• Últimas Notícias

    terça-feira, 4 de julho de 2017

    Após confronto, PM apreende material usado por quadrilha suspeita de explodir bancos

    Duas espingardas calibre 12, uma pistola calibre 9mm, bem como munições e coletes a prova de balas foram apreendidos na Baixa da Coruja, no Jardim Lola, em São Gonçalo do Amarante.

    No local, os policiais também encontraram roupas camufladas, fios usados para detonação de explosivos e ainda grampos que são jogados para furar pneus de carros durante fugas.

    O BPChoque informou que os bandidos que trocaram tiros com os policiais são suspeitos de atuar na explosão de caixas eletrônicos, inclusive, são suspeitos de terem agido na cidade de Monte Alegre, na madrugada desta segunda-feira (3).

    Após a troca de tiros na Baixa da Coruja, os bandidos conseguiram escapar do cerco policial por uma área de mangue. (Portal BO)

    Empresa dos EUA promete lançar carne artificial em 2018

    Resultado de imagem para carne sintética

    Alimentos serão produzidos por meio de células-tronco

    A empresa norte-americana Hampton Creek, especializada em criar maionese vegana, anunciou que lançará até o fim do próximo ano uma carne sintética para comercializar em supermercados. "Até o final do próximo ano, nós vamos ter algo no mercado. Será de muita ajuda o fato de colocarmos os nossos produtos nas lojas em vez de ter de começar as relações do zero", explicou o CEO da companhia, Josh Tetrick. 


    Mundialmente, já existem várias empresas que estão trabalhando para produzirem carne sintética. No entanto, apenas a "Memphis Meats" havia anunciado que iniciaria a produção e faria a comercialização do alimento apenas em 2021. A produção de frango e pato sintéticos teria um custo de US$6 mil. 

    "As empresas tradicionais de carne poderiam se tornar investidores significativos. Estamos em contato com muitas delas no mundo inteiro. Espero que uma ou duas parcerias se materializem em breve", acrescentou Tetrick. 

    O desafio para todas as empresas não é conseguir produzir a carne a partir de células-tronco individuais, mas fazer o produto ter um preço competitivo no mercado. Em 2013, o pesquisador holandês Mark Post apresentou pela primeira vez um hambúrguer sintético. O alimento tinha meio quilo de carne produzida em laboratório e teve custo de U$1,3 milhão. 

    A produção da carne é feita a partir de células retiradas do músculo animal e cultivadas in vitro até formarem filamentos de tecido. No entanto, os cientistas da Hampton Creek tentam trabalhar alternativas mais econômicas de origem vegetal.


    Sesap orienta municípios a realizarem ações contra hepatite

    Dia 28 de julho é comemorado o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais e a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) está apoiando os municípios na realização de eventos de mobilização da sociedade para o reforço ao combate à epidemia. O Programa Estadual IST, Aids e Hepatites Virais dispõe de preservativos, testes rápidos e, através de parceria com o programa Estadual de Imunização, disponibilizará aos municípios vacina para Hepatite B no dia D (28 de julho). 

    A Sesap orienta que os municípios trabalhem ações durante todo o mês de julho e façam intensificação na semana de 24 a 28.07. Mas para isso é necessário que enviem as suas programações e solicitações para os e-mails: hepaids-coordenacao@rn.gov.br e imunizacao24@gmail.com. De acordo com o responsável técnico do programa, Sergio Fabiano Cabral, “as atividades de prevenção devem ocorrer durante todo o ano em um processo contínuo, e o Dia Mundial é um momento importante para a intensificação da campanha, onde é possível fazer uma grande mobilização social para relembrar a importância do combate às Hepatites Virais e despertar na população a consciência da necessidade da prevenção, reforçando que a resposta às epidemias é responsabilidade de todos”. 

    As hepatites virais são doenças que acometem o fígado, um dos órgãos mais importantes do corpo humano. Há vários tipos, sendo as causadas pelos vírus da hepatite A, B e C os mais comuns, com manifestações variadas de acordo com cada agente etiológico. São doenças que possuem uma distribuição universal, apresentando diferenças regionais tanto na ocorrência quanto na sua magnitude. Sua importância para a saúde pública é devido ao número de indivíduos acometidos e das complicações resultantes das formas agudas e crônicas da infecção.

