• Últimas Notícias

    quarta-feira, 1 de junho de 2016

    Mega-Sena acumula e promete pagar premiação de R$ 10 milhões no sorteio de sábado 4

    Ninguém acertou as seis dezenas sorteadas na noite desta quarta-feira (1º) do concurso 1.823 da Mega-Sena.

    Os números sorteados foram: 04 - 09 - 21 - 34 - 54 - 59.

    O prêmio está acumulado em R$ 10 milhões para o próximo sorteio, que será realizado no sábado (04).


    ABC empata com Gama e leva pequena vantagem para Natal

    Pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil, Gama e ABC empataram em 1 a 1, no Distrito Federal. Com o resultado, a vaga para a terceira fase será definida em Natal, no dia 15 de junho, às 20h30, no estádio Frasqueirão. Como marcou um gol fora de casa, o ABC tem a vantagem do empate em 0 a 0. Novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis e qualquer outra igualdade com gols dá a classificação ao Gama. Quem passar enfrentará o Santos na próxima fase.



    Professora é procurada após engravidar do aluno de 13 anos

    A professora Alexandria Vera, de 24 anos, está sendo procurada por abuso sexual após engravidar de um aluno de 13 anos em Houston, no estado do Texas (Estados Unidos).

    No tribunal, a professora afirmou que os dois mantinham um relacionamento com o jovem desde setembro do ano passado e que a família dele tinha conhecimento da situação, aprovava a relação e, inclusive, estava feliz com a chegada do bebê.

    A emissora KPRC informou que o relacionamento começou após o garoto faltar a uma aula e a professora dar a ele o número de telefone dela. Depois disso, os dois começaram a conversar e iniciaram os encontros. Aos promotores, Alexandria afirmou que as relações sexuais aconteciam quase todos os dias.

    Eleições 2016: Propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão terá duração de 35 dias

    A partir do dia 26 de agosto, uma sexta-feira, as emissoras de rádio e televisão deverão transmitir a propaganda eleitoral gratuita para que os candidatos a prefeito e vereador em todo o país possam expor suas propostas.

    Com a Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165/2015 que alterou a Lei nº 9.504/97), o período da propaganda foi reduzido de 45 para 35 dias.

    Portanto, o último dia de propaganda no primeiro turno será 29 de setembro, uma quinta-feira, conforme prevê a Resolução nº 23.457, enfatiza informação extraída do portal virtual do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    Agripino recebe deputado Tomba e os prefeitos de Santa Cruz e Passa e Fica e discute emendas parlamentares

    Foto: Mariana di Pietro
    Em encontro com o deputado estadual Tomba Faria (PSB) e os prefeitos de Passa e Fica (RN), Pepeu Lisboa, e Santa Cruz (RN), Fernanda Costa (PMDB), nesta quarta-feira (1º), em seu gabinete, em Brasília (DF), o senador José Agripino (RN) disse que o momento de crise econômica, vivido inclusive por milhares de prefeituras do país, é consequência da má gestão do governo do PT. 

    O grupo também conversou sobre a importância das emendas parlamentares para a população local. “Estou em Brasília para uma peregrinação nos ministérios com o único objetivo de conseguir recursos para meu município. Tem que ter determinação e paciência, mas não podemos desistir”, disse Fernanda Costa ao senador.

    Governo FHC comprou votos para aprovar reeleição, diz delator da Lava Jato

    Em sua delação premiada firmada com a força-tarefa da Lava Jato, o ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE), condenado pelo juiz Sérgio Moro a 20 anos e três meses de prisão enquanto ainda cumpria sua pena no mensalão, desenterrou um episódio polêmico do Congresso durante o governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB/1994-2002): a compra de votos de deputados para apoiar a emenda da reeleição, em 1997.
    Conforme reportagem exclusiva de O Estado de São Paulo, Corrêa, que admitiu ter se envolvido em crimes desde seu primeiro mandato parlamentar, em 1978 pelo extinto Arena, afirmou aos investigadores que o episódio envolvendo o governo FHC “foi um dos momentos mais espúrios” que ele presenciou em todos os anos de deputado federal.
    Segundo o delator, houve uma disputa de propinas. Segundo Pedro Corrêa, estavam em lados opostos o governo Fernando Henrique e o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), que na época havia acabado de deixar a Prefeitura de São Paulo com alta aprovação e sua candidatura à Presidência da República era cogitada.


