• Últimas Notícias

    segunda-feira, 18 de abril de 2016

    Tudo Bandido: Cerveró envolve Renan e Cunha no petrolão

    O ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró acusou os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Eduardo Cunha, ambos do PMDB, de envolvimento em irregularidades na contratação de navios-sonda da estatal. Cerveró prestou nesta segunda-feira (18) seu primeiro depoimento como delator da Operação Lava Jato ao juiz federal Sergio Moro, em Curitiba, e chorou.
    Ao ser questionado sobre o lobista Jorge Luz, que atuava na Petrobras, o ex-diretor disse que Luz tinha sido “o operador que pagou US$ 6 milhões” referentes à sonda Petrobras 10.000, contratada junto à multinacional Samsung. “Foi o Jorge Luz o encarregado de pagar o senador Renan Calheiros, o senador…”, disse.
    Neste momento, Moro interrompeu a fala, em que Cerveró citaria o nome de outro congressista, argumentando que o assunto não fazia parte da ação penal em questão. Como Renan tem foro privilegiado, investigações sobre ele dependem de autorização do STF (Supremo Tribunal Federal) e ficam a cargo da Procuradoria-Geral da República, em Brasília.
    Em outro trecho do depoimento, Cerveró disse que a Samsung havia prometido propinas de US$ 20 milhões, que não foram pagas, na negociação de um contrato de uma das sondas.
    “Só depois de vários anos, o [lobista] Fernando Soares [o Baiano] conseguiu, através de um apoio do deputado Eduardo Cunha, receber parte da propina devida dessa segunda sonda”, afirmou.

    Cerveró disse a seguir que mencionava o assunto apenas como um “parênteses”, e não deu mais detalhes.
    Ao fim do depoimento, ele pediu desculpas ao juiz por ter mentido sobre offshores em depoimentos anteriores.
    O ex-diretor chorou ao mencionar “o esforço e a coragem” do filho, Bernardo Cerveró, quando relembrou o episódio em que Bernardo gravou uma conversa com um advogado e o senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) em que o parlamentar sugeria a fuga de Cerveró para o exterior. “[Ele] Teve a frieza de ficar uma hora e meia conversando”, disse.
    Também pediu desculpas à sociedade e à Petrobras, empresa na qual trabalhou por 40 anos. Moro, ao encerrar o depoimento, concordou com Cerveró. “Seu filho realmente foi bastante corajoso, merece os elogios do senhor.”

    Natal: Bandidos fazem arrastão dentro de agência bancária na avenida Capitão Mor Gouveia

    Foto Sérgio Costa
    Três homens realizaram um arrastão contra clientes de uma agência do Banco do Brasil, localizada na avenida Capitão Mor Gouveia, em frente à Ceasa. Os bandidos renderam as pessoas que estavam nos caixas eletrônicos.
    Eles roubaram dinheiro, chaves de veículos e celulares das vítimas e, em seguida, fugiram. Cerca de 10 clientes estavam dentro do banco no momento do arrastão.
    Uma das vítimas disse ao Portal BO que ficou surpresa com a ousadia dos criminosos, haja vista que o crime foi praticado ainda cedo da noite, por volta das 18h30, e que a avenida Capitão Mor Gouveia é de grande movimento.
    A agência bancária onde aconteceu o arrastão também fica bem próxima ao prédio da Superintendência da Polícia Federal no Rio Grande do Norte. *Portal BO

    Para Renan, conclusão do processo de impeachment pode ocorrer em setembro

    renan2.jpgEm conversas com integrantes da cúpula do PMDB nesta segunda-feira, 18, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ressaltou que é preciso ter "cautela" e que o trâmite do processo de impeachment na Casa deve seguir estritamente o que prevê o regimento para se evitar a judicialização por parte do governo. A previsão dos senadores, colocada na ponta do lápis na reunião, é de que a votação do processo de impeachment, no plenário do Senado, ocorra apenas no dia 21 de setembro, uma quarta-feira.

    Renan esteve reunido ao longo do dia na residência oficial do Senado com o presidente do PMDB em exercício, senador Romero Jucá (RR), e o líder do PMDB do Senado, Eunício Oliveira (CE). O encontro ocorreu menos de um dia após a Câmara aprovar, na noite deste domingo, 17, por 367 votos a favor e 137 contrários, o processo de afastamento da petista.

    Nos cálculos de Renan, Jucá e Eunício, a comissão especial, que deverá ser montada no Senado para votar a admissibilidade do processo de impeachment, deve concluir os trabalhos no próximo dia 10 d

    Paciente que teve cirurgia cardíaca negada será indenizado por plano de saúde

    A juíza Tatiana Lobo Maia, da 2ª Vara Cível de Parnamirim, condenou a CAPESESP - Caixa de Previdência e Assistência dos Servidores da Fundação Nacional de Saúde, a reparar um segurado, em compensação por danos morais, no valor de R$ 2 mil, com correção monetária e juros legais.

