• Últimas Notícias

    sexta-feira, 17 de junho de 2016

    Henrique Alves antecipou demissão após ser identificada contas secretas na Suíça

    O pedido de demissão de Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) do comando do Ministério do Turismo foi motivado pela chegada ao Palácio do Planalto da informação de que autoridades policiais identificaram contas secretas do peemedebista no exterior.

    As supostas contas do ex-ministro no exterior foram rastreadas pelo grupo de trabalho da Lava Jato que atua na Procuradoria Geral da República (PGR) e por investigadores suíços. O grupo de trabalho é formado por procuradores da República e promotores do Ministério Público do Distrito Federal que auxiliam o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nos casos envolvendo políticos com foro privilegiado suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção que atuava na Petrobras.

    Do PC do B ao DEM, propina de Machado não conhece ideologia

    Do PC do B ao DEM, propina de Machado não conhece ideologiaEm uma das delações mais ecléticas do ponto de vista partidário desde o início da Lava Jato, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado narra o pagamento de propinas em dinheiro vivo e disfarçadas de doações de campanha a dezenas de políticos de diferentes matizes ideológicos.

    PMDB, PT, PP, DEM, PSDB e PC do B são as legendas citadas. Em todos os casos, os recursos teriam como origem repasses irregulares de empresas que obtinham contratos com a estatal. 

    De acordo com Machado, os pagamentos começaram em 2004, e se tornaram mensais à partir do momento em que Edison Lobão(PMDB-MA) assumiu o ministério de Minas e Energias, em fevereiro de 2008.

    Assembleia e ato no Walfredo Gurgel confirmam início da greve da saúde estadual

    Nesta sexta-feira (17), os servidores da saúde estadual realizaram uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) e um ato em frente ao Pronto Socorro Clóvis Sarinho, no Hospital Regional Walfredo Gurgel, na capital do estado.

    As atividades confirmaram o início da greve que se iniciará na próxima quarta-feira (22). 

    Trio é preso por traficar drogas em cigarreira no Conjunto Panatis, Natal

    Policiais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) prenderam em flagrante, na tarde desta sexta-feira (17), Herick Arthur Freires Amorim, 22 anos, José Vieira de Melo Filho, 35 anos, e José Vieira de Melo, 58 anos, por traficarem drogas em uma cigarreira conhecida como “Papa Tudo”, localizada no Conjunto Panatis, Zona Norte da capital. 

    A prisão foi realizada depois que policiais da Denarc investigaram uma denúncia realizada através do 181, que resultou na apreensão de 47 porções de cocaína e R$ 1.371,00 reais fracionados. A cigarreira era propriedade de José Vieira e do seu filho Fábio José, que está preso por tráfico, sendo o seu outro filho, José Vieira de Melo Filho também preso nesta sexta-feira. O trio responderá pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico e corrupção de menores.

    PRISÕES – No dia 19 de maio deste ano, José Vieira de Melo e o seu filho Fábio José da Rocha de Melo foram presos pelos delitos de tráfico e associação para o tráfico de drogas, na cigarreira de nome “Papa Tudo”, em Panatis, onde a polícia encontrou maconha e cocaína. José Vieira estava respondendo por tráfico de drogas em liberdade, além de Herick, que utilizava uma tornozeleira eletrônica. *Por Polícia Civil/ASSECOM

    Com saída de Henrique Alves, Temer estuda extinguir Ministério do Turismo

    O presidente interino Michel Temer - Ueslei Marcelino / Reuters / 15-6-2016
    BRASÍLIA - O presidente interino Michel Temer ainda não decidiu o que fazer com o ministério do Turismo após a saída de Henrique Eduardo Alves e estuda, inclusive, extinguir a pasta. Caso resolva manter o ministério, o presidente interino quer que seja um nome reconhecido pelo mercado de turismo. Seja qual for a solução, Temer avalia que não pode passar de semana que vem, já que esta é uma área fundamental durante as Olimpíadas, cuja abertura será no dia 5 de agosto.

    — É muito difícil arrumar um ministro que não dê problema — reconhece um interlocutor de Temer.

    Um assessor lembra que quando montava o governo, antes mesmo do afastamento da presidente Dilma Rousseff, o desenho original previa o fim do Ministério do Turismo, transformando-o numa secretaria dentro de um outro ministério. Mas, na época, o peemedebista precisava de um lugar para alojar Henrique Eduardo Alves, seu amigo e aliado histórico, e achou mais fácil mantê-lo na pasta que já ocupava na gestão petista.

    Segundo auxiliares, Temer pediu para o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) e o ex-ministro Romero Jucá (Planejamento) avaliarem cenários. Encerrado o capítulo do impeachment, ele planeja fazer uma reforma ministerial. Uma pasta que também pode deixar de existir é o Ministério do Esporte, mas isso só vai ocorrer após os Jogos Olímpicos. O presidente se dedicará à reforma após a votação do impeachment do Senado e pretende usar o mês de agosto para definir como será o governo daqui para frente. 
    Por EXTRA

    Em crise na carreira, Claudia Leitte faz shows em boates e baile funk

    Parece que a crise financeira que atinge o país, também chegou para a cantora Claudia Leitte. A loira, que não lota mais grandes shows pelo país, agora arrumou outra alternativa para continuar faturando.

