• Últimas Notícias

    terça-feira, 11 de abril de 2017

    Copa de Futebol Escolar Garoto Bom de Bola vai reunir 33 seleções municipais

    A quinta edição da Copa Escolar de Futebol Garoto Bom de Bola vai reunir 33 seleções municipais nos próximos meses. A competição promovida pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer para alunos de 12 a 14 anos irá começar no dia 29 de abril em oito regiões do Rio Grande do Norte. 

    Na próxima quarta-feira (12), às 10h, no auditório da SEEL, será realizado o Congresso Técnico entre os representantes de cada município para definição dos últimos detalhes. As seleções municipais que vão participar da V Copa Garoto Bom de Bola são: Arez, Baía Formosa, Currais Novos, Fernando Pedroza, Georgino Avelino, Goianinha, Governador Dix Sept Rosado, Guamaré, Ipanguaçu, Itajá, Jardim de Angicos, João Câmara, Jucurutu, Lagoa D'Anta, Lagoa Nova, Lajes, Martins, Mossoró, Natal, Pedra Grande, Pedro Avelino, Pureza, Riacho da Cruz, Santa Cruz, Santana do Matos, São Bento do Trairi, São Fernando, São José de Mipibu, São José do Campestre, São Paulo do Potengi, Serra Caiada, Tangará e Várzea. 

    De acordo com o coordenador do evento, professor Jael Cypriano, as equipes serão divididas em oito grupos regionais, classificando-se os primeiros colocados de cada chave para a grande final, cuja data e local serão definidos no Congresso Técnico. Na edição de 2016, Goianinha venceu a final contra Lagoa Nova pelo placar de 2 a 1, sagrando-se bicampeã da competição de futebol mais popular do Rio Grande do Norte.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.