    O autor da ação, na qualidade de dependente do contrato de assistência médica firmado entre o seu pai e o plano de saúde oferecido pela CAPESAÚDE, solicitou junto a esta a realização de cirurgia cardíaca requisitada pelo seu médico, que lhe foi autorizada em 03 de fevereiro de 2012, sendo o procedimento designado para o dia07 de março de 2012, na Casa de Saúde São Lucas, em Natal.

    Assegurou que, no dia da cirurgia, apresentou a necessária documentação junto ao hospital, que o encaminhou à sala preparatória, onde foi submetido a depilação peitoral e infusão venosa de soro, sendo orientado a aguardar a equipe médica.


    Reclamou que, após três horas de espera, se viu obrigado a deixar a sala preparatória sob a alegação de que a empresa não teria autorizado um dos "códigos" necessários à realização do procedimento, situação que não foi resolvida administrativamente, apesar dos esforços empreendidos pelos seus genitores

    PDT expulsa deputados que votaram pelo impeachment

    O PDT iniciou, hoje, o processo de expulsão dos seis deputados federais do partido que ontem, domingo, votaram a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) – contrariando determinação expressa do Diretório Nacional.

    A decisão do PDT de votar contra o impeachment foi tomada em dezembro do ano passado, sendo referendada posteriormente, por unanimidade, pelo Diretório Nacional reunido em Brasília dia 22 de janeiro; e, por último, confirmada na última sexta-feira (15/4), em reunião da Executiva com integrantes da Comissão Nacional de Ética, presidentes dos movimentos de base partidário e integrantes das bancadas do PDT na Câmara e no Senado.

    Reunida nesta manhã na Sede Nacional do partido, em Brasília, os membros da Comissão Permanente discutiram o comportamento dos deputados do PDT e, ao final, confirmaram a decisão de expulsar os deputados infiéis.


    Votaram contra a determinação da direção do partido e foram expulsos, de ofício, os deputados federais Mario Heringer (MG), Sérgio Vidigal (ES), Giovanni Cherini (RS), Flávia Morais (GO), Subtenente Gonzaga (MG) e Hissa Abrahão (AM). *Por Blog do Magno

    Sobe para 350 número de mortos no terremoto que atingiu o Equador

    O ministro de Segurança do Equador, Cesar Navas, informou hoje (18) que já chega a 350 o número de mortes em decorrência do violento terremoto de 7,8 graus na escala Richter, que atingiu o país na noite de sábado (16).

    “Infelizmente temos que informar que há cerca de 350 pessoas mortas e o número de feridos também aumentou”, disse o ministro à cadeia de televisão Teleamazonas.

    Cesar Navasa não precisou o número de feridos, mas o balanço contabilizava 272 mortos e mais de 2 mil feridos. 


    Agência Brasil 

    Deputado que deu o voto 342 pelo impeachment aparece em planilha da Odebrecht na Lava Jato

    O 342º voto a favor do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara foi dado pelo deputado federal Bruno Araújo, do PSDB de Pernambuco. O tucano é do grupo do presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), que foi derrotado por Dilma nas eleições presidenciais de 2014.

    Advogado de formação, Araújo, de 44 anos, está em seu terceiro mandato como deputado federal. Ele ganhou projeção como parlamentar no ano passado, quando se tornou líder da oposição na Câmara.

    Homenageado pela esposa na votação do impeachment, prefeito mineiro é preso em Brasília

    "Para dizer que o Brasil tem jeito e o prefeito de Montes Claros mostra isso", afirmou a deputada federal Raquel Muniz (PSD-MG). Foto: Nilson Bastian/ Câmara dos DeputadosMontes Claros - A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal, deflagrou na manhã desta segunda-feira a Operação “Máscara da Sanidade II - Sabotadores da Saúde”, com objetivo de prender o atual prefeito de Montes Claros/MG e a atual secretária de saúde.

    Ruy Muniz. Foto: Ludmila Guimarães/EM/D. A Press
    Ruy Muniz. Foto: Ludmila Guimarães/EM/D. A Press
    A operação consiste no cumprimento simultâneo de 08 mandados judiciais: 04 Mandados de Busca e Apreensão (residência dos acusados, prefeitura e secretaria de saúde), dois Mandados de Busca Pessoal, a fim de apreender celulares e smartphones (prefeito e secretária de saúde), além de dois Mandados de Prisão Preventiva (prefeito e secretária de saúde), expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília.

    No último domingo, a primeira-dama do município usou os dez segundos que tinha para discursar a favor de Ruy Muniz, no plenário da Câmara. "Para dizer que o Brasil tem jeito e o prefeito de Montes Claros mostra isso", a deputada federal Raquel Muniz (PSD-MG) votou a favor do prosseguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. 


    O prefeito e a secretária de saúde devem responder pelos crimes de estelionato majorado, prevaricação, peculato, falsidade ideológica majorada e dispensa indevida de licitação pública.

