• Últimas Notícias

    terça-feira, 25 de outubro de 2016

    Noiva morre em acidente enquanto entregava convites do casamento.

    Resultado de imagem para Noiva morre em acidente enquanto entregava convites do casamento.Uma jovem de 18 anos morreu em um acidente de moto enquanto seguia com o noivo, da mesma idade, para entregar convites do casamento, em Jataí, região sudoeste de Goiás.

    Segundo a família, Gabriele dos Santos Pereira havia concluído o ensino médio e estava com os preparativos da cerimônia adiantados, que seria realizada no próximo dia 26 de novembro.

    O noivo, Hallan Cândido Neves, se feriu e chegou a ser levado a um hospital. No entanto, já recebeu alta médica. O acidente ocorreu no último sábado (22). O jovem contou aos parentes da noiva que perdeu o controle da direção após tentar desviar de outra moto que estaria em alta velocidade. Pai de Gabriele, Rosalino Pereira diz que a família está desesperada com a morte da jovem. Religiosa, ela gostava de cantar e fazia parte do coral da igreja.

    “Eu não sei por onde começar. Só sei que arrancou um pedaço de mim. Minha filha tinha 18 anos, ia casar agora e estava repartindo os convites de casamento. Isso dói. Não é fácil para o pai, não desejo isso para ninguém. Preferia quebrar minha perna um milhão de vezes do que ter que enterrar minha filha de 18 anos. Ela tinha sonhos e planos”, desabafa.

     G1

    PF vai abrir processo disciplinar contra “Hipster da Federal”

    hisper federal
    Após conceder entrevistas e participar de programas de TV, Lucas Valença, o "hipster da Federal", vai receber um processo disciplinar da Polícia Federal (PF) por desrespeitar as normas da instituição.  

    Na manhã desta segunda-feira, Valença foi um dos convidados no programa "Encontro com Fátima Bernardes", da TV Globo. Questionado sobre o trabalho, o policial disse que não poderia falar detalhes sobre sua rotina, no entanto, confirmou com a cabeça que acompanhou Cunha no voo. Segundo a PF, os membros da corporação não têm autorização para dar declarações relacionadas ao trabalho no órgão sem consentimento da própria instituição. 

    No palco, o agente ainda falou sobre a fama repentina após escoltar o deputado cassado Eduardo Cunha para o embarque no avião da PF, que levou o ex-presidente da Câmara dos Deputados a Curitiba.

    Correio Braziliense