• Últimas Notícias

    sexta-feira, 24 de junho de 2016

    Teori contraria Janot e manda denúncia contra Lula para Justiça de Brasília

    O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu enviar para a Justiça de Brasília a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por suposta participação na tentativa de impedir a colaboração premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

    Na peça, Teori sustenta que o caso não tem conexão direta com a Lava Jato e, por isso, não precisaria ser enviado para a 13ª Vara Federal de Curitiba. A decisão contraria um pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que queria que o caso ficasse sob os cuidados do juiz Sérgio Moro.
    "Tais fatos não possuem relação de pertinência imediata com as demais investigações relacionadas às fraudes no âmbito da Petrobras. Na verdade, dizem respeito à suposta prática de atos, pelos investigados, com a finalidade de impedir e de aviltar a colaboração premiada entre Nestor Cerveró e o Ministério Público", afirma Teori.

    Jato do empresário de Wesley Safadão e Jorge e Mateus sofre pane nos EUA e quase cai

    Anitta e Marcos AraújoEsta semana, o empresário Marcos Araújo, o Marquinhos da ÁudioMix, dono do escritório que cuida da carreira de Jorge e Mateus, Wesley Safadão e de outras estrelas da música popular, passou por momentos de tensão enquanto voava de Las Vegas a Miami, a bordo de um jato particular. 

    A aeronave quase sofreu uma queda, pois o trem de pouso não funcionava e o combustível estava acabando. Marquinhos já entregou o jato para a manutenção e o avião será desprezado. O empresário, que teve muito medo de morrer, vai comprar outra aeronave. R7

    PF prende mulher de um dos integrantes da quadrilha acusada de assaltar Correios

    aaa2A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira (24), no Barretão, em Ceará-Mirim, na Grande Natal, uma funcionária pública municipal, 35 anos. A detenção foi motivada por um mandado de prisão preventiva expedido pela 15ª Vara Federal.

    A ação aconteceu em continuidade das investigações da Operação Trangola que desarticulou em 7 de junho último em Parnamirim, uma quadrilha acusada de assaltar agências dos Correios e promover explosões de caixas eletrônicos no Estado.

    A mulher é companheira de um dos homens presos junto com o bando. A sua prisão foi requerida pela PF à Justiça, porque os policiais descobriram que ela teria registrado em seu nome, a mando do marido, um sítio na cidade de João Câmara de valor infinitamente superior às posses do casal, tudo levando a crer que tal propriedade tenha sido adquirida com dinheiro supostamente obtido nos vários assaltos realizados pela quadrilha desbaratada.