• Últimas Notícias

    terça-feira, 16 de maio de 2017

    E-mail secreto: Dilma tinha paranoia de ser grampeada

    Email em que Dilma supostamente mantinha conversas sigilosas com Mônica Moura

    Pessoas próximas de Dilma Rousseff acreditam na possibilidade de ela ter criado um e-mail só para falar com Mônica Moura, mulher de João Santana. A ex-presidente tinha paranoia de ser grampeada, especialmente, em 2015, pelo então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. A informação é de Mônica Bergamo, hoje na coluna da Folha de S.Paulo.

    Já a possibilidade de ela ter avisado os marqueteiros que eles poderiam ser presos, como diz Mônica Moura em sua delação, é considerada inverossímil pelos mesmos amigos, acrescenta a colunista.

    “A preocupação de Dilma com a interceptação de sua comunicação era tão grande que por um período ela só se comunicava com o ex-marido, Carlos Araújo, por meio de cartas manuscritas entregues a ele por emissários.”

    Por Mágno Martins

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.