previsão do clima.

    Com capacidade de realizar 258 trilhões de cálculos por segundo, Tupã foi adquirido como um dos 30 computadores mais velozes do mundo. Mas isso em 2010. Hoje, sete anos depois, não está mais nem entre os 500 primeiros, e agoniza os últimos cálculos de sua produtiva carreira. “É a história do carro velho. A chance de quebrar só aumenta com o tempo. Com um computador é a mesma coisa”, conta Gilvan Sampaio, chefe de operações do Cptec.

    Procuradores da Lava Jato pedem que eleitor vote em 2018 na agenda anticorrupção

    Procuradores da República que integram as forças tarefas da Operação Lava Jato em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro se reuniram nessa segunda-feira (27), na sede da Procuradoria da República no Rio de Janeiro para avaliar as formas de atuação, tecnologias empregadas nas investigações e fatores que estimulam a corrupção no país. Ainda no encontro, também discutiram métodos de integrar as ações nas três cidades.

    Ao fim do evento, divulgaram um documento chamado de Carta do Rio, no qual apontam a necessidade do aperfeiçoamento da legislação no combate à corrupção no Brasil e incentivam a sociedade a acompanhar o desempenho dos parlamentares da atual legislatura e a incluir o critério da anticorrupção nas escolhas dos deputados e senadores que serão eleitos para o próximo Congresso.

    PRF lança novo sistema que visa a agilizar a localização de veículos roubados

    Resultado de imagem para O sistema Sinal, da Polícia Rodoviária Federal (PRF)O sistema Sinal, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), entra em vigor nesta terça-feira (28) em substituição ao antigo Sinarf/Alerta. O objetivo é aumentar a agilidade para encontrar veículos oriundos de furtos e roubos cometidos nas rodovias federais que cortam o Estado.

    Segundo a PRF, o sistema, inicialmente, funcionará pela internet. Após realizar cadastro do veículo no site da PRF, o sistema, por meio de mensagens “pop-up”, avisará os policiais em até 100 quilômetros do local da ocorrência sobre o roubo.

    Para a inclusão do registro, a vítima deve acessar o ícone “Sinal” pelo portal da PRF ou diretamente pelo link www.prf.gov.br/sicop/sinalwww.prf.gov.br/sicop/sinal. Após conclusão do preenchimento do formulário, o registro automaticamente será reportado aos policiais nas consultas dos sistemas da corporação.