    De acordo com a colunista Fabíola Reipert, Claudia agora se apresenta em boates. Recentemente, ela fez presença em uma de Goiânia, e a entrada custava apenas R$ 9 (nove reais) para homens e mulheres. Quem estava lá disse que havia no máximo 70 pessoas, e ela cantou muitas músicas de Anitta, para animar o público.

    Em setembro, ela confirmou presença em baile funk, no Rio de Janeiro. 

    Por Coluna Fabíola Reipert

    Padre Fábio de Melo ironiza boato sobre falso casamento: 'Não me convidaram'

    No Twitter, o religioso fez piada nesta sexta-feira (17) sobre a notícia de que ele teria virado pastor e se casado.

    Padre Fábio de Melo é quase uma unanimidade quando o assunto é redes sociais: o religioso é seguido por Bruna Marquezine no Snapchat e já bateu papo com a ex-BBB Ana Paula Renault no Twitter. E usou a rede social de 140 caracteres para esclarecer um boato no qual é citada. Se muitos famosos são alvos de falsas notícias de morte, como aconteceu esta semana com Bruno Gissoni, com o padre, a "novidade" foi envolvendo um casamento.

    "Arrumaram um casamento pra mim na outra rede. Mas não me convidaram. A gente morre e não vê tudo", escreveu o sacerdote, já comparado ao ator Ricardo Tozzi na web. "Os fanfarrões me tornaram pastor metodista, e, de quebra, me arrumaram esposa", completou.

    Ao responder um seguidor, o religioso e amigo íntimo de Angélica e Luciano Huck brincou: "O print da notícia infame está rodando neste site. Causou-me tremendo desconforto, mas já estou medicado". Segundo a notícia falsa, divulgada por uma página religiosa no Facebook, o padre teria abandonado o sacerdócio durante uma missa, se tornado pastor e se casado com uma mulher, com a qual aparece abraçado em uma foto. *Com informações Purepeople

    Séries C e D do Brasileirão poderão ficar sem transmissão em canal aberto; entenda

    O presidente da República em exercício, Michel Temer, enviará ao Congresso um projeto de lei reduzindo a atuação e os custos da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que controla a TV Brasil. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo na manhã desta sexta-feira, 17.

    Nos últimos anos a TV Brasil tem transmitido os Brasileirões das Séries C e D, além de alguns torneios licenciados pela TV Globo, como Mundiais da Fifa Feminino e de categorias de base, como também os Paulistas da A2 e feminino.

    Em 2015, a emissora controlada pela União também passou a transmitir o Brasileirão da Série B e tem continuado a transmitir neste ano.

    A emissora pública depende de recursos do Tesouro. Segundo a reportagem, somente neste ano o volume de recursos para o canal poderiam chegar a R$ 535 milhões.

    A ideia da equipe de Temer é fechar a TV Brasil

    Operação prende secretário de Obras e Administração de Serrinha, RN

    O Ministério Público do Rio Grande do Norte, através da Promotoria de Justiça da Comarca de Santo Antônio e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), deflagrou na manhã desta sexta-feira (17) uma operação denominada ‘Cérbero’. Durante a operação, o secretário de Administração e Obras do município de Serrinha, Jefferson Marinho Santos, foi preso. Serrinha fica a 90 quilômetros de Natal.

    Prefeito de Serrinha, Fabiano de Sousa (PMDB) disse ao G1 que ficou "surpreso" com a notícia da prisão do seu secretário. "Ainda não tenho conhecimento sobre a denúncia do MP", limitou-se a comentar.


    Polícia Federal faz buscas na Prefeitura de Serrinha

    Segundo informações, desde as primeiras horas dessa sexta-feira 17, Policiais Federais e do BOPE estão na sede da prefeitura de Serrinha, no Agreste do Rio grande do Norte, distante a 89 km de Natal. A operação policial também se concentra em uma residência de uma das secretárias do Município. 

    A Operação é investigativa, documentos e computadores estão sendo lacrados pelos agentes.

    Dentro de instantes mais informações.

    Queda de Henrique Alves tem 35 mil anotações no Twitter

    O pedido de demissão do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), provocou grande repercussão nas redes sociais nesta quinta-feira, 16.

    No Twitter, o nome do ex-ministro e a pasta que ele ocupava foram alguns dos assuntos mais comentados. Henrique Alves foi citado cerca de 5 mil vezes. A pasta do Turismo recebeu cerca de 30 mil anotações. Alguns usuários fizeram anedotas com a queda de Alves.


    Henrique Eduardo Alves é o terceiro ministro do governo do presidente em exercício, Michel Temer, a cair. O agora ex-ministro do Turismo foi citado na delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado por supostamente ter recebido propina de R$ 1,55 milhão entre 2008 e 2014.