• Últimas Notícias

    quinta-feira, 2 de março de 2017

    Falha em cinto de segurança: Ford alerta para recall do EcoSporte e KA

    Resultado de imagem para Ford alerta para recall do EcoSporte e KAA Ford Motor Company Brasil Ltda. protocolou campanha de chamamento de 9.078 veículos Ford EcoSport, KA e KA+, modelo 2017. Segundo a empresa, há possibilidade de falha na retenção dos passageiros pelos cintos. 

    Os proprietários dos veículos devem comparecer à empresa para a substituição gratuita dos fechos dos cintos de segurança dianteiros e traseiros. 

    De acordo com a Ford, o recall, cujo atendimento se inicia em 2 de março de 2017, foram produzidos de 9 de novembro de 2016 a 3 de dezembro de 2016 e colocados no mercado de consumo, com numeração de chassi, não sequencial, compreendida entre o intervalo H8608138 a H8631737, para os modelos EcoSport; H8421589 a H8448524, para os modelos KA e KA+. 

    Quanto aos riscos à saúde e à segurança dos consumidores, a Ford destacou ter constatado que "alguns veículos Ford EcoSport, KA e KA+, modelo 2017, podem ter sido montados com um lote especifico de fechos dos cintos de segurança dianteiros e traseiros que podem permitir o acoplamento irregular da lingueta do cinto de segurança em seu respectivo fecho, comprometendo o correto travamento do cinto". Nessa hipótese, "o travamento incorreto da lingueta do cinto de segurança em seu fecho pode resultar na retenção inadequada dos ocupantes dos assentos dianteiros e traseiros, aumentando o risco de lesões em eventual colisão do veículo". Portal Brasil

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.