• Últimas Notícias

    sexta-feira, 3 de novembro de 2017

    Petrobras anuncia reajuste nos preços do gás de cozinha

    Resultado de imagem para aumento do gas de cozinhaA Petrobras divulgou nota nesta sexta-feira (3) anunciando que, de acordo com a nova política de preços da companhia, reajustou os preços do gás liquefeito de petróleo para uso residencial, envasado pelas distribuidoras em botijões de até 13 kg (GLP P-13), o gás de cozinha, em 4,5%, em média. O reajuste entra em vigor à zero hora de 05 de novembro de 2017, próximo domingo.

    O reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no Hemisfério Norte. A variação do câmbio também contribuiu.

    O ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a companhia estima que o preço do botijão de GLP P-13 pode ser reajustado, em média, em 2,0% ou cerca de R$ 1,21 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos.

    O último reajuste ocorreu em 11 de outubro de 2017. A alteração atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial/comercial.

    Jornal do Brasil

    Papa considera permitir padres casados na Amazônia, diz jornal

    O Papa Francisco permitiu que seja aberta uma discussão na Igreja Católica sobre a possível suspensão parcial do celibato para os padres, segundo fontes do Vaticano ouvidas pelo jornal “Il Messaggero”. A proposta inusitada dentro do tradicionalismo católico teria vindo do cardeal brasileiro Claudio Hummes, que tem uma próxima relação com o Pontífice e quer encontrar uma solução prática e definitiva para a falta de padres na região amazônica. O tema tabu poderá ser discutido no sínodo de 2019.

    De acordo com a imprensa italiana, os bispos de toda a região amazônica foram convocados para encontrar uma nova estrada para a evangelização. O projeto defendido por Hummes, presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia, seria que homens fiéis casados pudessem ser nomeados a cargos de administração espiritual das suas comunidades, que muitas vezes ficam em áreas isoladas e de difícil acesso, evitando, assim, que o celibato continue a ser um dogma indiscutível em Roma.

    O celibato de padres não é considerado um dogma católico, mas sim uma disciplina. Isso significa que não é uma verdade revelada pela fé, uma vez que por diversos séculos os sacerdotes puderam se casar e ter filhos.

    Os relatos são de que, nos últimos dias, Dom Erwin Krautler, secretário da Comissão Episcopal para a Amazônia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), falou sobre a urgência de lidar com a questão amazônica. O assunto teria sido tratado diretamente com o Papa Francisco, segundo a agência austríaca Kna, que teria respondido a Krautler que pedisse aos bispos para formular propostas válidas sobre o tema.

    Milionário paga R$ 32 mil por dose de uísque e descobre que era falso

    Imagine uma garrafa de uísque datada de 1878. Não é preciso ser entendedor da bebida para aceitar que esse é um item raro. Foi isso também que pensou um milionário chinês que gastou a bagatela de R$ 32 mil por uma dose do líquido.

    De acordo com matéria publicada pela BBC, o hotel Waldhaus Am See, que fica na Suíça, recebeu analistas após a autenticidade do “single malte”, da marca Macallan, ter sido questionada. Por meio de testes de datação de carbono, eles atestaram que dificilmente a bebida tenha sido destilada antes de 1970.

    Somado a isso, ainda ficou provado que a composição era de 60% malte e 40% grãos, o que também fez com que ele perdesse a classificação de “single malte”. O valor pago — o mais caro já cobrado por uma dose de uísque — foi devolvido ao cliente: Zhang Wei, de 36 anos, um dos escritores mais bem-sucedidos na China. Ele havia experimentado a bebida em julho.

    Metrópoles

    Campestre: MP faz recomendação para que prefeita Alda Romão demita urgentemente todos os contratados e comissionados e dá prazo de 90 dias para realização de concurso público

    O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, por intermédio deste Órgão signatário, no exercício das atribuições, no uso das atribuições conferidas pelo art. 127, caput e 129, da Constituição Federal de 1988, nos arts. 22, XXI, e 34, IX, da Lei Complementar Estadual nº 141/96, que estabelece a Lei Orgânica do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte e, ainda:

    CONSIDERANDO que incumbe ao Ministério Público a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis, nos termos do artigo 127 da Constituição Federal;

    CONSIDERANDO que os entes da federação tem o dever de controlar e regular suas despesas e receitas, sob pena de desequilíbrio orçamentário e financeiro e, consequentemente, endividamento, o que desencadeia total insegurança em todas as instituições que o compõem;

    Continue a leitura no link abaixo