• Últimas Notícias

    sábado, 3 de junho de 2017

    Futebol: Três partidas do Brasileirão com portões fechados na Série D

    Três jogos do Brasileirão Série D serão realizados com portões fechados. Por conta da não apresentação dos laudos técnicosnecessários para garantir a segurança dos presentes, os estádios não poderão receber torcedores.

    Eis os jogos, que serão disputados no dia 11 de junho:

    River-PI x Potiguar-RN - Estádio Alberto Silva, Teresina (PI)

    São José-RS x PSTC-PR - Estádio Vieirão, Gravataí (RS)

    Parnahyba-PI x Guarani de Juazeiro-CE - Estádio Mão Santa, Parnaíba (PI)

    No Site da CBF você confere os documentos da Diretoria de Competições da CBF a respeito da decisão.

    Porta de avião onde viajava ex-ministro abre em pleno voo

    Resultado de imagem para O ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão levou ontem um grande susto
    O ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão levou ontem um grande susto, já no primeiro dia como aposentado do Ministério Público Federal. 

    Ele e outros 124 passageiros estavam no voo 6342 da Avianca, que saiu às 11h30 de Brasília para João Pessoa, e retornou às pressas após uma das portas se abrir em pleno voo. 

    O ex-ministro não foi encontrado para comentar, mas passageiros relataram que ele permaneceu calmo.

    Tudo farinha do mesmo saco: Banco Suíço de Lula e Dilma é o mesmo de Cunha

    O banco suíço Julius Bar, escolhido por Joesley Batista para abrir a conta nº 06384985, que segundo ele bancou Lula e Dilma, é o mesmo onde o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha mantinha a famosa conta da qual era “usufrutuário”, segundo alegou. 

    A conta, cujo saldo chegou a US$150 milhões (R$486 milhões) em 2014, foi revelada pelo próprio Joesley Batista, dono da JBS, ao Ministério Público Federal.

    Polícia Federal prende homem de confiança de Temer, o ex-deputado Rocha Loures

    Resultado de imagem para ex-deputado Rodrigo Rocha Loures
    A Polícia Federal informou que o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), aliado do presidente Michel Temer (PMDB), foi preso neste sábado (3) por determinação do ministro Edson Fachin do STF (Supremo Tribunal Federal).

    A prisão ocorreu nesta manhã em Brasília. O ex-deputado se encontra na Superintendência Regional da PF na capital federal. Segundo a PF, não há previsão, neste momento, de transferência.

    Rocha Loures e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foram gravados pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, em negociação de pagamento de propina. Depois, ambos foram alvos de ações controladas pela Procuradoria-Geral da República. Em um dos vídeos gravados pela Polícia Federal, Rocha Loures aparece “correndo” após supostamente ter recebido uma mala com R$ 500 mil.

    A prisão de Rocha Loures havia sido pedida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na Operação Patmos, desdobramento da Lava Jato. A captura de Rocha Loures foi negada por Fachin. O ministro do STF havia alegado a imunidade parlamentar de Rocha Loures para não autorizar a prisão.

    O ex-assessor de Temer havia assumido o mandato de deputado federal no lugar de Osmar Serraglio (PMDB-PR) que foi ao Ministério da Justiça. Após ser deposto da Justiça, Serraglio decidiu recusar a oferta de Temer para virar ministro da Transparência e reassumir o seu mandato.

    R7