    Por Estado de Minas

    Sem transmitir votação do impeachment, Silvio Santos bate a Globo

    Na noite deste domingo (17), enquanto todas as emissoras de TV brasileiras transmitiam a votação pelo processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o SBT resolveu adotar uma estratégia diferente da concorrência.

    Silvio Santos tinha ordenado que a programação de sua emissora seguisse sem entradas jornalísticas. E parece que a decisão foi uma boa, pelo menos para o canal do Homem do Baú, que segundo dados de audiência, assumiu a liderança contra a Globo em diversos momentos.

    De acordo com levantamento dos índices, o programa Sílvio Santos, do SBT, registrou 14,5 pontos às 19h34. A Globo, que transmitia o processo, teve 14,9 pontos registrados, o que significa um empate técnico entre as redes na liderança.

    Urina pode produzir eletricidade

    Por pouco mais de R$5,00 é possível comprar uma célula de combustível que pode gerar eletricidade a partir de urina, noticia a Sky News. Desenvolvido por investigadores da Universidade de Bath, a Universidade Queen Mary de Londres e o centro bioenergético de Bristol.

    As células de combustível usam processos biológicos naturais para transformar matéria orgânica, como urina, em eletricidade, explica a publicação. Quando a urina passa pelas células de combustível microbianas, as bactérias dentro do "xixi" gera eletricidade que pode ser armazenada ou usada diretamente.

    Estes tipos de dispositivos já foram criados no passado, mas este produto é menor e poderoso. Sendo, também, mais barato, o que pode ser potencialmente útil em países em desenvolvimento.


    Um único dispositivo pode gerar dois watts por metro cúbico. A equipe de investigação está tentando aumentar a potência. (Notícias ao Minuto)

    Temer deflagra a escolha de ministros e já discute medidas


    Aprovada a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o vice Michel Temer (PMDB- SP), seu substituto, vai evitar declarações até que o Senado avalie a decisão da Câmara, mas usará este período de pelo menos duas semanas para montar sua equipe e definir as primeiras medidas de seu futuro governo.

    Segundo assessores, a ideia é priorizar as áreas econômica e social com dois objetivos para mostrar logo a que veio: mudar as expectativas sobre o rumo do país e rebater as críticas de que pode desmontar os programas sociais deixados pelo PT. Até que o Senado decida sobre o afastamento temporário de Dilma, no entanto, a ordem é não dar declarações específicas sobre o futuro governo em respeito ao Senado e também porque, neste interregno, a presidente do país continua sendo Dilma. 


    Recargas de toner em até 5x no cartão de crédito

    Polícia Militar intensificou barreiras fiscalizatórias neste domingo

    PM/ASSECOM/Repórter: SD GLAUCIA
    A Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte intensificou a fiscalização de trânsito, neste domingo (17), visando garantir a segurança dos manifestantes a favor e contra o Impeachment.

    Ao todo foram montadas três barreiras fiscalizatórias, sob a coordenação do 1º Distrito de Polícia Rodoviária Estadual, com o objetivo de inibir a circulação de objetos utilizados para a prática de crimes durante as manifestações e coibir as infrações e crimes de trânsito.

    7x1: Dos 8 deputados do RN apenas Drª Zenaide votou contra o impeachment


    Jean Wyllys cospe em direção a Bolsonaro durante votação

    VÍDEO: Jean Wyllys cospe em direção a Bolsonaro durante votação Diego Vara/Agencia RBS
    Foto: Diego Vara / Agencia RBS
    Instantes depois de votar contra a abertura do processo de impeachment, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) cuspiu em direção ao deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) 

    Vasco vence o Fluminense por 1 a 0 e conquista a Taça Guanabara

    Vasco vence o Fluminense por 1 a 0 e conquista a Taça Guanabara Carlos Gregório Jr./Vasco/Divulgação
    Riascos fez o único gol da partida no AmazonasFoto: Carlos Gregório Jr. / Vasco/Divulgação
    Riascos é o nome do Vasco. Com faro de artilheiro, foi dos pés dele que saiu o gol que deu a vitória por 1 a 0 na tarde deste domingo sobre o Fluminense na Arena Amazônia, em Manaus. O gol — oitavo dele nesta temporada — garantiu ao time de São Januário o título da Taça Guanabara, a vantagem do empate na fase final do Campeonato Carioca e o recorde no século de invencibilidade — já são 21 jogos que o Vasco não perde para o rival. Na semifinal, o Vasco pega o Flamengo, enquanto o Fluminense encara o Botafogo.


    Apesar de estar com time misto, o Fluminense iniciou o jogo com maior ímpeto ofensivo. O Vasco, com a força dos torcedores em Manaus, não ficou muito atrás. Tanto que em dois minutos, aos seis e sete da etapa inicial, tricolores e alvinegros criaram chances de gol. Primeiro com o Flu, quando Renato Chaves chegou a estufar as redes, mas o árbitro marcou falta em Martin Silva e anulou o gol. E, logo na sequência, o Vasco acertou a trave com Andrezinho. (Zero Hora)