• Últimas Notícias

    sábado, 10 de dezembro de 2016

    Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 25 milhões

    Mais uma vez ninguém acertou os seis números da Mega-Sena. A loteria sorteou, na noite deste sábado (10), em Vilhena (RO), os números do concurso 1884, que poderia pagar R$ 9,6 milhões. Como não houve nenhum grande vencedor, a previsão é que a Mega pague R$ 25 milhões no próximo concurso. 
    Os números sorteados foram: 01-04-23-32-38-59.
    Apesar de não ter nenhum grande felizardo, 47 pessoas acertaram a quina e levarão cada uma R$ 43.216,38. Já outras 3.839 pessoas cravaram a quadra e ficarão com R$ 755,84 cada. (Por UOL)

    Mulheres e homens se aposentam com a mesma idade em 60% dos países, segundo OCDE

    Segundo os índices de expectativa de vida, divulgados pelo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em dezembro, a expectativa de vida ao nascer no Brasil alcançou 75 anos, 5 meses e 26 dias em 2015, aumento de 3 meses e 14 dias em relação ao ano anterior. Com relação às mulheres, a esperança de vida chega a 78 anos e 1 mês, sete anos a mais do que os homens, que pelas regras atuais da Previdência Social se aposentam cinco anos depois, aos 65 anos de idade.

    Esses dados são usados como um dos parâmetros para determinar o fator previdenciário, no cálculo das aposentadorias do Regime Geral de Previdência Social. Caso o Congresso Nacional aprove a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287, que trata da reforma da Previdência, homens e mulheres irão se aposentar com a mesma idade. Isso porque passa a existir uma idade mínima para aposentadoria, 65 anos. Além disso, o tempo mínimo de contribuição aumentará de 15 anos para 25 anos.

    De acordo com um levantamento feito em 2014 pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), homens e mulheres se aposentam com a mesma idade em mais da metade de uma lista de 51 países. Os dados mostram que 60% destas nações concedem a aposentadoria para ambos os sexos com o mesmo tempo de vida, entre pessoas que começaram a trabalhar aos 20 anos.

    Agência Brasil

    IBGE fará pesquisas em saúde pública em parceria com ministério

    O Ministério da Saúde e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) firmaram um acordo para a realização de pesquisas na área de saúde pública. O protocolo foi assinado durante a 3ª Conferência Nacional de Produtores e Usuários de Informações Estatísticas, Geográficas e Ambientais (Infoplan.

    Serão integrados os dados de nascimento e morte do ministério com as informações de cartórios de todo o país, coletadas pelo IBGE; as pesquisas Nacional de Saúde (PNS) e de Demografia e Saúde (PNDS) serão unificadas; será retomada a pesquisa de Assistência Médica Sanitária/Hospitais, suspensa desde 2010, conhecida como Censo dos Estabelecimentos de Saúde e o levantamento Consumo Alimentar Pessoal, da Pesquisa de Orçamentos Familiares, será ampliado.

    Lula e filho denunciados

    Resultado de imagem para Lula da Silva e o filho dele Luis Cláudio Lula da SilvaO Ministério Público Federal em Brasília informou, ontem, que denunciou à Justiça o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o filho dele Luiz Cláudio Lula da Silva pelos crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A denúncia foi presentada no âmbito da Operação Zelotes. 

    De acordo com o MPF, a denúncia foi feita após as investigações apontarem indícios de envolvimento do petista e de seu filho, além de Mauro Marcondes e Cristina Mautoni – que também foram denunciados - em negociações apontadas pelos investigadores como irregulares e que levaram à compra de 36 caças do modelo Gripen pelo governo brasileiro.

    Decisão do STF não proíbe vaquejada em todo o território nacional, diz Teori

    O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou um pedido apresentado pela Associação Brasileira dos Defensores dos Direitos e Bem Estar dos Animais e a Federação das Associações, Organizações Não Governamentais, Sociedades Protetoras dos Animais e Sindicatos de Profissionais da Proteção Animal do Piauí para impedir a realização de uma vaquejada durante a 66ª Exposição Agropecuária, em Teresina.

    A federação e associação recorreram ao STF para contestar decisão da 2ª Vara da Fazenda Pública de Teresina (PI), que manteve a vaquejada entre as atividades previstas no evento, que se encerra na cidade neste domingo, 11. As entidades alegaram que aquela decisão violou o entendimento firmado pelo plenário do STF em outubro, quando a Corte decidiu, por 6 a 5, que uma lei estadual do Ceará que regulamenta a prática da vaquejada é inconstitucional.

    Na avaliação de Teori Zavascki, no entanto, o resultado do julgamento do STF não foi a proibição da vaquejada em todo o País. “No julgado indicado como paradigma, o que esta Corte efetivamente assentou foi a inconstitucionalidade da lei cearense que regulamentava a vaquejada, não sendo cabível, até o presente momento, extrair conclusão no sentido da proibição de sua prática em todo o território nacional”, justificou Teori em sua decisão, proferida na última quarta-feira (7).

    Muito popular na região Nordeste, a vaquejada é uma atividade recreativa em que dois vaqueiros, montados em cavalos distintos, buscam derrubar um boi, puxando-o pelo rabo. Em outubro, Teori defendeu a constitucionalidade da lei cearense, mas acabou derrotado. O resultado do julgamento provocou uma reação contundente de organizadores das vaquejadas, que protestaram em Brasília contra a decisão do STF.

    Vaqueiros e criadores de gado fizeram uma cavalgada na Esplanada dos Ministérios, contra a proibição. Os manifestantes que participaram do protesto estimam que 700 mil pessoas trabalham direta e indiretamente com o que chamam de “esporte”.

    Em novembro, o presidente Michel Temer sancionou uma lei que eleva a vaquejada à condição de manifestação cultural nacional e de patrimônio cultural imaterial.

    Com informações do Estadão

    Prefeitos e bancada federal do RN se reúnem para discutir repatriação

    Os prefeitos potiguares e representantes da bancada federal irão se reunir na próxima segunda-feira (12), às 9h, em Natal, para discutir os recursos financeiros das multas da repatriação. 

    A reunião ocorrerá no Auditório Agnelo Alves, na sede da Federação dos Municípios do RN (Femurn).

    O encontro foi solicitado pela Federação e atendido pelos parlamentares. No encontro, os gestores vão pedir o empenho dos representantes do RN em Brasília para a liberação dos recursos, necessários para a quitação da folha de pagamento e décimo terceiro dos servidores das prefeituras.


    A queda de repasses ao longo de 2016 inviabilizou o planejamento financeiro dos gestores. As prefeituras do RN estão com dificuldades para pagar o décimo terceiro salário dos servidores neste final de ano. A frustração de receitas e quedas de repasses ao longo de 2016 agravou a situação financeira dos municípios. Todas as cidades do estado estão enfrentando problemas para o pagamento da gratificação aos funcionários”.