• Últimas Notícias

    sexta-feira, 31 de março de 2017

    Orelha 'culvitada' em braço de paciente na China é implantada na cabeça com sucesso

    Homem teve uma nova orelha 'cultivada' em seu braçoOs médicos chineses que "cultivaram" uma orelha no braço de um paciente conseguiram transplantá-la para a cabeça do homem, que perdeu a orelha original em um acidente de trânsito.

    O cirurgião plástico Guo Shuzhong foi designado ao caso em 2016, na cidade de Xi'an, e estava preparando a orelha no antebraço do paciente desde novembro.

    A cirurgia durou sete horas. Nesta semana, ele anunciou que o fluxo de sangue na orelha direita do paciente funcionava — por isso considerou o procedimento um sucesso.


    Greve: Polícia do RN pode cruzar os braços na próxima terça

    Policiais e bombeiros militares continuam acampados em frente à Governadoria. O objetivo é permanecer no local até que o Governo do RN encaminhe as demandas da categoria à Assembleia Legislativa do RN. Caso não haja ações do Executivo, os militares têm um indicativo de paralisação para a próxima terça-feira (4).

    Os militares em folga se revezam para manter as instalações. No entanto, de acordo com o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares (ASSPMBMRN), Eliabe Marques, podem participar do acampamento os profissionais em serviço também. “Hoje no acampamento está o efetivo de folga, caso o Governo não tenha nenhuma atitude prática até esta próxima segunda-feira, então na terça-feira seguinte ingressarão os que estão de folga e os que estão de serviço”, afirma o presidente.

    Participantes de pirâmide financeira têm direito à restituição do dinheiro pago

    Resultado de imagem para Priples LtdaOs desembargadores que integram a 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, à unanimidade de votos, declararam a rescisão dos contratos pactuados entre cinco cidadãos e a empresa Priples Ltda., que versavam sobre sistema de pirâmide financeira. Na mesma sessão de julgamento, os desembargadores condenaram a empresa ao ressarcimento dos valores pagos pelos autores, no valor de R$ 10 mil cada, quando da celebração do contrato de adesão de serviço de publicidade e comunicação, devidamente acrescido de juros e correção monetária.

    O acórdão da 3ª Câmara Cível deu ganho de causa aos contratantes quando apelaram da sentença proferida pela 16ª Vara Cível de Natal que julgou improcedente a pretensão autoral contra a Priples Ltda. Na apelação, eles alegaram que a sentença trouxe em seu relatório que os recorrentes buscavam os valores que foram prometidos pelo contrato nulo, no entanto, os autores pleitearam na petição inicial a decretação imediata da rescisão do contrato acordado.

    Banco do Brasil deixa de atender clientes porque estrutura física da agência ameaça a desabar na cidade de São José do Campestre

    Os funcionários do Banco do Brasil da agência de São José do Campestre estão atendendo os clientes daquela agência em outra cidade. Em Santo Antônio. Como assim? É que o setor de engenharia do Banco fêz uma inspeção recentemente na estrutura física do prédio e detectaram uma situação de risco para os funcionários que alí trabalham, isso porque houveram ações criminosas praticadas pelos bandidos ao explodirem por várias vezes os caixas de autoatendimento e por sua vez deixando a estrutura do prédio com sérios riscos.

    Portanto, a agência do Banco do Brasil está funcionando apenas para pagamentos feitos através do código de barras, consulta de saltos ou transferências. Traduzindo,em Campestr e a agência se resumiu em apenas um caixa eletrônico que não faz saque e nem deposita.

    Segundo informações obtidas pelo Blog O Paralelo, a manutenção do prédio não fui iniciada por falta de orçamento da própria instituição, e nem tem previsão para que isso aconteça. Isso é uma vergonha para um banco que fatura muito em cima dos clientes.

    O Banco do Brasil, além de ter um prédio cedido gratuitamente pela prefeitura desde o inicio dos anos 90, jamais pagou ISS ao município, coisa que os pequenos comerciantes o fazem. 

    Agora é hora de cobrar

    Já está mais que na hora dos poderes constituídos, Prefeitura e Câmara Municipal rever essa regalia que a agência tem em Campestre e cobrar os impostos que o banco deixa de pagar ao município e por sua vez procurarem a superintendência do Banco do Brasil e cobrar uma ação mais urgente para que a instituição volte a funcionar com antigamente. Não é justo deixar a população de Campestre seja penalizada em ter que se deslocar para outro município para fazer suas movimentações bancárias.