• Últimas Notícias

    quarta-feira, 10 de maio de 2017

    Grupo impedido de inflar boneco de Gilmar, Dirceu e Lula

    Um pequeno grupo de manifestantes reunidos na Praça dos Três Poderes, em frente ao Supremo Tribunal Federal, foi impedido no início da noite desta terça-feira de inflar um boneco gigante com o rosto do ministro Gilmar Mendes, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-ministro José Dirceu. Policiais militares proibiram o enchimento do adereço alegando que o espaço ocupado pelo protesto faz parte da área de segurança nacional em Brasília. Após um bate-boca com os policiais, os manifestantes decidiram cumprir a ordem.

    Cerca de 60 pessoas foram a Praça dos Três Poderes fazer vigília pela Operação Lava-Jato. Eles se manifestam um dia depois de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pedir o afastamento de Gilmar Mendes do caso Eike Batista por suposto conflito de interesses em razão de a mulher do ministro trabalhar no escritório de advocacia que presta serviços ao empresário. O empresário foi libertado por Mendes no fim do mês passado. O boneco com a cara de Gilmar Mendes foi apelidado de "Gil-lax".

    - Laxante: solta tudo- explicou uma organizadora do protesto.

    No protesto, os participantes manifestam também apoio ao juiz federal Sérgio Moro, que vai ouvir Lula nesta quarta-feira em depoimento, em Curitiba. O ato foi organizado pelo movimento Nas Ruas, entre outros grupos populares de combate à corrupção. Eles se organizaram na última semana para protestar em frente ao prédio onde José Dirceu, solto na semana passada, está morando, em Brasília, com a mulher e a filha mais nova. 

    O Globo

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.