Ultimas Noticias

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Violência: Guardas municipais resgatam criança vítima de espancamento e prendem as duas acusadas pelo crime em Natal

Suspeitas do crime foram detidas no bairro Jardim Progresso, na zona Norte
Agentes da Ronda Ostensiva da Guarda Municipal do Natal (Romu/GMN) detiveram na noite do sábado (24), duas mulheres acusadas de tortura e maus tratos contra uma crianças de 3 anos, no bairro Jardim Progresso, zona Norte da capital. As mulheres identificadas como Maria Eduarda da Silva e Maria Andreline de Pontes mantêm um relacionamento afetivo e a criança é filha de uma delas.

De acordo com o guarda municipal Arthur Faustino, a guarnição da GMN foi acionada pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) que informou sobre uma denúncia de espancamento de uma criança. Ao chegar ao local indicado os guardas municipais confirmaram as agressões, já que a vítima apresentava diversas marcas do espancamento pelo corpo. “Foi preciso levar a criança para o atendimento médico de imediato na Unidade de Pronto Atendimento do Potengi porque apresentava hemorragia devido às agressões sofridas”, informou.

O agente da GMN contou ainda que populares se revoltaram ao visualizou a situação da criança e tentaram agredir as duas acusadas pelo espancamento, porém os guardas municipais evitaram o que poderia ser o início de um linchamento. “Contornamos a crise e conseguimos prender as suspeitas e preservar a integridade física das mesmas como determina a legislação”, concluiu o GM.

As acusadas foram presas e conduzidas a Delegacia de Plantão Zona Norte onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante delito. As duas ficaram a disposição da justiça e vão responder pelo crime de tortura e maus tratos. Já a criança vai ficar inicialmente abrigada em estrutura protetiva do Estado até a definição de guarda determinada pela justiça.

*Com informações: Assecom GMN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.