    Assessoria Sesap

    Mulher engole pedras de crack tentando escapar da prisão no interior do RN

    Maria do Socorro e Dayane Christina foram atuadas por tráfico de drogas, associação para o tráfico, furto de água e corrupção de menores (Foto: Divulgação Polícia Civil).
    Agentes da Delegacia Municipal de Assú, no Oeste Potiguar, prenderam na segunda-feira, 03 de julho, Maria do Socorro Nogueira, de 44 anos, e Dayane Christina do Nascimento Silva, de 19 anos, acusadas de tráfico de drogas na cidade. Com medo da abordagem, Dayane Christina engoliu algumas pedras de Crack que escondia nas partes íntimas.

    Os policiais suspeitaram da postura das suspeitas e as levaram para realizar o exame de RAIO-X, que confirmou a ingestão das pedras de crack por parte de Dayane. Os agentes levaram a jovem para Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, a fim de retirar do corpo dela as drogas ingeridas, pois havia risco de morte caso alguma embalagem das pedras de crack se rompesse.

    Segundo o Delegado Tony Cidorgeton, as duas mulheres costumam manter em seus corpos, pequenas quantidades de drogas, cientes que os policiais masculinos não realizariam a revista e a busca pessoal. Entretanto, policiais civis femininas foram acionadas para realizar a última abordagem.

    Na casa onde estavam as mulheres, os policiais encontraram uma pequena porção de maconha, que estava com um adolescente de 17 anos, vários sacos plásticos, utilizados para embalar a droga, além de “cachimbos” para o uso de Crack.

    TCE emite alertas após identificar 75 municípios acima do limite legal de gastos com pessoal no RN

    O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) identificou que 75 municípios no Rio Grande do Norte se encontram acima do limite legal de gastos com pessoal. Será necessária uma economia de R$ 187,5 milhões nos próximos meses por parte desses municípios para que as despesas voltem aos patamares exigidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O gasto total dos municípios no RN é de cerca de R$ 14 bilhões.

    Os dados do levantamento, realizado pela Diretoria de Assuntos Municipais, mostram que cerca de 45% das prefeituras do Estado estão acima do limite legal e que esse excedente totaliza R$ R$ 187.554.420,70. Algumas das maiores cidades do Estado, como a capital, Natal, Mossoró, Parnamirim, Caicó, entre outras, constam da lista. Há casos onde a receita está quase que inteiramente comprometida com as despesas de pessoal, como em São José do Campestre, que tem 76% da sua receita gasta com o pagamento de pessoal, e Cerro Corá, que chegou a 69% de comprometimento. Natal chegou a 54,9% e Mossoró a 60,37%.

    O levantamento levou à expedição, por parte do Tribunal, de 122 alertas (disponibilizados através do link http://www.tce.rn.gov.br/Alertas/Alertas) aos Municípios com dificuldades para cumprir os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Além dos 75 municípios acima do limite legal, que é de 54% com gastos de pessoal, a Diretoria de Assuntos Municipais encontrou 29 prefeituras acima do limite prudencial e outras 18 acima do limite de alerta, que é quando o TCE avisa acerca da proximidade do limite prudencial. Há 12 municípios cujos dados não estão disponíveis nem no Sistema Integrado de Auditoria Informatizada (SIAI), mantido pelo Tribunal e nem nos diários oficiais.

    Segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, os gestores cujas prefeituras estão acima do limite legal têm um prazo de dois quadrimestres para realizar adequações e diminuir o comprometimento das receitas com gastos de pessoal, sendo que um terço dessa diminuição precisa ser demonstrada ainda no primeiro quadrimestre. Entre os cortes preconizados pelo artigo 169 da Constituição Federal estão o corte de cargos comissionados e até demissão de servidores efetivos. Já os municípios acima do limite prudencial ficam proibidos de fazer novas contratações, conceder aumentos, entre outros.

    Os dados analisados pela DAM são relativos ao 6º bimestre de 2016, em relação aos municípios com até 50 mil habitantes, e ao 1º quadrimestre de 2017 - municípios com mais de 50 mil habitantes. O Tribunal de Contas abrirá processos individuais para investigar o não envio de dados por parte dos 12 municípios faltosos, além de incluir o dado na análise de contas de governo. Os processos podem ensejar a aplicação de multa.

