• Últimas Notícias

    sábado, 18 de junho de 2016

    PF lança aplicativo para consulta de fugitivos

    A Polícia Federal lançou, nesta sexta-feira (17), o aplicativo para celular CheckPol, que permite a qualquer pessoa consultar a base de procurados internacionais da Interpol - organização internacional feita em cooperação com várias polícias do mundo. O aplicativo, que é o único do gênero no mundo, permite a consulta do nome, da foto e de detalhes do crime cometido.

    As consultas ao aplicativo podem ser feitas através de qualquer telefone celular ou tablet, em qualquer lugar do mundo. A PF espera que essa novidade seja mais uma ferramenta na localização dos fugitivos.

    O CheckPol já está disponível na loja virtual google play e em breve também poderá ser baixado na apple store em português, inglês, francês e espanhol.

    Denuncia sigilosa
    Para comunicar a PF sobre a localização do foragido, o usuário pode utilizar o próprio aplicativo. O sigilo da comunicação é garantido. Podem também ser utilizados o endereço de email procurados@dpf.gov.br e o whatsapp 61 99262-8532.

    Segundo o Diretor-Executivo da PF, Rogério Galloro, “a participação da sociedade na busca por criminosos internacionais é fundamental e ajuda a Polícia Federal na localização e prisão dessas pessoas. O CheckPol é mais uma ferramenta que contribui na busca de um mundo mais seguro.”


    Com informações da Polícia Federal

    Acusado de roubos e furtos é executado com tiros na cabeça na zona rural de Santa Cruz

    Populares da Zona rural no Município de Santa Cruz encontraram na manhã deste sábado (18), um corpo em uma estrada carroçável na localidade conhecida como Umbuzeiro. A Polícia militar foi acionada e chegando ao local encontrou o corpo da vítima.  

    Com marcas de tiros na cabeça e pescoço o corpo foi identificado como sendo de Daniel Medeiros da Silva, 20 anos, que residia na rua Anedita Targino Alves, mais conhecido pelo apelido de "Mãozinha". Ainda segundo populares a vítima era o terror naquela região praticando furtos e roubos. 

    Tudo leva a crer que "Mãozinha" tenha sido vítima de execução. A equipe técnica do Itep esteve no local e recolheu o corpo para perícia.

    A 9ª DRP de Santa Cruz assumirá os trabalhos de investigação.

    Propina para o PT era feita sob ameaça, diz Janot

    Em uma manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que os pagamentos de propina ao PT eram feitos muitas vezes mediante ameaças de interrupção de contratos entre as empresas e o governo. De acordo com os investigadores da Operação Lava Jato, a estratégia era centralizada na pessoa de Edinho Silva, ex-ministro-chefe da secretaria de Comunicação Social de Dilma.

    Edinho é investigado com base em delações premiadas que afirmam que ele pediu R$ 20 milhões para a campanha da reeleição da presidente Dilma Rousseff, em 2014. A informação consta dos depoimentos tanto de Walmir Pinheiro Santana quando de Ricardo Pessoa, ambos da UTC Engenharia. O ex-ministro - então tesoureiro da campanha da petista - teria dito que a Petrobrás continuaria "crescendo" e que o empresário "ganharia outros contratos", garantindo que o repasse "se pagaria". 

    "Em verdade, o pedido de pagamento para auxílio financeiro ao Partido dos Trabalhadores, notadamente para o custeio oficial e não oficial (caixa 2) das campanhas eleitorais, muitas vezes mediante ameaças de cessação das facilidades proporcionadas ao Núcleo Econômico pelos Núcleos Político e Administrativo (do esquema de corrupção da Petrobrás), revelam-se coma medida habitual institucionalizada e centralizada, em parte, na pessoa de Edison Antônio Edinho da Silva", escreveu Janot. 

    O Estado de S.Paulo – Gustavo Aguiar e Isadora Peron

    Capeta Cristão: Cunha registra queixa contra deputado que o chamou de 'gângster'.

    O deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) entrou nesta sexta-feira (17) com uma queixa-crime contra o colega Glauber Braga (PSOL-RJ), que o chamou de "gângster" durante a votação da Câmara, em abril, que avançou o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

    Ao votar contra o pedido de afastamento, Glauber afirmou: "Eduardo Cunha, você é um gângster. O que dá sustentação à sua cadeira cheira a enxofre".

    Para a defesa de Cunha, o colega disparou de maneira direta e dolosa violentos ataques verbais contra o peemedebista e zombou de sua fé.

    "O querelado [Glauber], sabendo que o ofendido [Cunha] é cristão e que possui fortíssima relação com a Igreja Evangélica, da qual é fiel, aproveitou para zombar publicamente de sua fé, afirmando que "o que dá sustentação à sua cadeira cheira a enxofre", diz a ação.

    Os defensores afirmam ao STF que "tal assertiva empregada para transmitir a ideia de que ofendido [Cunha] teria ligação com o 'capeta', já que, como cediço, referências feitas a "cheiro de enxofre" são popularmente ligadas ao "inferno" e, via de consequência, ao "diabo".

