• Últimas Notícias

    sábado, 23 de janeiro de 2016

    Maranhão: Grupo especial da PM começa a exterminar assaltantes de banco

    Após trabalhos em Icatu e Morros, homens da Cosar já estão a procura dos assaltantes de banco que tocaram o terror em Paraibano e em Alcântara
    O governador Flávio Dino (PCdoB) colocou em campo, desde o último sábado 16, o que deve ser o início de uma nova Operação Tigre no Maranhão, deflagrada pela primeira vez na segunda metade do século passado, quando o então governador, João Alberto de Souza (PMDB), deu carta livre para que policiais militares bem treinados abrissem guerra contra o crime organizado.


    Partindo da mesma concepção de João Alberto à época – de que o Maranhão está vivendo uma guerra, o que obriga o Governo a partir para o enfrentamento direto – Dino autorizou ao seu novo Comandante Geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel José Frederico Pereira, a formação de uma tropa especial qualificada para combate às ações de quadrilhas de assaltos a agências e instituições financeiras no interior do estado. Os treinamentos aconteceram na selva no município de Imperatriz e foram ministrados pelo 50º BIS, unidade do Exército Brasileiro sediada naquela cidade. 

    O 12º BPM de Estreito e a 12ª CI de Rosário participaram dos treinamentos e, em São Luís-MA, o 24º BIL também prestou contribuição para a qualificação dos exterminadores de assaltantes. Duas turmas já foram formadas – a primeira no primeiro semestre passado e a segunda na primeira semana deste mês – e ambas já mostraram a que vieram: abater bandidos.

    Batizada por Pereira – único coronel caveira – com o nome de Cosar, a Companhia de Operações de Sobrevivência em Área Rural abateu, logo na primeira ação, pelo menos dois suspeitos de participarem do assalto à agência do Banco Bradesco no município de Icatu. Nesta ação, três bandidos chegaram a sobreviver, por terem rapidamente decidido se entregar tão logo seus comparsas tombaram. (Atual7)

    Concurso do IBGE oferece 16 vagas temporárias para jornalistas

    O concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai oferecer 16 vagas temporárias para jornalistas. O salário é de R$ 7.166. No total, são oferecidas 1.409 vagas temporárias para o Censo Agropecuário 2016. Os salários vão de R$ 1.560 a R$ 7.166. A Fundação Cesgranrio é a organizadora responsável pela seleção.
    Os interessados deverão ter curso superior completo em comunicação social, com habilitação em jornalismo. O contrato de trabalho é de até 31 meses.
    As oportunidades são para Salvador (1), Fortaleza (1), Goiânia (1), São Luís (1), Belo Horizonte (1), Belém (1), Recife (1), Curitiba (1), Rio de Janeiro (5), Porto Alegre (1), Florianópolis (1) e São Paulo (1).
    Concurso

    Ocultação de patrimônio: MP vai denunciar Lula por triplex

    [​IMG]

    Na VEJA desta semana: o Ministério Público vai denunciar Lula no caso do tríplex no Guarujá. A denuncia é por ocultação de patrimônio.

    MPRN denuncia ex-prefeito de município potiguar por uso indevido do erário municipal

    O ex-prefeito da cidade de Paraná, Alto Oeste potiguar, Geraldo Alexandre Maia, foi denunciado pelo Ministério Público do RN, à Vara de Justiça da comarca de Luís Gomes, por ter utilizado indevidamente dinheiro público, causando prejuízo ao cofre municipal.

    Na denúncia, a Promotoria de Justiça da comarca de Luís Gomes requer que o juízo instaure o respectivo processo, citando-se o denunciado para interrogatório e dando prosseguimento aos demais termos da ação penal – o que inclui interrogar as testemunhas e declarantes indicados pelo MPRN – e dos atos de direito necessários, até final condenação.

