• Últimas Notícias

    quinta-feira, 18 de agosto de 2016

    Em uma semana seis mulheres foram assassinadas no RN

    Seis mulheres foram assassinadas em um espaço de uma semana no Rio Grande do Norte. A última morte registrada aconteceu na madrugada desta quinta-feira, 18, em Macaíba, na região metropolitana de Natal.

    A vítima foi identificada como Andreza Diana de Freitas, 21 anos. Ela levou tiros na cabeça. O crime aconteceu pouco depois da meia-noite na Rua Luiz Gonzaga, no bairro Ferreiro Torto.

    A polícia ainda não tem informações sobre os criminosos e nem a motivação do crime. A suspeita é de tenha sido uma execução.

    As outras cinco mulheres assassinadas nos últimos dias são: Mykaella Ruanna Pereira Fagundes, de 21 anos, Ana D'Ávila Gomes de Oliveira, de 47, Franciscris Silva Fernandes, de 24, Josefa Ferreira da Silva, 41 anos, e Naiara Régia Noemi da Silva, de 18, foram mortas a facadas ou a tiros nos últimos dias. Todas supostamente foram vítimas de crimes passionais.


    O caso foi registrado na Delegacia de Plantão da cidade como violência doméstica seguida de morte. O companheiro da vítima se apresentou à polícia na terça-feira (16) acompanhado de um advogado. Em depoimento, ele disse que agiu em legítima defesa, já que a mulher teria tentado esfaqueá-lo durante uma discussão. 

    Após ser ouvido, foi liberado. O delegado Rafael Arraes informou que o inquérito foi concluído e remetido à Justiça juntamente com um pedido de mandado de prisão contra o suspeito.

    *Com informações de Fato

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    ATENÇÃO LEITOR: O Blog não se responsabiliza pelas opiniões e comentários. Em geral, o nosso Blog não analisa nem endossa o conteúdo dos comentários. Não permitimos o uso de linguagem ofensiva, spam, fraude, discurso de violência, comportamento violento ou negativo, conteúdo sexualmente explícito ou que invada a privacidade de alguém.

    IMPORTANTE: Este Blog aceita comentários anônimos mas repudia a falsidade ideológica. Recomendamos aos leitores utilizarem o seu nome, sobrenome e e-mail (caso tenha algum), dos quais sejam legítimos para identificação.