• Últimas Notícias

    sexta-feira, 14 de julho de 2017

    DNOCS: Dos 47 reservatórios localizados no estado do RN, 29 estão em colapso

    figuoApesar das chuvas caíram sobre o estado nas últimas semanas, principalmente sobre a área leste do estado, a situação dos principais reservatórios potiguares continua preocupante.

    Dos 47 reservatórios monitorados pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (IGARN), 19 deles estão em volume morto e dez estão vazios. Ou seja, 29 açudes estão em colapso hídrico.

    O órgão estadual é responsável pela gestão técnica e operacional dos recursos hídricos em todo o território norte-rio-grandense e monitora todos os 47 reservatórios do RN com potencial hídrico acima de cinco milhões de metros cúbicos de água.
    O maior reservatório potiguar, a barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, no Vale do Açu, tem capacidade dois bilhões e 400 milhões de m³ de água, mas hoje conta com um pouco mais de 420 milhões de m³, ou seja, apenas 17,53% de sua capacidade volumétrica, segundo informações do IGARN.

    A segunda maior barragem do RN, a Santa Cruz do Apodi também se encontra em situação semelhante, com 20,08% de seu volume original.

    Por ter rios temporários e de baixa vazão, a situação mais preocupante é na bacia do rio Trairi, onde os três reservatórios da região estão vazios.

    Os açudes de Santa Cruz do Trairi e Inharé, no município de Santa Cruz, estão com os volumes atuais de 0% e 0,11%, respectivamente.

    O açude Trairi, em Tangará, também se encontra com 0% de sua capacidade.

    Outros açudes importantes do estado já estão esgotados. Cruzeta tem 0,68% de volume, o Itans de Caicó conta com apenas 1,53% de sua capacidade, muito abaixo de seu volume morto que é de 4,8 milhões de metros cúbicos.

    A Barragem Marechal Dutra, o conhecido Açude Gargalheiras, tem o volume de apenas 0,11%, muito abaixo de seu volume morto, ou seja, está quase vazia.

    A capacidade de retenção de água nos reservatórios é de em torno de 17%.
    Em meio a tanta sequidão, há alguns açudes que fogem à regra.

    Os reservatórios em melhor situação são Beldroega (em Paraú), Pataxó (em Ipanguaçu), Lagoa do Boqueirão (em Touros) e a Lagoa de Extremoz, que contam com 95,46%, 92%, 84,66% e 91,41% de capacidade volumétrica, respectivamente.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.