segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Globo tenta apagar incêndio provocado por Fátima Bernardes ao preferir salvar um traficante em vez de um Policial

fatima bernardes1 Globo tenta apagar incêndio de FátimaFátima Bernardes se meteu em confusão ao fazer a seguinte enquete em seu programa Encontro: “Quem deveria ser socorrido primeiro em um caso de emergência: um policial ou um traficante mais gravemente ferido?”.
Ela foi duramente criticada pelo público nas redes sociais. As pessoas não gostaram da enquete. O deputado Jair Bolsonaro, por exemplo, detonou a ex de William Bonner.
A Globo está mandando esse texto para a imprensa de celebridades:
“Diariamente, o Encontro com Fátima Bernardes propõe temas e discussões relevantes ao público e à sociedade. No programa em questão, a partir da cena de um filme em cartaz que mostra o dilema ético vivido por um médico em uma emergência, o Encontro não só propôs a reflexão sobre o caso, como também convidou um médico especialista para esclarecer ao público sobre a conduta adequada em situações semelhantes à mostrada no filme, onde a personagem tem que escolher entre atender a um traficante, um policial ou uma criança.A discussão destacou que as questões éticas da profissão de médico devem prevalecer sobre os julgamentos de valor, concluindo que todos devem ser atendidos, sem distinção, e de acordo com a gravidade de seu caso. No debate deste ou de qualquer outro tema, o programa preza sempre pelo respeito a todos. Tem, inclusive, enaltecido a profissão de PM’s, bombeiros e socorristas no quadro ‘Heróis de Farda’, que mostra aqueles que se destacaram pelo bom exemplo.”Não convenceu muito, né?

Por R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.