• Últimas Notícias

    quarta-feira, 5 de julho de 2017

    Polícia Rodoviária Federal reduz policiamento em estradas por falta de verbas

    A Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou redução nas atividades de policiamento das estradas federais por falta de verbas. Em nota divulgada na noite de terça-feira (4), a corporação anunciou diminuição imediata do patrulhamento com viatura, suspensão de resgates aéreos e fechamento de unidades.

    A PRF diz que os cortes de serviços decorrem de um contingenciamento de verbas decretado pelo governo federal em março deste ano, e que buscará diminuir o prejuízo no atendimento de ocorrências emergenciais.

    Medidas

    Suspensão, a partir do quinta-feira (6), dos serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais;
    Suspensão imediata das atividades aéreas (policiamento e resgate aéreo);
    Redução imediata dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento;
    Desativação de unidades operacionais.
    Alteração do horário de funcionamento das unidades administrativas, com priorização de atendimento ao público entre 9h e 13h;

    “Frente ao caráter temporário do contingenciamento, as medidas adotadas foram selecionadas de maneira que impactem o mínimo possível a atividade finalística do órgão e que possam ter reversão sem prejuízos à administração quando da recomposição orçamentária”, diz trecho da nota divulgada.

    De acordo com a PRF, será estipulado um cronograma para desativar unidades operacionais, conforme planejamento regional. O policiamento destas áreas que ficarem descobertas será feito por outras unidades operacionais.

    A PRF informou ainda que, em conjunto com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, negocia com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para que o orçamento seja recomposto o mais breve possível. G1

    Morrem PM, ladrão e cliente de bar na Grande Natal após tentativa de assalto

    O Policial Militar Gean Cléber, 45 anos, foi morto na noite desta terça-feira (4) após ter reagido a uma tentativa de assalto em um bar próximo a um posto de gasolina em Macaíba, na Grande Natal. O cabo era lotado no 11º Batalhão da Polícia Militar, em Macaíba, e estava fora do serviço.

    O PM reagiu trocando tiros com os criminosos e foi alvejado. Uma cliente também foi baleada. Ela socorrida para UPA de Macaíba, mas não resistiu e morreu. Um dos bandidos foi morto com os disparos.

    Gean é o 14º PM assasinado no Rio Grande do Norte somente este ano, o caso mais recente ocorreu na segunda-feira (3) com o assassinato do PM Noberto Souza, no bairro das Quintas. Noberto morreu com oito tiro nas costas e um na cabeça. Abelhinha.com