• Últimas Notícias

    domingo, 12 de junho de 2016

    Hamilton se recupera de largada ruim e vence pela segunda vez seguida

    Lewis Hamilton chegou à segunda vitória no ano
    Lewis Hamilton se recuperou de uma largada ruim para vencer a segunda corrida consecutiva da temporada. O inglês fez uma parada a menos para bater Sebastian Vettel e se aproximar ainda mais do líder do campeonato, o companheiro Nico Rosberg. A diferença entre eles agora é de apenas nove pontos (116 a 107).


    Música: Banda potiguar alcança votação expressiva e se garante no SuperStar

    (Foto: Bruna Magalhães/ Gshow)
    A banda de rock/indie potiguar Plutão Já Foi Planeta alcançou, na tarde deste domingo (12), mais uma votação expressiva dentro do reality show SuperStar, da Rede Globo, com a música autoral ‘Me Leve’.
    O grupo natalense alcançou 76% dos votos e viu a tela subir mais uma vez durante o programa dominical da emissora carioca. Os jurados Paulo Ricardo, Sandy e Daniela Mercury sinalizaram positivamente nesta tarde.
    Com os votos conquistados neste domingo, Plutão Já Foi Planeta agora está entre as oito melhores bandas do programa. No próximo domingo, se apresentará novamente. Desta vez, apenas seis seguirão na disputa. Agora RN

    EUA: Estado Islâmico reivindica atentado em discoteca gay de Orlando

    Omar Mateen, identificado como responsável
    por 50 mortes em boate na Flórida
    O auto-proclamado Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado à discoteca Pulse, palco do maior massacre da história dos EUA. "O ataque armado que tinha como objectivo uma discoteca gay na cidade de Orlando, na Florida, e que deixou 100 pessoas feridas ou mortas foi perpetrado por um militar do Estado Islâmico", revelou a Amaq, a agência de notícias criada pelo Daesh.

    O notícia da Amaq termina assim com a dúvida que permanecia desde manhã. Quem estaria por detrás do ataque: um potencial terrorista islâmico ou um jovem homofóbico de 29 anos? 


    As autoridades identificaram o cidadão norte-americano de origem afegã, nascido em Port Saint Luce, na Florida, como o homem que entrou armado na discoteca gay Pulse e matou 50 pessoas (há ainda 53 feridos).

    Segundo a televisão NBC, o autor do massacre de Orlando jurou lealdade ao grupo extremista Estado Islâmico numa chamada telefónica feita para o número de emergência 911 imediatamente antes do crime.

    Por http://www.sabado.pt/

    “Chateado”, Lula em discurso fala sobre sua possível ‘prisão’

    Lula está “chateado”. Revelou o motivo à multidão que o ouvia discursar num ato anti-Temer, na noite desta sexta-feira. “Eu tô chateado porque todo dia eu leio uma matéria que diz assim: ‘Eles querem prender o Lula, eles querem encontrar alguma coisa do Lula, eles querem que alguém delate o Lula’.”

    Horas antes do discurso de Lula, o procurador-geral Rodrigo Janot acrescentara uma novidade ao rol de chateações do orador. Ele solicitara ao STF que enviasse para Curitiba a denúncia em que Lula é acusado de participar de uma trama para comprar por R$ 250 mil o silêncio do delator Nestor Cerveró.

    Nas mãos de Sérgio Moro, Lula terá mais razões para temer a prisão. Os indícios colecionados contra ele são abundantes. No caso do suborno oferecido a Cerveró em troca de silêncio, o delator de Lula é ninguém menos que Delcídio Amaral, um ex-senador petista com quem cansou de tricotar. Estadão

    Polícia confirma 50 mortos após tiroteio em boate gay nos EUA

    A polícia de Orlando confirmou que pelo menos 50 pessoas morreram na boate gay atacada por um homem armado na madrugada deste domingo (12).
    O porta-voz das autoridades disse que houve pelo menos 53 feridos no local, que foram transportados para hospitais da região. Outros 30 frequentadores foram "resgatados".
    As autoridades estimam em 320 o número de pessoas dentro da casa noturna no primeiro momento do ataque.
    A polícia está investigando o caso como um "incidente de terror", e agora investiga se o atirador da casa noturna era um "lobo solitário" ou se houve "interferência externa".
    O FBI afirmou que o atirador estava "organizado e bem preparado" e não era da área de Orlando. (Por R7)

    EUA: Americano filho de afegãos seria autor do ataque a boate gay em Orlando

    ORLANDO - Segundo a rede americana CBS News o ataque a boate gay registrado na madrugada deste domingo em Orlando, na Flórida, seria de autoria de Omar Mateen, de 29 anos, de Port St. Lucie. Filho de pais afegãos, ele tinha dupla cidadania (americana e afegã), segundo fontes da emissora. Autoridades estão apurando se ele tinha ligações com o terrorismo islâmico.

    De acordo com informações iniciais, Mateen não possuia antecedentes criminais aparente. Os dados ainda serão confirmados pela polícia.

    Um atirador deixou cerca de 50 mortos, após abrir fogo dentro de uma boate voltada ao público LGBT em Orlando, na Flórida, na madrugada deste domingo. O autor morreu durante uma troca de tiros com a polícia e cerca de 42 feridos, entre eles um policial, foram levados ao hospital. As autoridades policiais ainda não divulgaram o nome e a origem do autor, que agiu "de forma organizada". O Itamaraty afirmou que, por enquanto, não há registro de brasileiros entre as vítimas.

    Os investigadores estão tratando o caso como um ato de terrorismo, afirmou o chefe da polícia de Orlando, John Mina.

    Armado com um rifle e um revólver, o atirador abriu fogo no clube noturno Pulse por volta das 2h (5h no horário de Brasília), antes de fazer vários reféns, de acordo com relatos da mídia local. Foram disparados até 40 tiros e o autor tinha um dispositivo junto ao corpo, que pode ser uma bomba.

    Um policial que trabalhava como segurança dentro da boate Pulse trocou tiros com o suspeito e, na sequência, uma equipe de policiais entrou no local e matou o atirador. Não foi esclarecido em que momento o homem armado atirou nas vítimas. *Com informações O Globo