• Últimas Notícias

    domingo, 16 de julho de 2017

    Turbulência não é culpa de Moro, diz líder de Lava Jato italiana

    Como promotor, Antonio di Pietro foi alçado a herói na Itália dos anos 90 ao conduzir a operação Mãos Limpas, inspiração da Lava Jato; para ele, reação à condenação de Lula expõe tentativa de "inverter posições", ou seja, culpar investigadores e Judiciário pelos crimes, e não seus autores.

    Assim como o juiz federal Sergio Moro, o ex-promotor italiano Antonio Di Pietro foi alçado à condição de herói nacional.

    BBC Brasil
    Na Itália dos anos 90, ele colocou atrás das grades políticos e empresários ao conduzir a operação Mani Pulite ("Mãos Limpas", em português), que inspirou a brasileira Lava Jato.

    Mas sua atuação também causou polêmica - Di Pietro enfrentou uma série de acusações, que incluíam desde realizar prisões ilegais até a destruir o sistema de partidos, passando pela de ser um agente secreto sob ordens da CIA (a agência de inteligência dos Estados Unidos). Ao fim da operação, ele acabou fundando seu partido e se tornando político.

    Em conversa com a BBC Brasil, ele comentou a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, embora diga que não lhe cabe julgar "o papel e as atividades" do petista, reforçou que todos "devem obedecer às leis, mesmo aqueles que têm ou tiveram papéis importantes no país, até Lula".

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.