quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Ufologia: Ministro dos Transportes do Iraque diz que país abrigou aeroporto há 5 mil anos

Hardnfast/Wikimedia/Reprodução
 (foto: Hardnfast/Wikimedia/Reprodução)

Quando se fala na possibilidade de a humanidade realizar viagens espaciais, normalmente, surgem opiniões diversas, muitas vezes, conflitantes. Afinal, o mais distante que chegamos, até agora, foi na Lua – a 384,4 mil km de distância da Terra. Porém, no final de setembro deste ano, o ministro dos Transportes do Iraque, Kazem Finjan, durante uma coletiva de imprensa para anuniar a construção de um novo aeroporto na cidade de Dhi Qar, citou uma construção dos sumérios, datada de 5 mil anos, que teria sido usada como pista de pouso e lançamento para espaçonaves.


YouTube/Reprodução"Talvez muitas pessoas da região de Dhi Qar não saibam que o primeiro aeroporto construído na Terra, há 5 mil anos, antes da era Cristã, foi erguido aqui. Quando os sumérios chegaram aqui, eles sabiam que a nossa atmosfera era propícia para o envio de naves ao espaço. Foi daqui que as espaçonaves sumérias levantaram voo em direção a outros planetas. Os sumérios foram os primeiros a perceber a existência do 12º planeta, que é conhecido da Nasa [Agência Espacial Norte-Americana], e é chamado de Nibiru. Sua órbita em torno do Sol dura 3,6 mil anos", diz Kazem Finjan à imprensa.

A fala do ministro causou polêmica em todo o mundo. É sabido que os sumérios foram uma das primeiras civilizações da Terra e se estabeleceram no sudeste da Mesopotâmia, onde hoje se encontra o Iraque. Além disso, a região de Dhi Qar abriga as ruínas de Ur, cidade que teria sido o berço de Abraão, um dos patriarcas dos judeus, e onde teria sido construído o suposto aeroporto milenar.


Kazem Finjan também citou o mitológico planeta Nibiru e, para isso, deve ter se baseado em traduções de textos cuneiformes sumérios feitas pelo escritor Zecharia Sitchin. O autor, que nasceu no Azerbaijão, foi quem associou o suposto 12º planeta à antiga civilização do Oriente Médio.


Já em relação ao conhecimento que a Nasa teria de Nibiru, na verdade, foi uma confusão feita pelo iraquiano. No início deste ano, cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia publicaram um artigo no The Astronomical Journal relatando a descoberta de um planeta gigante escondido na órbita de Plutão. Mas, em momento algum ele foi associado ao corpo celeste mitológico citado pelo ministro dos Transportes, e a agência espacial americana nada tem a ver com essa descoberta.

(Revista Encontro com The Huffington Post)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.