• Últimas Notícias

    sábado, 12 de novembro de 2016

    Falha no Facebook diz a usuários que eles estão mortos

    Facebook fez teste e
    Você já imaginou como seria ir ao próprio velório? Nesta sexta, o Facebook me deu essa opção dizendo que eu estava morto. As coisas ficaram ainda mais estranhas quando o serviço me disse que a maioria das pessoas que eu conheço estavam mortas também.
    Ainda é seu velório se todo mundo está morto?

    "Esperamos que as pessoas que amam Katie encontrem conforto nas coisas que os outros compartilharem para relembrar e celebrar sua vida", o Facebook me disse gentilmente na tarde de sexta-feira.

    A rede social até postou a mensagem com a ilustração de uma flor.
    Primeiro, eu fiquei indignada. Eu definitivamente não estava morta. (Ou estava? Foi uma longa semana.)

    Então achei que tivesse sido hackeada. Então perguntei para alguns de meus amigos. Também mortos.

    "Estou morto, também?", alguém gritou.

    E não era só no The Times. Não estava claro quantos dos 1,7 bilhão de usuários do Facebook estavam recebendo avisos de que estavam mortos, mas estava óbvio que outras pessoas de fora da imprensa tinham recebido a notificação em suas páginas. Em uma declaração divulgada pelo porta-voz, a rede social lamentou o erro e disse que a falha foi consertada.  

    Por Estadão

    A caminho de teatro, mulher é morta durante tentativa de assalto no RN

    silviaUma mulher de 44 anos morreu na noite desta sexta-feira (11) após ser baleada durante uma tentativa de assalto no bairro Ilha de Santa Luzia, em Mossoró, cidade da região Oeste potiguar. Segundo a Polícia Militar, Sílvia Helena Neris de Souza Fagundes ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Ela levou três tiros. Dois deles na cabeça. Os criminosos fugiram.

    Ainda de acordo com a polícia, a vítima e o marido dela – um homem que trabalha como representante comercial de bebidas – estavam em um carro indo para o teatro assistir a apresentação de uma sobrinha quando se depararam com troncos de árvore espalhados no meio de uma rua. “O marido percebeu que se tratava de um assalto. Quando ele acelerou o veículo para tentar escapar, três homens encapuzados saíram do meio de um matagal e atiraram. Os disparos atingiram os vidros laterais, do lado do carona, e acertaram a mulher”, relatou o tenente Thiago Abrantes, do 12º Batalhão da PM.

    O oficial acrescentou que o comerciante não foi ferido. “Ele ainda dirigiu o carro por mais alguns metros. Depois parou e pediu ajuda. Populares levaram ele e a esposa para a UPA do Alto de São Manoel, onde ela morreu”, acrescentou.

    A PM ainda fez buscas pela região, mas não conseguiu encontrar nenhum suspeito.

    Com informações do G1/RN