• Últimas Notícias

    segunda-feira, 17 de abril de 2017

    Prazo para inscrições no concurso do Corpo de Bombeiros encerra hoje (17)

    As inscrições do concurso público para o cargo de Soldado do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte encerram às 17h desta segunda-feira (17). A data limite para pagamento da respectiva taxa de inscrição e para envio de laudo médico para fins de atendimento especial para a prestação das provas (mencionado no subitem 6.1 do Edital), então, passa a ser até 18 de abril de 2017. 

    Até a última quinta-feira (13), 26.001 pessoas já haviam se inscrito no concurso para concorrer a uma das 70 vagas oferecidas, em ampla concorrência, tanto para homens quanto para mulheres. A remuneração inicial é de R$ 2.904,00. As inscrições devem ser feitas exclusivamente por meio da internet, no site do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan): www.idecan.org.br. A taxa é de R$ 80,00. 

    É necessário efetuar o pagamento para garantir a inscrição no certame. O concurso será realizado em seis etapas. A primeira constará de prova objetiva de múltipla escolha, a ser aplicada na data provável de 21 de maio de 2017, simultaneamente nas cidades do Natal, Mossoró e Caicó. 

    As fases seguintes consistirão de Avaliação Médica e Odontológica, Exame de Avaliação de Condicionamento Físico, Avaliação Psicológica e Investigação Social e da Vida Pregressa do candidato. A última etapa consistirá no Curso de Formação de Praças Bombeiro Militar, com duração média de 12 meses. 

    Ainda que o salário inicial seja de R$ 2.904,00, a remuneração pode chegar, nos termos da legislação pertinente às promoções referentes ao quadro de praças, ao valor de R$ 9.472,65, subsídio correspondente ao cargo de Subtenente Nível X. O concurso público terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. Por Assessoria

    Começou nessa segunda vacinação contra a gripe em todo o país

    Resultado de imagem para vacina contra gripeA campanha nacional de vacinação contra gripe começa nesta segunda-feira (17), em todo o Brasil, com o desafio de reverter o crescimento dos casos da doença e reduzir as mortes causadas pelo vírus Influenza. 

    A campanha deste ano foi antecipada justamente por causa do aumento dos registros fora do período mais crítico. Os casos mais graves se concentram durante o inverno, mas em 2016, houve um grande número de notificações nas demais estações do ano.

    Pessoas de 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a 5 anos, funcionários da saúde, professores, indígenas, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), portadores de doenças crônicas, presos e funcionários do sistema prisional.

    A vacina é a trivalente, ou seja, protege contra três tipos de vírus da gripe: A (H1N1), A (H3N2) e B.

    Cacildis: ‘Cachaça de fim de semana’ impedia propina às segundas e sextas-feiras

    Resultado de imagem para cachaceirosHilberto Mascarenhas, ex-executivo da Odebrecht, declarou que não eram realizados pagamentos de propinas às segundas e sexta-feiras.

    Segundo Mascarenhas, que chefiava o Setor de Operações Estruturadas da empreiteira, departamento que, na prática, distribuía dinheiro, essa exigência havia sido feita pelos operadores.

    “Achavam que na segunda muita gente faltava por causa da cachaça de final de semana e sexta já estava na cachaça também, então não ia trabalhar. A ideia era ter pagamento só terça, quarta e quinta”, afirmou em depoimento feito em 14 de dezembro para a Procuradoria Geral da República, segundo reportagem do “Valor Econômico”.

    Hilberto também revelou que executivos da empresa, coordenados por ele, criaram sistemas paralelos de comunicação e controle financeiro com o objetivo de instrumentalizar o pagamento de propinas.

    Violência: Semana Santa teve 28 homicídios no RN, aponta OBVIO

    O RN contabiliza mais um fim de semana violento. No cômputo geral, até o fim da noite de ontem (16/04/2017) foram 726 CVLIs no RN. Os dados apontam para um aumento de 32,24% em relação a 2016. Os dados absolutos demonstram 177 mortes violentas a mais que no ano passado no mesmo período. Em 2016, até o mesmo período, foram 549 CVLIs, contra 493 em 2015.

    No comparativo em relação às Semanas Santas dos anos anteriores, a de 2017 é ligeiramente menor que a de 2016, com queda de -3,14% (um CVLI a menos, que por sinal, não pôde ser confirmado por este Observatório). Na variação geral, a Quinta-feira foi a mais violenta do período comparado, enquanto a Sexta-feira foi a menos violenta.

    Nos locais onde ocorreram os CVLIS neste último final de semana, tivemos: 15 em vias públicas (53,57%); 6 em hospitais e prontos socorros (21,43%); 2 dentro de residências e também 2 em terrenos baldios (7,14% cada). Tiveram uma ocorrência cada: dentro de veículos; bares e festas; e praias e orla (3,57% cada um).

    A dinâmica da violência elenca fatores que têm levado a concentração de CVLI no Leste Potiguar já foram amplamente divulgados por este Observatório em diversos relatórios, que desta feita foi responsável por 53,57% dos homicídios do final de semana (15 do total), seguida pelo Oeste Potiguar com 9 ocorrências (32,14% do total). A região Agreste Potiguar e a região Central Potiguar tiveram 2 CVLI cada (7,14% cada uma).

    Natal liderou a violência homicida nesse final de semana, seguindo no topo com 8 CVLIs (28,57%), seguido de Assu, Ceará-Mirim, Macaíba, Areia Branca e Mossoró com 2 cada uma (7,14% cada). Municípios que registraram 1 CVLI (3,57% cada um) cada foram: Extremoz, Jardim de Piranhas, Lucrécia, Maxaranguape, Pau dos Ferros, Pedro Avelino, Porto do Mangue, São Gonçalo do Amarante, Lagoa D’Anta e São Paulo do Potengi.

    FONTE: OBSERVATÓRIO DA VIOLÊNCIA LETAL INTENCIONAL DO RN