    O fato delituoso que enseja a denúncia ocorreu no segundo semestre de 2008, quando o então prefeito de Paraná tomou a quantia de R$ 8.455,00 emprestada com uma sobrinha, Francisca Antônia Maia, aponta informação veiculada pelo site do MPRN nesta sexta-feira (22)

    Divulgado resultado final do concurso público para Tribunal de Contas do RN

    O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) divulgou, através de edital publicado nesta sexta-feira (22) no Diário Eletrônico, o resultado final do concurso público para provimento de vagas e formação de cadastro de reserva em nível superior.
    Além disso, a publicação convoca os candidatos que se declararam portadores de necessidades especiais para a realização de perícia médica. As vagas são para Assessor Técnico de Informática, Jurídico, e Inspetor de Controle Externo em diversas especialidades.
    A lista completa pode ser consultada aqui.

    Polícia Civil repudia declarações de promotores

    A assessoria de comunicação da Delegacia Geral de Polícia Civil do RN (Degepol/RN) remete aos diversos veículos de imprensa do estado uma manifestação de repúdio.
    A íntegra pode ser lida abaixo.

    A Polícia Civil, diante das ilações e afirmações distorcidas que foram publicadas em nota redigida por quatro promotores de justiça integrantes do Ministério Público do Rio Grande do Norte, deixa claro que as críticas feitas à Polícia Civil do Estado, por tais representantes do Parquet são atos isolados e não representam uma postura oficial e global da Instituição Ministério Público.

    Após a exoneração do Comandante Geral da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte - PMRN, Coronel Ângelo, os promotores Fausto F. de França Júnior, Sílvio Ricardo G. De Andrade Brito, Emanuel Dhayan Bezerra de Almeida e Márcio Cardoso Santos produziram uma nota para criticar tal decisão governamental e atacaram de forma inverídica e contundente a Polícia Civil do RN. Primeiramente, deveras dizer que tal ato dos representantes do Parquet extrapola os deveres institucionais dos promotores. É de lamentar, que os referidos promotores manifestem questões internas da Polícia Civil quando não vivenciam o dia a dia da Instituição.

    Policiais e bombeiros militares do RN ameaçam paralisar atividades

    As associações representativas dos policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte convocam os associados para uma Assembleia Geral, marcada para o dia 25 de janeiro, às 9h, no Clube Tiradentes, em Natal, para uma nova deliberação a respeito do descumprimento do Governo do RN com relação às promoções dos praças.
    De acordo com o sargento Eliabe Marques, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte – ASSPMBMRN, após a assembleia haverá uma caminhada pelas ruas de Natal em direção à Governadoria.
    Diante da falta de posicionamento do Governo com relação ao calendário proposto ainda no ano passado para realizar a promoção de praças, os militares cogitam, entre outras medidas, uma paralisação do efetivo. “Nós iremos nos reunir com a categoria, o que eles decidirem as associações representativas irão acatar, deixando claro que queremos evitar ao máximo chegar nesse ponto, porque sabemos que a população será a maior prejudicada”, afirma o sargento Eliabe.

    Promotores de justiça afirmam: 'É o pior governo dos últimos tempos em segurança'

    Promotores de justiça do Rio Grande do Norte assinaram uma carta onde se posicionam sobre as mudanças no comando da Polícia Militar do Estado pelo Governo potiguar. No material, o grupo de Promotores de Justiça com atuação na área criminal afirma que assistiu nessa quinta constrangido a notícia de demissão do Comandante Geral da PM do RN, Coronel Ângelo.
    "A demissão, para dizer o mínimo, foi deselegante. Vimos, mais uma vez, a PMRN, na figura do seu Comandante Geral, ser eleita como bode expiatório do fracasso das políticas governamentais na área de Segurança Pública, justamente a PM que é a instituição que ainda consegue, com toda dificuldade, prestar algum serviço à segurança publica potiguar", avalia trecho do material.
    O material assinado pelos promotores de justiça, Fausto F. de França Júnior; Sílvio Ricardo G. De Andrade Brito; Emanuel Dhayan Bezerra de Almeida; e Márcio Cardoso Santos, conclui prestando solidariedade à PMRN, "instituição que, no dia de ontem, foi mais uma vez ultrajada pela política clientelista do Governo Robinson Faria na segurança pública".
    Leia a nota: