• Últimas Notícias

    terça-feira, 28 de março de 2017

    Polícia Federal cumpre mandados em Rio e Curitiba em nova fase da Lava Jato

    (Reuters) - Policiais federais saíram às ruas nas primeiras horas da manhã desta terça-feira para cumprir mandados judiciais em Curitiba e no Rio de Janeiro em uma nova fase da operação Lava Jato, de acordo com a emissora de TV Globonews.

    Segundo o canal, os mandados foram expedidos pelo juiz federal Sérgio Moro, do Paraná, e incluem ao menos um pedido de prisão no Rio. A Globonews não tinha mais informações de imediato sobre a operação.

    Não foi possível contactar a Polícia Federal de imediato.

    A PF realizou na semana passada a fase anterior da Lava Jato, destinada a cumprir mandados judiciais autorizados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) relacionados a pessoas com foro privilegiado, em um ação deflagrada com base nas delações de executivos da Odebrecht.

    Promotores recomendam que MPRN não alugue prédio e abrem inquérito

    Os promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, Giovanni Rosado Diógenes Paiva e Keiviany Silva de Sena, abriram inquérito para apurar o processo de aluguel de um prédio por parte do próprio Ministério Público do RN e recomendaram que o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, não celebre o contrato de locação.

    De acordo com os promotores, existe inconsistências no laudo de avaliação do valor de locação do imóvel situado na avenida Interventor Mário Câmara, nas Quintas, em Natal. O empreendimento Sun View pertencente a uma construtora potiguar. O contrato de aluguel previa valor mensal de R$ 248.184,00, tendo vigência de cinco anos.

    O prédio seria usado para instalação das Promotorias de Justiça da Comarca de Natal, com valor total estimado de R$ 14.891.040,00.

    Campestre/RN: Prefeita Alda Romão inicia o pagamento dos servidores efetivos do município referente ao mês de março/2017

    A prefeitura do município de São José do Campestre/RN, atravéz da gestão Alda Romão (PSD), iniciou nesta 2ª feira (27) o pagamento dos servidores municipais efetivos, referente ao mês de março/2017. Foram depositados hoje nas contas dos profissionais da educação (60% e 40%) seus salários e, até a próxima 6ª feira, será concluído o pagamento de todos servidores efetivos do nosso município, mantendo a política de priorizar o pagamento do servidor municipal, dentro mês trabalhado.

    Cotas Zeradas
    O município de São José do campestre/RN ficou com as cotas do Fundo de Participações dos Municípios (FPM), referentes aos dias 10 e 20 deste mês de março ZERADAS. Mesmo com essas adversidades financeiras que enfrenta o município e, diante da crise econômica que assola nosso país, a atual gestão está mantendo em dia o pagamento dos servidores municipais, zelando por cada real do povo de Campestre.

    Por Assessoria de Comunicação

    UFRN lança primeiro edital com reserva de vagas para pessoas com deficiência

    A Universidade Federal do RN (UFRN) lançou nesta segunda-feira (27), o primeiro edital para ingresso nos cursos de graduação com reserva de vagas para pessoas com deficiência, em cumprimento à Lei nº 13.409, de 28 de dezembro de 2016, que inclui esse grupo na lei das cotas.

    A resolução nº 025/2017, referente ao edital, foi aprovada em sessão ordinária do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFRN na última terça-feira (21).

    O processo seletivo para educação superior à distância da UFRN é destinado ao segundo semestre letivo de 2017, com inscrições abertas de 10 de abril a 02 de maio.

    Michel Temae quer dar seis meses para estados e municípios reformarem Previdência

    O presidente Michel Temer pretende dar prazo de seis meses para que os governos estaduais e municipais aprovem uma reforma previdenciária para seus servidores. O governo federal fará uma emenda ao texto que tramita no Congresso Nacional, adicionando essa sugestão. De acordo com a nova proposta, estados e municípios se submeterão à regra federal, conforme proposta que atualmente tramita na Câmara dos Deputados, caso não façam a própria reforma no tempo determinado.

    Na semana passada, Temer anunciou que estados e municípios seriam retirados do projeto de reforma que tramita na Câmara, por meio da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016. A avaliação do Planalto e dos deputados federais é que os governadores estavam “muito à vontade”, sem precisar passar pelo desgaste de rever seus próprios sistemas de Previdência. Na avaliação do governo, a saída dos servidores municipais e estaduais poderá acelerar os debates e a tramitação do projeto.

    A ideia de definir um prazo para que os entes federados organizem suas propostas surgiu de uma reunião ocorrida neste fim de semana entre o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano. O objetivo é fazer com que as mudanças ocorram mais rápido em todo o país. Na prática, a emenda ao texto, se aprovada, vai pressionar governadores e prefeitos, uma vez que os servidores estaduais e municipais vão lutar pela aprovação de uma reforma mais benéfica para a categoria do que a oferecida pelo texto federal. O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, apresentou a proposta em reunião com os deputados da base na comissão da reforma da Previdência, no final da tarde de hoje (27)

    Agência Brasil