• Últimas Notícias

    quinta-feira, 20 de outubro de 2016

    MMN ou Pirâmide? Governo da Paraíba cria loteria virtual em sistema de níveis.

    Lembram da Telexfree, BBom, Priples e outras empresas de MMN, que depois foram fechadas pela justiça suspeitas de prática de Pirâmide Financeira, pois é, nos moldes de recrutamento com uma certa semelhança, o Governo do Estado da Paraíba, através da Loteria do Estado (Lotep), lançou o sistema de loteria via internet – Lottonet Prêmios Web, com o propósito de redistribuição de renda através de vendas. No site oficial está a informação que a Lottonet é o 1º Sistema nacional de venda direta pelo método de marketing multinível, com investimento inicial de 70 reais o apostador através de recrutamentos pode faturar uma nota. 

    Jogo Eletrônico?
    Segundo o site da Lotto Net, as pessoas que trabalham com o bilhete físico também vão trabalhar com o bilhete virtual a partir da própria casa vendendo o bilhete lotérico e, por cada bilhete, vão receber um percentual em comissão dado pelo Governo do Estado.

    O cadastro para quem quiser se credenciar para trabalhar pela Lottonet será feito através do sistema totalmente online, onde, os apostadores ou os usuários, devem acessar o site oficial da Lotep para realizar o cadastro pessoal e o bancário.

    Com investimento inicial de 70 reais o interessado pode conhecer o sistema através de Videos explicativos no Youtube, que ensinam como recrutar vendedores e ganhos de pessoas recrutadas na rede até o 6º nível.

    O Governo garante que essa MMN "oficial" é sustentável.

    O Paralelo

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.