    Os advogados dizem que Glauber praticou ofensas pessoais, ferindo sua dignidade e o decoro parlamentar. Na sessão, Cunha também foi chamado de "ladrão" e "golpista" por deputados que votaram contra a aceitação do impeachment pela Câmara.

    Réu no petrolão e principal condutor do processo contra Dilma, Cunha não respondeu a ataques na ocasião. 

    Com informações da Folhapress.

    Terrorismo: Estado Islâmico cria canal em português em aplicativo de celular

    Terrorismo preocupa Olimpíada do Rio
    A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) confirmou nesse final de semana a criação de um grupo de troca de mensagens em português, no aplicativo de mensagens instantâneas Telegram, por pessoas ligadas ao Estado Islâmico. Em nota, o órgão afirmou que o grupo, nomeado Nashir Português e voltado à divulgação de doutrinação extremista, “amplia a complexidade do trabalho de enfrentamento ao terrorismo e representa facilidade adicional à radicalização de cidadãos brasileiros”.

    O objetivo do grupo é arregimentar brasileiros para a causa jihadista. As mensagens têm um discurso de Abu Muhammad al-Adnani, porta-voz do Estado Islâmico, de acordo com informações de uma fonte da área de segurança. Os integrantes do grupo já estariam sendo monitorados pela Abin.

    BBB do Governo Temer: ministro da Educação é suspeito de ter recebido propina, diz Janot

    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aponta, em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal e que se tornou público nesta sexta (17), suspeitas de pagamento de propina de R$ 100 mil, em 2014, para a campanha à reeleição do ministro interino da Educação, Mendonça Filho (DEM-PE), para a Câmara.

    Em meio à investigação sobre Edinho Silva, foi identificada uma mensagem no celular do ex-diretor financeiro da construtora UTC Walmir Pinheiro Santana, um dos delatores da Lava Jato, que fazia menção a Mendonça Filho; Janot observou que a UTC fez uma doação de R$ 100 mil ao diretório nacional do DEM em 5 de setembro de 2014 e outra, de igual valor, em 5 de agosto de 2014.

    Mendonça pode ser o quarto ministro a ir ao Paredão do BBB da republica no Governo interino de Temer. Ele declarou que não recebeu doação da UTC na campanha. 

    Municípios recebem na próxima segunda-feira (20) valores do FPM relativos à segunda parcela do mês

    As Prefeituras Municipais irão receber o segundo repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) na próxima segunda-feira (20). Com montante um pouco maior que o esperado, o montante a ser partilhado entre os governos locais será de R$ 1.632.773.120,62, considerando a retenção constitucional destinada ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

    Sem o porcentual da Educação, em valores brutos, o segundo decêndio do Fundo soma R$ 2.040.966.400,78.


    Dono do helicóptero apreendido com cocaína é nomeado no Ministério do Esporte

    Dono do helicóptero apreendido com cocaína é nomeado no Ministério do Esporte
    O ministro do Esporte Leonardo Picciani (PMDB) nomeou nesta sexta-feira o ex-deputado estadual em Minas Gustavo Perrella, que ficou famoso em todo País após um helicóptero de sua empresa ser apreendido pela Polícia Federal com 445 kg de cocaína em 2013, para o cargo de Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor.

    Na ocasião, o piloto do helicóptero, que foi detido em flagrante, era funcionário do gabinete de Gustavo Perrella na Assembleia de Minas e foi exonerado após o episódio. Além disso, o então deputado mineiro utilizou R$ 14 mil de sua verba indenizatória para abastecer a aeronave, que foi devolvida à empresa da família Perrella por decisão da Justiça Federal, em agosto de 2014.

    Gustavo Perrella chegou a ser investigado pela Polícia Federal, que concluiu que ele não teve envolvimento com o tráfico de drogas, pois o piloto teria pego a aeronave sem o conhecimento da família. 

    Após gravar com Patrícia Abravanel, equipe de Silvio Santos é assaltada em em Natal

    Uma equipe do “Programa Silvio Santos”, juntamente com Patrícia Abravanel, filha do apresentador, estavam em Natal, no Rio Grande do Norte, realizando uma série de gravações externas, o quadro “Patrícia Tá na Rua”, mas a apresentadora voltou a São Paulo mais cedo.

    A equipe permaneceu para gravar outros quadros, como “Os velhinhos se divertem” e “Desafio com as crianças”, quando foram surpreendidos com um assalto, nesta quinta-feira (16). Eles foram surpreendidos por bandidos armados, que levaram todos os equipamentos.

    Câmeras, lente, tripé, monitores do SBT, mais celulares e documentos… Nada sobrou. Ninguém foi ferido durante a ação. 

    Em seguida, eles procuraram a delegacia mais próxima e os policiais conseguiram localizar e prender os bandidos. Tudo acabou sendo recuperado.

    A informação é do jornalista Flávio Ricco.