    Até esta quarta-feira, brasileiro trabalhou só para pagar impostos

    Entre 1º de janeiro e 1ºde junho deste ano, os brasileiros trabalharam apenas para pagar impostos. O levantamento foi feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), que leva em consideração impostos, taxas e contribuições exigidos pelos governos federal, estadual e municipal. 

    Os dados divulgados mostram que os contribuintes precisam trabalhar cada vez mais para ficar em dia com a arrecadação: em 1986, eram necessários 82 dias para pagar tributos; em 1996, o número subiu para 100 dias; e há dez ano, eram necessários 145 dias trabalhados. O levantamento mostra ainda que 41,80% do rendimento bruto dos cidadãos são destinados ao pagamento de tributação sobre renda, consumo e patrimônio - em 2014 e 2015, o índice era 41,37%.

    Quebradeira geral: Maioria das prefeitura está sem verba

    Um levantamento da Confederação Nacional dos Municípios indica que mais de 60% das 5.570 prefeituras vão fechar o ano no vermelho. Segundo o estudo, apenas 10% dos municípios têm arrecadação própria para cobrir suas despesas.

    Os demais municípios têm pouca capacidade de arrecadação e dependem muito dos repasses de recursos constitucionais do governo federal e convênios. A principal fonte de recursos é o FPM, Fundo de Participação dos Municípios.

    Mas a crise econômica pela qual atravessa o país provocou a queda do valor repassado aos municípios. No ano passado, por exemplo, o FPM teve queda real de 2,3% e neste ano acumula redução de 13,7%.

    Com menos dinheiro em caixa, muitos municípios estão tendo dificuldade para pagar o salário em dia, contratar serviços e comprar produtos básicos. A maioria também não terá condições de conceder aumento salarial neste ano. Com informações CNM.


    A cocaína e o ecstasy ficaram para trás; a moda é inalar chocolate

    O chocolate é a nova ‘droga’ da moda e está ficando no lugar de outras mais comuns, como a cocaína ou o ecstasy na preferência dos frequentadores de casas noturnas de toda a Europa. 

    Segundo uma notícia do Daily Mail, os amantes de raves estão trocando as já conhecidas drogas por chocolate, que ingerem em pó, em comprimidos ou até nas bebidas. 
    O proprietário de um estabelecimento disse ao Daily Mail que não vende bebidas alcoólicas, mas que oferece aos clientes uma variedade de produtos como chocolate, smoothies, misturas de ervas, entre outras coisas. 
    A moda de consumir chocolate começa a ganhar terreno, pois este é um alimento que faz com que o organismo produza elevadas quantidades de endorfina que funcionam como uma espécie de combustível para sentimentos como a euforia. O chocolate contém também altas quantidades de magnésio, o que ajuda os músculos a relaxar. 

    Aliás, segundo o Daily Mail, um recente estudo feito pela Universidade de Kingston, em Londres concluiu que o chocolate ajuda os ciclistas a pedalarem mais rápido e durante mais tempo. (Notícias ao Minuto)

    'The Voice' cogita trocar da Claudia Leitte por Ivete Sangalo

    Por mais que já esteja acontecendo algumas movimentações nos bastidores do "The Voice", a Globo ainda não quer divulgar as possíveis mudanças nas duas versões do reality show.

    Segundo o colunista Flávio Ricco, do 'UOL', a emissora limita-se a informar que: "Não estamos sabendo de nenhuma mudança" e que  "eles só serão fechados mais próximos de suas estreias".

    Mas a verdade é que já existem providências em curso e a principal delas na direção das duas figuras femininas, Claudia Leitte e Ivete Sangalo.



    Natal: Pacientes foram confundidos com bandidos em alerta de assalto

    Tudo não passou de um susto. Mas um susto que obrigou a PM a mobilizar equipes do BP Choque e Bope, tratando como assalto uma ocorrência que não passou de mal entendido.
    Tudo começou quando seis homens chegaram a uma clínica médica na Avenida Sete, no Alecrim. Três deles desembarcaram do veículo e foram em direção ao prédio. Funcionários do estabelecimento julgaram a atitude estranha, se trancaram nos cômodos da clínica e acionaram a polícia.
    Assim que chegaram, os policiais revistaram os três homens e concluíram que não se tratavam de bandidos. Eles iriam, em resumo, marcar uma consulta. Parece piada. Mas só parece. (Portal No Ar)