    Veja abaixo a tabela com os números de cada município:

    Polícia do RJ prende jornalista musa suspeita de envolvimento com PCC

    Policiais civis do Rio prenderam nesta terça-feira (4), a jornalista e advogada Luana de Almeida Domingos, de 32 anos, criminosa mais procurada do Estado de São Paulo. Luana Don, como ficou conhecida, é suspeita de repassar as ordens da cúpula do PCC (Primeiro Comando da Capital) para serem executadas fora da cadeia. Segundo a investigação conjunta das policiais do Rio e de São Paulo, ela atuava como “pombo correio” da facção criminosa.

    Luana teve a prisão decretada no ano passado, pelos crimes de corrupção ativa e organização criminosa na operação Ethos, desencadeada pela Polícia Civil e pelo MP (Ministério Público).

    A foragida foi encontrada pela Desarme (Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos) em Ilha Bela, no litoral norte de São Paulo. Lá, a suspeita mantinha uma residência, que era utilizada como esconderijo. A ação que terminou com a prisão de Luana, contou com apoio da Polícia Civil de São Paulo.

    Luana Don estava no topo da lista de procurados da Polícia Civil de São Paulo, com recompensa de até R$ 50 mil por informações que levassem a sua prisão. Nos últimos meses, chegaram a circular notícias que ela estaria escondida no Rio, pelo fato de já ter vivido na cidade e pela proximidade do PCC com facções cariocas.

    Segundo a Desarme, responsável pela prisão, ela será levada para a Decade (Divisão de Vigilâncias e Capturas) na capital paulista.

    A jornalista ganhou notoriedade quando trabalhava como apresentadora de uma emissora de televisão, entre 2012 e 2015. Ela também já havia participado de campanhas publicitárias.

    Por R7

    Polícia Civil de Santa Cruz prende foragido da justiça no centro da cidade

    Policiais Civis da 9ª DRP de Santa Cruz prenderam na manhã desta terça-feira (04) um foragido da justiça de Nísia Floresta, identificado pelo nome de Denis Max de Moura Fernandes. 

    O Mandado de prisão foi expedido pela Drª Maria Nivalda Neco Torquato Lopes, Juíza de Direito da Comarca de Nísia Floresta. 

    A Prisão ocorreu nas proximidades do Mercado Público, no centro de Santa Cruz. 

    Ao ser abordado pelos investigadores, o foragido tentou dar um "Migué" tentando se passar pelo irmão e disse aos policiais que seu nome era Bruno. Mas, como já vinha sendo investigado, não colou a atitude e recebeu a voz de prisão.

    Denis Max responde por tráfico de drogas e roubo. Ele será encaminhado à penitenciária de Alcaçuz, de acordo com o que ordena o mandado de prisão.

    Corredômetro registra 177 pacientes em macas em hospitais do RN

    Na manhã de ontem, segunda-feira (3), foi realizada a contagem dos pacientes que recebiam atendimento em macas nos corredores e em locais inadequados. Foi registrado um total de 177 pacientes em macas nos quatro maiores hospitais do estado: Walfredo Gurgel, Deoclécio Marques, Santa Catarina e o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró.

    Nos corredores, o maior número de pacientes ficou com o Deoclécio Marques, que contabilizou 53 pacientes em situações insalubres. Esse é o maior número de pacientes em macas nos corredores desde o mês de maio, onde o Walfredo Gurgel registrou nos dias 2 e 8 de maio, 59 pacientes nos corredores.

    A situação se agrava no hospital Santa Catarina, que apesar de não apresentar um número alto de pacientes nos corredores, com 14 pacientes em macas, registrou a presença de sete gestantes em trabalho de parto em cadeiras, pois não havia macas e nem leitos.

    Mesmo funcionando com a entrada regulada o Hospital Walfredo Gurgel apresentou 48 pacientes em macas nos corredores e 31 em outros locais, sendo ainda o que lidera o total de pacientes em macas. O hospital Tarcísio Maia contabilizou 14 pacientes em macas nos corredores e 6 em outros locais. 

    A contagem geral nos quatro hospitais registrou um aumento de 54% na quantidade de pacientes internados de forma irregular, em corredores e em outros locais, de 177 da semana passada, para 115 da última contagem.

    Fonte: Sindsaúde