• Últimas Notícias

    sábado, 19 de agosto de 2017

    Justiça condena a Igreja Mundial do Poder de Deus por prática de trabalho infantil na Paraíba

    A Segunda Turma de Julgamento do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) condenou a Igreja Mundial do Poder de Deus a pagar R$ 100 mil por prática de trabalho infantil. O relator do processo foi o desembargador Edvaldo de Andrade, e a decisão da juíza Ana Cláudia Jacob, substituta da 6ª Vara do Trabalho de João Pessoa.

    Na decisão, a juíza afirma que as provas no processo mostram que “não se trata de um fiel que, espontaneamente e em nome de convicção religiosa, colocou seus serviços à disposição da igreja. Trata-se de uma criança que, aos 14 anos de idade, deixou de estudar e passou a residir nas dependências da igreja e a trabalhar em diversas tarefas não só ligadas a práticas litúrgicas, como presidir cultos e louvores, mas também a exercer tarefas pertinentes à área administrativa e operacional, como, por exemplo, fazimento de relatórios semanais dos valores recolhidos dos fiéis, a título de ‘oferta’, inclusive estando obrigado a participar de reuniões e a ajudar na limpeza do salão, incluindo os banheiros, em que aconteciam os cultos”.

    A juíza afastou a tese apresentada pela igreja de serviços voluntários. “Os pastores, dentre os quais o reclamante, estavam sujeitos a cobranças para o atingimento de metas de arrecadação”. Uma testemunha afirmou que existem metas de arrecadação fixadas por igreja, e a cobrança é feita pela sede, em São Paulo ao bispo estadual, que por sua vez cobra as metas de cada igreja de bairro. Se as metas não fossem atingidas, o pastor poderia ‘perder a igreja’ ou ser rebaixado a auxiliar.

    Funcionário fantasma: Ministra autoriza PGR a interrogar Agripino Maia

    Resultado de imagem para josé agripino nas manifestações
    O presidente do DEM e senador José Agripino Maia (RN) é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) que apura crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

    A suspeita é que Agripino tenha empregado funcionário fantasma em seu gabinete e que, em datas próximas ao dia do pagamento, a pessoa fez saques em espécie e depósitos na conta de um primo do parlamentar.

    Autor do pedido de investigação, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, propôs uma série de diligências à ministra Rosa Weber, relatora do caso, incluindo o interrogatório de Agripino.

    A defesa do senador recorreu à ministra para que o depoimento seja feito exclusivamente pela Polícia Federal. Rosa Weber indeferiu o pedido.

    “A oitiva do senador investigado pode ser efetivada tanto perante o órgão do Ministério Público quanto perante a autoridade policial”, afirmou em sua decisão.

    Época

    Santacruzense Ciro Bad Boy nocauteia americano em menos de dois minutos na luta principal do LFA

    O Brasil conseguiu uma importante vitória no Legacy Fighting Alliance nesta noite de sexta-feira. O Santacruzense Ciro “Bad Boy” Rodrigues é o protagonista dessa grande luta conseguindo nocautear o ex-UFC David Michaud, no primeiro round, em menos de dois minutos de luta. 

    Ciro Bad Boy aniquilou o americano no 1º round
    Mesmo distante de sua terra natal, os torcedores em Santa Cruz acompanharam essa vitória do seu ilustre conterrâneo através do canal de esportes, EI Interativo, direto dos Estados Unidos. 

    Esta é a terceira vitória consecutiva de “Bad Boy” desde que ele subiu para os meio-médios. Ele havia derrotado anteriormente Antônio Domingos e Edilberto “Crocotá”.