• Últimas Notícias

    quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

    Pais denunciam à polícia professora que classificou morte de menina Sofia como 'justiça divina'

    Os pais da menina Sofia Lara, de 2 anos, estão na Delegacia de Repressão a Crimes de Informáticas (DRCI) para buscarem orientações de como podem denunciar a professora Denise Oliveira, que classificou a morte da criança como "justiça divina". Ela ainda acusou o o policial militar do 16º BPM (Olaria) Felipe Fernandes, de 34 anos, de ter participado das mortes de cinco jovens em Costa Barros, na Zona Norte do Rio. O crime foi registrado como calúnia.

    - Perdi minha filha e ainda tenho que passar por isso, ler essas coisas. Porque assim, eu vou ser muito sincera com você: não estou com tanto ódio do bandido (que disparou a bala perdida que atingiu Sofia). Ele não pensou: "vou matar uma criança". Mas essa mulher riu de uma criança morta. É inaceitável. Em momento algum minha filha vai pagar por morte de ninguém. Ela é um anjinho. Essa mulher nos agrediu física e moralmente - disse Hérica Fernandes, de 33 anos.

    Acompanhe AQUI

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.